Hollywood passou a Hollyweed – e ninguém sabe quem foi

Uma brincadeira trocou este domingo o icónico símbolo de Hollywood, colocando o cartaz do Parque Griffith a dizer Hollyweed, numa referência à legalização do uso recreativo de marijuana na Califórnia, aprovada em referendo em novembro.

A polícia estava a tentar descobrir a identidade do homem que, vestido todo de preto, foi apanhado pelas câmaras de segurança a pendurar dois panos por cima das letras “O”, transformando-as em “E”, assim criando a palavra Hollyweed, que contém weed, a designação popular para erva.

Segundo a agência de notícias espanhola EFE, a brincadeira pode ter sido uma “piscadela de olho” aos eleitores da Califórnia, que em novembro aprovaram a Proposta 64, que legalizou o uso da marijuana para fins recreativos.

Esta droga leve, aliás, pode agora ser consumida em toda a costa leste dos Estados Unidos, no seguimento de um conjunto de alterações à lei, que permite agora a utilização desta droga.

As fotografias rapidamente se espalharam pelas redes sociais durante a tarde, antes de as autoridades tirarem os panos e o cartaz voltar a dizer “Hollywood”.

A brincadeira, apesar de mediática, não é propriamente original, já que há precisamente 40 anos, um estudante universitário alterou o cartaz exactamente da mesma maneira.

O letreiro de Hollywood é um ponto turístico localizado no Mount Lee, em HOLLYWOOD. O marco turístico foi criado em 1921 e oficialmente inaugurado a 13 de julho de 1923 como peça publicitária da Câmara do Comércio da cidade.

Originalmente, o letreiro dizia “HOLLYWOODLAND”. Foi erguido como peça publicitária para vender casas de um condomínio local e a ideia inicial era que ele ficasse no local apenas por ano e meio, mas acabou por se tornar um símbolo da cidade. As letras “LAND” foram removidas em 1949.

Virado para sul, estende-se sobre uma cordilheira de quase 570 metros que separa Hollywood e boa parte de Los Angeles do Vale de San Fernando, ao norte.

Em setembro de 1932 a atriz Peg Entwistle saltou do H do letreiro e morreu.

Na década de 1970, o letreiro estava quase completamente destruído, e as letras deterioradas formavam a palavra “HULLYWO.D”.

Letreiro de HOLLYWOOD nos anos 70

Letreiro de HOLLYWOOD nos anos 70

Em 1978, várias pessoas influentes juntaram-se para recuperar o letreiro, e cada um doou 27.777 dólares para a compra de uma letra, num total de 250,000 dólares.

Entre os beneméritos encontravam-se o fundador da revista Playboy, Hugh Hefner, que doou a letra H, e o cantor Alice Cooper, que doou uma letra O em memória do comediante Groucho Marx.

ZAP // Lusa / Wikipedia

PARTILHAR

RESPONDER

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …

Kanye West anuncia candidatura à Presidência dos EUA

O músico norte-americano Kanye West anunciou este sábado, Dia da Independência dos Estados Unidos, a sua candidatura à Casa Branca, depois de ter apoiado anteriormente o atual Presidente e candidato à reeleição, Donald Trump. "Agora devemos …

Vídeo revela, pela primeira vez, como é que o cérebro se livra dos neurónios mortos

Uma equipa de cientistas conseguiu usar, pela primeira vez, uma técnica que "mata" uma célula cerebral isolada e permite observar o processo de limpeza do sistema nervoso em tempo real. A equipa de investigadores conseguiu registar …