Hawking está a construir uma nave espacial para salvar a Humanidade

Jim Campbell, Aero-News Network / Wikimedia

Stephen Hawking no simulador de gravidade zero da NASA

Stephen Hawking no simulador de gravidade zero da NASA

O físico Stephen Hawking está convencido de que a humanidade precisa de colonizar outros planetas para se poder salvar e, nesse sentido, está empenhado na construção de uma nave espacial que pode chegar a uma “Segunda Terra” em apenas 20 anos.

Numa intervenção no Festival científico Starmus que decorre em Trondheim, na Noruega, entre 18 e 23 de Junho, Stephen Hawking alertou que os seres humanos precisam, em breve, de colonizar outros planetas para poderem sobreviver.

O físico diz que a Terra está a ficar demasiado pequena para uma crescente população mundial e lamenta que os recursos do planeta estão a esgotar-se a uma velocidade alarmante.

O astrofísico acrescenta que os problemas das alterações climáticas e a ameaça do eventual impacto de um asteróide ou de um qualquer outro cataclismo cósmico, colocam em causa a sobrevivência da humanidade.

“Estamos a ficar sem espaço e os únicos lugares para onde ir são outros mundos. É tempo de explorar outros sistemas solares. Espalharmos-nos pode ser a única coisa que nos salvará de nós próprios. Estou convencido de que os humanos precisam de deixar a Terra”, constata o professor Hawking.

Para conseguir atingir essa meta, o físico está a trabalhar numa nave espacial minúscula que possa viajar a um quinto da velocidade da luz e alcançar um planeta na zona habitável de Alpha Centauri, a estrela mais próxima do nosso sistema solar, cerca de 25 anos depois de ser lançada.

Baptizada “Star Chip”, a nave poderá ter apenas alguns centímetros de tamanho e seria movida a energia de feixes de laser, baseados na Terra, que a impulsionariam a uma velocidade de mais de 200 milhões de quilómetros/hora.

“Um sistema deste tipo poderia alcançar Marte em menos de uma hora, chegar a Plutão em dias, passar a Voyager [a sonda espacial lançada em 1977] em menos de uma semana e alcançar Alpha Centauri em apenas cerca de 20 anos”, constata Hawking.

E logo que alcançasse a estrela mais próxima do nosso sistema solar, poderia começar a registar “imagens de quaisquer planetas descobertos”, “a testar campos magnéticos e moléculas orgânicas e a enviar dados para a Terra noutro feixe de laser”, diz o físico, citado pelo The Independent.

“Este sinal minúsculo seria recebido pela mesma matriz de pratos usada para transitar o feixe de lançamento e o regresso é estimado em cerca de quatro anos-luz”, frisa Hawking.

E se é certo que este cenário que pode ser uma realidade dentro de duas décadas, ainda não é “a viagem interestelar humana, mesmo que pudesse ser escalada para uma embarcação com tripulação”, seria de “imensa importância para o futuro da humanidade”, constata.

Hawking não duvida de que “estamos à beira do limiar de uma nova era” e que “a colonização humana de outros planetas já não é ficção científica” e pode, em breve, “ser um facto científico”.

O físico prevê que os humanos consigam criar uma base na Lua até 2020 e que enviem pessoas para Marte até 2025, mas vaticina que as viagens interestelares de seres humanos só devem chegar daqui a entre 200 a 500 anos.

SV, ZAP // BBC / The Independent

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. 160 milhões de quilómetros/ hora é um quinto da velocidade da luz? usando um pouco de virilidade verbal, mas és burro todos os dias ou andas a comer estrume à pazada?

    Não sabes que a velocidade da luz são 300 mil quilómetros por segundo? Ora faz lá as contas outra vez… deves andar a pensar em milhas de certeza.

    • Caro senhor,
      Quem trabalha todos os dias e se engana uma vez, é “burro” uma vez.
      Quem não consegue fazer uma crítica com um mínimo de elegância, e a faz no tom despropositado em que o fez, é que se deve rever no conteúdo da sua virilidade verbal. Todos os dias.

      • 300 mil Km/s = 1080 milhões Km/h
        1/5 de 1080 milhões de Km/h ~ 216 milhões Km/h
        ou de outro modo,
        160 milhões Km/h / 1080 milhões Km/h ~ 0.15 ~ 0.2 = 1/5

        moral da história: depende de como os arredondamentos foram feitos.

  2. Importante era implementar politicas de natalidade sustentáveis, tão importante ou mais que os acordos sobre emissões de gases de efeito de estufa. Mas qual quê, os governos pensam em aumentar a natalidade apenas com o intuito de sustentar os serviços sociais, e estão-se marimbando para a rutura eminente. Em vez disso pensa-se em se estragar mais planetas… francamente

  3. Com pessoas como o Sr. Jorge mais vale não fazer nada e deixar a espécie Humana ser extinta, pelo menos deixam de haver Trolls de Comentários e outros “Reptilianos” tipo Trump’s que andam aí.
    Porque um Homem que anda há mais de 30 anos a estudar o universo que desvendou segredos dos buracos negros e que tem vindo a enganar a morte há aproximadamente 40 anos devido a ter uma doença que muitos teriam preferido a eutanásia. Sr. Jorge faça um favor à humanidade e feche a boca “e se der o nariz também” e assim os recursos poderão estender-se por mais uns nano-segundos.

  4. A demografia galopante poderá vir a justificar soluções extremas, para alocar os terráqueos que quiserem explorar novos mundos. Até lá, procuremos soluções neste planeta que tem sofrido as consequências inevitáveis do progresso e da ambição desmedida do Homem, nem sempre “sapientes”…

  5. Mais uma bobagem de Hawking. Acho que sua paralisia chegou ao cérebro.
    Hawking é apenas um fantoche do globalismo. Suas teorias falaciosas não têm embasamento na realidade.Tudo sai de sua mente esquizofrênica.
    Triste é ver pessoas levarem este sofismador a sério.

  6. Não sei se o Stephen padece ou não de esquizofrenia mas numa coisa tem razão: Só com naves mais pequenas que aproveitem a energia com mais eficiência é que conseguiremos alcançar lugares mais distantes. Por outro lado quem nunca ouviu nas notícias falar dos feixes laser que incomodam os pilotos na aterragem de aviões? Apenas funcionam com uma pequena bateria (pilha) e atingem grandes distâncias. Como se sabe no espaço não existe atrito do ar. Parece-me que o homem sabe do que fala e muitos ouvem-no e respeitam. Além disso quem faz saber o que pensa não devia ser criticado. As opiniões devem ser sobre os assuntos em causa e não sobre a pessoa que teve a ideia e ousadia de pensar e revelar uma possível solução.

  7. Qual a probabilidade de se abrir uma brecha no espaço tempo e um planeta que esta a 1400 anos luz viajando a 9,46 trilhões de quilomentros , atravessar esta brecha e chegar até o nosso planeta , e com a saida da brecha este planeta causa-se um grande impacto e com este impacto tirasse o nosso planeta da orbita e fossemos atraidos ou pelo sol ou por um buraco negro .

RESPONDER

Prisão preventiva para hacker português suspeito de invadir sistema do tribunal eleitoral do Brasil

O hacker suspeito de invadir o sistema informático do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do Brasil, detido no sábado em Portugal, ficou esta segunda-feira em prisão preventiva, disse à agência Lusa fonte ligada ao processo. A PJ, …

Chefe do Governo Hong Kong revela ter "pilhas de dinheiro" em casa por causa das sanções norte-americanas

A chefe do Governo de Hong Kong, Carrie Lam, revelou esta semana ter "pilhas de dinheiro" em casa por causa das sanções norte-americanas. Em declarações à International Business Channel, a líder do Executivo de Hong Kong …

António Mexia e Manso Neto vão deixar gestão da EDP

Os presidentes executivos da EDP e da EDP Renováveis, António Mexia e Manso Neto, ambos suspensos de funções, manifestaram-se indisponíveis para voltar a integrar os órgãos sociais do grupo num novo mandato. Em comunicado à Comissão …

João Ferreira desafia Marcelo a assumir candidatura "o quanto antes"

  João Ferreira, candidato comunista às presidenciais, acredita, como os "todos" os portugueses, que Marcelo Rebelo de Sousa será recandidato, mas desafiou-o esta segunda-feira a dizê-lo "quanto antes", por "uma questão de transparência". “Já todos perceberam o …

Irão. Líder Supremo pede punição pela morte de cientista que liderou programa nuclear

O líder supremo do Irão, o Ayatollah Ali Khamenei, exigiu no sábado punição pela morte do cientista Mohsen Fakhrizadeh, que liderou o programa nuclear de Teerão, enquanto a República Islâmica culpa Israel pelo assassinato. Israel, há muito …

Portugal é o país da UE mais próximo de atingir metas climáticas para 2030

Portugal é o país da União Europeia (UE) mais perto de atingir as suas metas climáticas de redução de emissões até 2030, relativamente aos níveis de 2005, segundo um relatório esta segunda-feira publicado pela Comissão …

Novos casos aumentam mais de 50% em oito concelhos do Norte

O número de novos casos de infeção no Norte aumentou mais de 50% em oito concelhos da região, seis dos quais no distrito de Vila Real e dois em Bragança, segundo o relatório da Administração …

União Europeia convida Joe Biden para cimeira presencial durante presidência portuguesa em 2021

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, convidou o Presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, para uma cimeira presencial no primeiro semestre de 2021, durante a presidência portuguesa da União Europeia. Fontes europeias informaram que …

Maior controlo nas fronteiras não foi eficaz para conter o vírus, diz Cabrita

O ministro da Administração Interna considerou esta segunda-feira que o maior controlo nas fronteiras internas do espaço Schengen, durante os primeiros meses da pandemia, não foi eficaz para conter o novo coronavírus. “Ao nível das fronteiras …

Hospitais de Coimbra estão "muito próximos" do limite de capacidade

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) está "muito próximo do limite de capacidade" de resposta à covid-19, devido à falta de recursos humanos, disse esta segunda-feira o presidente do conselho de administração da …