Netanyahu avisa: Hamas “vai receber ataques que não espera”

Abed Al Hashlamoun / EPA

A escalada de violência continua em Israel e nos territórios palestinianos ocupados e já há vítimas mortais dos dois lados. O Conselho de Segurança das Nações Unidas volta a reunir-se de emergência esta quarta-feira.

As forças armadas israelitas anunciaram, esta quarta-feira, ter realizado um novo ataque contra a Faixa de Gaza, indicando ter “concluído uma série de ataques, que atingiram casas de responsáveis” do movimento de resistência islâmica Hamas.

De acordo com o semanário Expresso, o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, já tinha avisado, esta terça-feira à tarde, que o Hamas “vai receber ataques que não espera”, mas alertou que “a campanha militar vai levar o seu tempo”.

O grupo armado palestiniano afirmou que estes ataques tinham destruído a sede da polícia. Esta manhã, o Hamas também anunciou ter disparado mais de 200 foguetes contra Israel.

Foram disparados “110 foguetes contra a metrópole de Telavive” e “100 foguetes” contra a cidade de Beersheva, “em retaliação pelo reinício dos ataques contra edifícios habitados por civis”, de acordo com uma declaração.

Também a Jihad Islâmica, o segundo maior grupo armado palestiniano na Faixa de Gaza, anunciou ter disparado 100 foguetes do enclave palestiniano contra Israel.

As forças armadas israelitas anunciaram que mais de mil mísseis foram disparados, desde segunda-feira à noite, por grupos armados palestinianos, dos quais 850 foram intercetados pelo escudo antimíssil ou atingiram território israelita e 200 caíram no enclave palestiniano, indicou o porta-voz do exército israelita, Jonathan Conricus.

Duas pessoas morreram, esta quarta-feira, na cidade israelita de Lod, quando o veículo em que se encontravam foi atingido por um míssil, anunciou a polícia israelita. Estas novas mortes elevam para cinco o número total de pessoas vítimas dos ataques em Israel.

Do outro lado, em Ramallah, na Cisjordânia, um palestiniano morreu durante um confronto com o exército israelita, depois de ter sido atingido por balas israelitas no campo de refugiados de Al-Fawwar, afirmou o Ministério da Saúde palestiniano. No total, pelo menos 35 pessoas foram mortas nos ataques israelitas e 230 ficaram feridas.

Biden apoia o “direito legítimo de Israel a defender-se”

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, mantém o “apoio ao direito legítimo de Israel de se defender” e condenou os ataques de rockets do Hamas contra cidades israelitas.

“O Presidente não cederá ao apoio à segurança de Israel e ao seu legítimo direito de se defender”, disse a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, numa conferência de imprensa na tarde desta terça-feira.

Psaki acrescentou que Biden e a sua equipa continuarão a procurar soluções diplomáticas para a diminuição do conflito e a proteção de civis.

Também o antigo Presidente, Donald Trump, disse que os EUA devem permanecer ao lado de Israel, acusando o atual chefe de Estado de tornar o mundo um lugar “mais violento e instável”.

Numa declaração do seu movimento Salvar a América, Trump lembrou que, durante a sua presidência, os adversários de Israel sabiam de que lado estavam os EUA e que resposta teriam caso atacassem os aliados de Washington.

ONU “profundamente preocupada”

A ONU está “profundamente preocupada” com o aumento da violência em Israel e nos territórios palestinianos ocupados, declarou, esta terça-feira, um porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

Condenamos toda a violência e toda a incitação à violência, assim como as divisões étnicas e as provocações”, declarou Rupert Colville durante a habitual conferência de imprensa da ONU em Genebra.

Segundo a rádio Renascença, o Conselho de Segurança das Nações Unidas volta a reunir-se de emergência esta quarta-feira, encontro esse que vai decorrer à porta fechada.

É a segunda reunião em três dias para analisar esta escalada de violência. A primeira decorreu esta segunda-feira e terminou sem uma declaração conjunta, com os Estados Unidos relutantes em adotar o projeto de declaração proposto pela Noruega, adianta a RR.

Esta violência surgiu, em parte, devido à ameaça de expulsões de palestinianos de Jerusalém Oriental em benefício dos colonos israelitas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal regista 973 novos casos e duas mortes

Nas últimas 24 horas, houve 973 novos casos positivos de covid-19 e morreram duas pessoas, segundo os dados do boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, …

Escritora Manuela Gonzaga é candidata do PAN à Câmara de Lisboa

A escritora, historiadora e ex-jornalista Manuela Gonzaga é a candidata do PAN à presidência da Câmara Municipal de Lisboa, nas próximas eleições autárquicas, anunciou na segunda-feira o partido, remetendo para quarta-feira a apresentação da candidatura. "Com …

Costa Andrade acusa PGR de querer agir "à revelia" da Constituição e da lei

O ex-presidente do Tribunal Constitucional acusou, esta segunda-feira, a Procuradora-Geral da República (PGR) de pretender intervir no processo criminal, classificando esta atuação como "própria de um processo inquisitório" e "à revelia da Constituição e da …

Secretário-geral do PSD prevê "grande resultado" nacional nas autárquicas

O secretário-geral e coordenador autárquico do PSD disse antecipar que o partido terá "um grande resultado no país" e manifestou-se convicto da vitória em Portalegre, com a candidata Fermelinda Carvalho. No jantar de encerramento do primeiro …

"Um absurdo". Em 2424 vagas, só 2 professores com menos de 30 anos devem entrar nos quadros

O envelhecimento da carreira docente volta a fazer parte das reclamações da Federação Nacional de Professores (Fenprof), com o secretário-geral da entidade, Mário Nogueira, a revelar que, no próximo concurso de acesso aos quadros da …

Pfizer investiga pessoas vacinadas que contraíram a doença e estuda impacto da dose de reforço

A farmacêutica Pfizer vai realizar um estudo sobre um grupo de pessoas que depois de vacinadas contra o covid-19 contraíram a doença para determinar se é necessária uma dose de reforço. O anúncio sobre a investigação …

Vídeo da TAP a contratar em Espanha gera revolta. Companhia já abriu inquérito disciplinar

Numa altura em que o cenário do despedimento colectivo na TAP está na agenda política nacional, há um vídeo que revela o director de Recursos Humanos da companhia numa acção de recrutamento de trabalhadores em …

Defesa alega que Salgado tem “lapsos de memória” e “desgaste físico e emocional”

Os advogados apresentam um apanhado do que chamam do perfil psicológico do arguido, bem como as condições físicas em que atualmente se encontra. A contestação conta com 191 páginas. Tendo em conta o escrutínio público a …

"Errar é humano". Rui Moreira defende Medina das críticas (mas garante que no Porto não aconteceria algo semelhante)

Depois de Fernando Medina se ver envolvido no casos dos dados dos ativistas russos, Rui Moreira vem defender o seu homólogo dizendo que este não deverá abandonar a autarquia lisboeta. Em entrevista à TVI24, o Presidente …

"Cena de Kafka ou de Orwell". Bielorrússia exibe Protasevich em conferência de imprensa

As autoridades bielorrussas exibiram, esta segunda-feira, o jornalista Roman Protasevich, numa conferência de imprensa descrita pela oposição como uma "cena kafkiana" e realizada sob "coação". Esta segunda-feira, Roman Protasevich esteve presente numa conferência de imprensa do …