Há cada vez mais adolescentes problemáticos (e medicados) em instituições do Estado

Há cada vez mais adolescentes problemáticos e jovens institucionalizados pelo Estado que apresentam doenças mentais, conclui um relatório da Segurança Social que alerta também que uma em cada cinco crianças retiradas à família estava em perigo de vida.

Estes dados constam do Relatório de Caracterização Anual da Situação de Acolhimento das Crianças e Jovens CASA 2016, divulgado nesta sexta-feira pelo Instituto da Segurança Social (ISS).

De acordo com o documento citado pela agência Lusa, das 2396 crianças e jovens entradas no sistema de acolhimento em 2016, 485 exigiram um “procedimento de urgência”, mais 2,3% face a 2015.

Uma em cada cinco crianças que entraram no sistema de acolhimento em 2016 exigiu “proteção imediata”, por a sua vida estar em perigo, refere ainda o relatório.

Destas 485 crianças, 178 estavam ao cuidado da família nuclear, disse uma técnica do ISS, num encontro com jornalistas no Ministério da Segurança Social. Sobre os motivos que levaram à sua retirada, a técnica adiantou que são “situações limites”, como abuso sexual, violação, agressões, que exigem uma intervenção “a qualquer hora do dia ou da noite”.

Segundo o CASA, das 48 crianças adotadas, 19 reentraram no sistema em 2016, voltando a ser vítimas de situações de perigo na família adotiva.

Também 34 crianças integradas no seio de famílias candidatas à sua adoção tiveram que reentrar no sistema durante o período de pré-adoção.

Cada vez mais “problemas de comportamento”

O Relatório destaca que que se manteve, em 2016, um “claro predomínio” de jovens em acolhimento com idades entre os 12 e os 20 anos (69,4%). O sistema de acolhimento caracteriza-se, cada vez mais, por “uma forte afluência de adolescentes e de jovens”, aponta o documento.

Dos 8175 jovens e crianças que estavam acolhidas em 2016, 2227 (27%) apresentavam “problemas de comportamento” e 20% tomavam medicação regular, no âmbito do seu acompanhamento psiquiátrico e/ou psicoterapêutico.

Actuar quando a floresta “já está a arder”

Instado a comentar estes dados, o coordenador nacional para a Saúde Mental, Álvaro Carvalho, refere à TSF que até “estranha” que os números não sejam superiores aos divulgados, considerando que “várias coisas falham” no apoio a crianças e jovens por parte do Estado.

“Por um lado, recorremos mais à institucionalização de crianças problemáticas e temos uma baixa taxa de adopção”, constata Álvaro Carvalho.

Por outro lado, “não acontece aquilo que já vai acontecendo noutros países que é, quando há a identificação de crianças problemáticas no seio familiar, desenvolver uma intervenção não à criança, mas à família“, acrescenta.

Álvaro Carvalho faz uma analogia entre este problema e a questão dos fogos florestais, realçando que falha sobretudo a prevenção. Quando se tenta resolver a situação da criança problemática, a floresta “já está a arder e não se vai ao cerne da questão que é intervir sobre a qualidade da relação familiar”, nota o coordenador nacional para a Saúde Mental.

Governo avança com 4 unidades de saúde mental

Como resposta aos dados avançados por este relatório do ISS, a secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, anunciou que o Governo vai criar quatro unidades de acolhimento em saúde mental para crianças e jovens com problemas, acolhidos em instituições.

A medida, que avançará até ao final do ano, conforme promete a governante, engloba unidades com equipas de apoio domiciliário e unidades de internamento, integradas na rede de cuidados continuados integrados de saúde mental.

No âmbito do Plano CASA 2017, foi ainda estabelecido um acordo com o Ministério da Educação para “melhorar o apoio prestado a nível educativo” a estas crianças problemáticas.

No âmbito do protocolo, está a ser criado um modelo técnico para capacitar os professores, interventores e equipas educativas das casas de acolhimento para responderem.

O acordo prevê, ainda, o reforço da adequação do perfil dos professores contratados para apoiar estas crianças, na sequência das necessidades identificadas, havendo também a perspectiva do reforço educativo de alguns menores na casa de acolhimento.

A generalidade das crianças e jovens em acolhimento estão integrados na escola e a larga maioria frequenta a escola nos seus distintos ciclos de ensino básico e pré-escolar.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PS aproxima-se do PCP, muda de ideias e propõe pagamento de 100% do salário em todos os regimes de lay-off

O PS alterou, esta segunda-feira, uma das suas propostas para o Orçamento do Estado para 2021, numa aproximação ao PCP e às centrais sindicais. Os socialistas querem que no próximo ano sejam garantidos os salários a …

Parlamento Europeu aprova 37,5 milhões para Portugal enfrentar pandemia

O Parlamento Europeu (PE) aprovou esta terça-feira, em sessão plenária, um pacote de 37,5 milhões de euros, mobilizados através do Fundo de Solidariedade Europeu (FSUE), para Portugal “fazer face à emergência sanitária de covid-19”. Os fundos …

Prémio para profissionais do SNS exclui quem está agora na covid-19

O prémio para profissionais do SNS exclui quem está agora na covid-19, visando apenas aqueles que exerceram atos diretamente relacionados com a doença no primeiro estado de emergência. A atribuição de prémios de desempenho aos profissionais …

Eleições presidenciais vão ser a 24 de janeiro

Marcelo Rebelo de Sousa marcou esta terça-feira as eleições presidenciais para 24 de janeiro de 2021. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marcou a data das eleições presidenciais: vão realizar-se no dia 24 de …

Tubarão pré-histórico escondia os maiores dentes já alguma vez encontrados na espécie

Os primeiros tubarões viveram há cerca de 400 milhões de anos, mas tinham uma caraterística muito especial: é que eles não baixavam apenas as suas mandíbulas, mas também as giravam para fora ao abrirem a …

Governo vai contratar 2.100 profissionais de saúde por semestre

O Governo está obrigado a contratar 2.100 profissionais de saúde para o Serviço Nacional de Saúde por semestre em 2021 para chegar a 4.200 no final do ano. A calendarização para o Governo proceder à contratação …

Biden escolhe primeira mulher para Secretária do Tesouro. Casa Branca quer iniciar transição de poder

A antiga dirigente da Reserva Federal (Fed) Janet Yellen foi a escolhida pelo Presidente eleito dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden, para Secretária do Tesouro, e vai ser a primeira mulher a desempenhar este …

Recolher obrigatório, proibição de circular e uso de máscara. O que muda a partir de hoje

Portugal entrou às 0h desta terça-feira num novo estado de emergência devido à pandemia de covid-19, passando os 278 municípios do continente a estar divididos em quatro grupos, consoante os níveis de risco de transmissão. O …

Eczema, obesidade ou hiperatividade. Crianças que tomam antibióticos muito cedo têm um maior risco de desenvolver doenças crónicas

Crianças com menos de dois anos que tomam antibióticos enfrentam um maior risco de desenvolver doenças crónicas, como é o caso da obesidade, eczema, ou hiperatividade, concluiu um novo estudo levado a cabo nos Estados …

Descoberta "galáxia fóssil" que estava enterrada nas profundezas da Via Láctea

Um grupo de astrónomos, que trabalha com dados de evolução galáctica do Observatório Apache Point do Sloan Digital Sky Surveys (APOGEE), descobriu uma "galáxia fóssil" escondida nas profundezas da Via Láctea. Esta descoberta, que foi publicada …