Há um ano que sapatilhas da Nike dão à costa nos Açores (e ninguém sabe porquê)

Há um ano que dão à costa, na Ilha das Flores, vários artigos de calçado. Mas o fenómeno é alargado a outros países. A explicação pode estar num navio e numa tempestade.

O mundo anda intrigado com o estranho fenómeno das sapatilhas Nike que, desde há um ano, dão à costa nos Açores. A explicação pode estar num navio e numa tempestade.

A BBC, que investigou o caso, encontrou Guilherme “Gui” Ribeiro, habitante da Ilha das Flores, que, em setembro de 2018, começou a reparar que havia artigos de calçado a dar à costa. Primeiro, pensou que seria apenas consequência do desperdício criado pelos humanos no oceano.

Contudo, as sapatilhas, “havaianas” e outros tipos de calçado apareciam com regularidade, sempre das mesmas marcas, dos mesmos modelos e, nalguns casos, com a mesma data de fabrico – e pareciam nunca ter sido usados.

Gui Ribeiro percebeu que não se tratava de um acontecimento isolado. Nos meses que se seguiram, recolheu mais de 60 sapatilhas da Nike, além de outras marcas.

Mas as sapatilhas não surgem apenas nos Açores. Também já foram encontradas em praias das Bermudas, das Bahamas, França, Irlanda, Inglaterra, Escócia e das Ilhas do Canal. A origem parece ser um navio. “Segundo a pesquisa que fiz, tudo indica que podem ter vindo de alguns dos 70 a 76 contentores que caíram do Maersk Shanghai“, explica Gui Ribeiro.

O Maersk Shanghai é um navio de cargas que, a 3 de março de 2018, foi caçado por uma tempestade perto da costa da Carolina do Norte, dos EUA. Uma parte dos seus contentores caiu ao oceano e, na altura, nove foram encontrados, mas sete foram dados como afundados. O conteúdo dos contentores parece, agora, estar a aparecer em várias praias do Oceano Atlântico.

Embora não seja possível confirmar com certeza que todas as sapatilhas tenham vindo do Maersk Shanghai, a Triangle e a Great Wolf Lodge, duas marcas de calçado, confirmaram que os exemplos dos seus produtos que foram recuperados tinham vindo do barco.

Lauren Eyles, da Sociedade de Conservação Marinha (SCM), acredita que este estranho caso “vai ter um impacto negativo na fauna e flora marinhas”. “Os sapatos vão desintegrar-se em micro-plásticos, ao longo dos anos, o que terá impacto enorme na fantástica vida selvagem que há no Reino Unido e em todo o mundo”, afirma Eyles à BBC, ainda que “não haja informação suficiente para tirar conclusões específicas”.

Fonte da Organização Marítima Internacional, regulador de navios das Nações Unidas, disse que “há que fazer mais para identificar e reportar contentores perdidos”. O organismo garante que já “adotou um plano de ação para lidar com o lixo marinho de plástico de navios”.

ZAP //

 

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Júlio Isidro recebe Medalha de Mérito Cultural

O Governo atribuiu a Medalha de Mérito Cultural ao locutor e apresentador de televisão Júlio Isidro, realçando o “inestimável trabalho de uma vida dedicada” ao audiovisual. A entrega da Medalha de Mérito Cultural foi feita, num …

EUA. Mulher é detida após tentar construir uma bomba numa loja da Walmart

Uma norte-americana foi detida numa loja da Walmart, na Florida, Estados Unidos (EUA), após tentar construir uma bomba dentro do estabelecimento comercial. A mulher, que tinha uma criança consigo, foi identificada pelo segurança quando andava sem …

Simeone reitera confiança em João Félix. "Acreditamos totalmente nele"

O técnico do Atlético de Madrid, Diego Simeone, voltou a falar de João Félix esta sexta-feira, reiterando toda a confiança no avançado de 20 anos. "A Supertaça foi mais um passo de experiência para um rapaz …

Ensino Superior com mais concursos para professores em 2019

As instituições de Ensino Superior abriram, em 2019, mais 948 concursos para a carreira docente do que em 2018, anunciou, esta quinta-feira, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. De acordo com uma nota do …

Paulo Gonçalves. Seguradoras atrasam autópsia e trasladação do corpo para Portugal

Paulo Gonçalves faleceu no domingo, aos 40 anos, na sequência de uma queda sofrida ao quilómetro 273 da sétima de 12 etapas do Rali Dakar. Exigências das seguradoras quanto a despistes toxicológicos ao corpo de Paulo …

Estivadores vão fazer greve em Setúbal e ameaçam fazer o mesmo em Lisboa

O Sindicato dos Estivadores e Atividade Logística (SEAL) revelou esta sexta-feira que vai entregar já na segunda-feira um pré-aviso de greve no Porto de Setúbal e ameaça fazer o mesmo no Porto de Lisboa. “Os trabalhadores …

Segundo maior diamante transforma-se em joias Louis Vuitton

Depois de cortado e polido, o segundo maior diamante da história será transformado numa coleção de joias da Louis Vuitton. A Lucara Diamond encontrou o diamante Sewelo, de 1.758 quilates, na sua mina do Botswana, no …

Filho do presidente da Câmara de Pedrógão Grande "sem memória" no caso da reconstrução de casas

O adjunto do presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Telmo Alves, que também é filho do autarca, disse em Tribunal que desconhece o processo de reconstrução das casas ardidas no incêndio no concelho, em 2017, …

Joacine não está inscrita no congresso do Livre

De acordo com o semanário Expresso, a deputada única do Livre não se inscreveu na reunião magna do partido, que se realiza este fim de semana, em Lisboa. A deputada do Livre, Joacine Katar Moreira, e …

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE aos contratos individuais do Estado e aos precários regularizados no PREVPAP, disse Alexandra Leitão, esta sexta-feira, no Parlamento. A ministra da Modernização do Estado e da Administração …