Nos EUA, há quem queira manter as máscaras. E os motivos vão além da saúde

As máscaras têm proporcionado um alívio inesperado em relação às expectativas sociais, além de ajudarem as pessoas a evitar não só a covid-19, como outro tipo de doenças.

A máscara passou a fazer parte das nossas vidas. Há mais de um ano que este objeto de proteção individual é usado na rua, nos transportes públicos e até no trabalho, devido à pandemia de covid-19 que assolou o mundo inteiro.

Nos Estados Unidos, e de acordo com as indicações do Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças (CDC), as pessoas que tenham sido plenamente vacinadas contra a covid-19 já não precisam de usar máscara ou praticar distanciamento social em zonas interiores ou exteriores, exceto em casos específicos.

“A população completamente vacinada pode começar a fazer as coisas que parou de fazer por causa da pandemia”, anunciou Rochelle Walensky, diretora do CDC. “Todos esperámos por este momento em que podemos ter um pouco mais de normalidade.”

Mesmo assim, muitos cidadãos norte-americanos não se sentem prontos para largar as máscaras. E as suas razões vão além do simples quadro médico, noticia a NBC News.

Jaz Johnson tem 46 anos, mora no Missouri e faz parte dos 40% de cidadãos norte-americanos totalmente imunizados. Apesar de estar protegida, recusa abdicar da máscara uma vez que serve de escudo não só contra a covid-19, como também contra outros vírus.

Com a ajuda desta proteção, Jaz Johnson diz que conseguiu evitar os episódios de gripe e febre que costumava ter todos os anos, pela altura do inverno. A possibilidade de esconder as suas emoções é outro dos motivos invocados pela norte-americana para continuar a usar máscara no seu dia-a-dia.

A cadeia norte-americana realça que, para muitos, usar máscara torna-se uma forma de não ter de estar à altura das expectativas sociais. Representa uma espécie de “trégua” de uma sociedade que espera certos comportamentos, como o uso de maquilhagem, por exemplo.

Cassidy, de 35 anos, é um veterano da Marinha dos Estados Unidos que também deu o seu testemunho à NBC. Como sofre de transtorno de stress pós-traumático e agorafobia, a máscara é um “escudo” que lhe permite comportar-se de forma controlada “sem pensar no que estará a fazer o meu rosto ou no que alguém pode achar de mim”.

Baruch Fischhoff, investigador na Carnegie Mellon University, diz que manter o uso de máscara pode também ser interpretado como um gesto de apoio às pessoas que ainda não podem ser vacinadas, como as crianças.

Pode também ser o sinal de uma dúvida “compreensível”: “será ainda muito cedo para abdicar?

“A sensação de alívio vai-se construindo aos poucos, a um ritmo diferente para cada pessoa”, salienta Baruch Fischhoff.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Deves ser parvo. Alguém disse que estava a obrigar em usar máscara?! Deves é ter a mania da perseguição… vai-te curar.

RESPONDER

Vídeo mostra salmões feridos devido ao sobreaquecimento das águas

O vídeo foi gravado por um grupo de conservação ambiental depois de uma onda de calor no Noroeste Pacífico que fez as temperaturas da água atingirem os 21 graus Celsius. De acordo com o jornal The …

Uma prenda de aniversário. Israelita doou um dos seus rins a um menino palestiniano

Uma israelita quis doar um rim a um estranho. Estranho esse que acabou por ser uma criança, de apenas três anos, que vive na Faixa de Gaza, na Palestina. De acordo com a agência Associated Press, …

Novo método permite eliminar a bioincrustação marinha eficazmente

Um projeto inovador demonstrou como os revestimentos de superfície eletricamente carregados podem eliminar a bioincrustação marinha ou o crescimento de organismos marinhos, melhorando a operação e manutenção de embarcações navais. A bioincrustação marinha é um fenómeno …

Aglomerado de safiras estrela encontrado no Sri Lanka pode ser o maior do mundo

Um aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. A pedra é azul, pesa 510 quilos e estima-se que valha cerca de 84 milhões de euros. A pedra foi encontrada …

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …