Há cinco asteróides a aproximar-se da Terra (e um deles passa a rasar)

Segundo o principal astrónomo da NASA, Ron Baalke, há uma lista conhecida de cinco asteróides que vão passar muito próximo da Terra nos próximos meses. Mas o que preocupa mesmo os cientistas são os asteróides que não conhecemos.

Segundo revelou no seu Twitter Ron Baalke, investigador do JPL – Jet Propulsion Laboratory da NASA e principal astrónomo da agência espacial norte-americana, há uma lista de 5 asteróides conhecidos que se aproximam da Terra, e que nos próximos meses passam a uma curta distância do planeta – todos eles, a menos de 5 distâncias lunares.

O primeiro destes asteróides é o 2017 BS5, que se aproxima da Terra já no próximo no dia 23 de julho. O seu diâmetro é de 40 a 90 metros e passará a 1.211.734 quilómetros de distância do nosso planeta.

Estes 1.2 milhões de quilómetros representam 3.1 vezes a distância da Terra à Lua, que é de apenas 384.400 quilómetros. À escala humana é uma enormidade, mas em dimensões espaciais são apenas uns pequenos passos.

O segundo asteróide, o 2012 TC4, é bastante mais pequeno, com um diâmetro de 12 a 17 metros e uma massa de cerca de 11 mil toneladas, mas é o mais preocupante. A 12 de outubro, irá passar junto à Terra, a uma distância calculada de 57.659 quilómetros – apenas 15% da distância à Lua.

Segundo o JPL, a probabilidade de impacto é praticamente nula, mas há uma probabilidade, muito baixa, de que o corpo celeste se aproxime a apenas 11 mil km da superfície da Terra – um fio de cabelo, em distâncias estelares.

Considerando que o pequeno 2012 TC4 se desloca a 17 mil km/h, se houvesse uma colisão com a Terra, a energia libertada seria de “apenas” 64 mil toneladas de TNT – valor equivalente à energia de três bombas iguais à que destruiu Hiroshima em 1945.

Os três outros asteróides passarão próximo do nosso planeta a 3 de dezembro de 2017, a 24 de fevereiro de 2018 e a 2 de abril de 2018 – todos eles, passando a mais de 3.6 distâncias lunares.

Não estamos preparados para enfrentar um asteróide

Ao mesmo tempo que vigiamos os cinco asteróides que se aproximam da Terra, os cientistas acreditam que haja mais asteróides, e que não estamos prontos para lidar com eles – simplesmente, porque demoramos muito tempo a identificá-los.

Segundo um documento publicado pelo Conselho nacional de Ciência e Tecnologia dos EUA, não estamos preparados para encontrar todos os asteróides potencialmente perigosos.

Há muitos anos que os cientistas tentam encontrar formas de nos proteger da ameaça representada pelos asteróides – com sucesso apenas nos filmes de Hollywood.

Mas apesar de toda a tecnologia, dos avanços da astronomia, e de todos os recursos aplicados na detecção dos chamados Near Earth Objects, os asteróides continuam actualmente a poder chegar à Terra a qualquer momento, sem qualquer aviso.

Em 2013, um meteorito de 17 metros de diâmetro atingiu inesperadamente a cidade de Chelyabinsk, na Rússia, que se fragmentou libertando uma energia equivalente a 500.000 toneladas de TNT, ou seja entre 27 a 41 vezes a bomba atómica de Hiroshima.

Resta o consolo de saber que, quando faltarem 5 dias para o apocalipse, a NASA avisa.

AJB, ZAP // Sputnik News

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Quinta do Lazareto rende 13 milhões à Sonangol

A alienação da Quinta do Lazareto, um dos ativos imobiliários que a Sonangol pôs à venda em Portugal, rendeu à petrolífera angolana 13 milhões de euros, 45% acima da expetativa inicial, segundo uma administradora da …

Professores exigem negociações sobre progressão da carreira e ameaçam avançar para tribunal

Cerca de 50 professores concentraram-se esta quinta-feira em Bragança, onde decorre o primeiro Conselho de Ministros descentralizado, para exigir a abertura das negociações com a tutela, avisando que, se o Governo não o fizer, a …

Governo dá mais dias de férias a funcionários que se mudem para o interior

O Governo aprova esta quinta-feira em Conselho de Ministros um regime de incentivos para os funcionários da Administração Pública que decidam ir trabalhar para o interior, com ajudas de custo ou compensações financeiras e mais …

Autarquias têm mais um ano para preparar descentralização

O Governo decidiu dar mais tempo às autarquias para estas se prepararem para a descentralização. O prazo passa para o primeiro trimestre de 2022. Segundo avançou o Jornal de Notícias, citado pelo ECO, após críticas aos …

Sá Fernandes ponderou sair do Livre (e apoia eventual candidatura de Ana Gomes a Belém)

Na sua primeira grande entrevista após o caso Joacine, Ricardo Sá Fernandes, dirigente do Livre, revelou ao Observador que ponderou sair do partido e admitiu apoiar uma possível candidatura da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes às …

Medina diz desconhecer caso do alegado falso engenheiro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que não ter informação sobre o alegado falso engenheiro da empresa Tanagra, com quem a autarquia celebrou vários contratos para obras públicas. A TVI noticiou …

Parlamento debate fim das comissões bancárias no MB Way e nas prestações da casa

O Parlamento debate esta quinta-feira projetos do BE, do PCP, do PS, do PAN e do PSD sobre limitação e proibição de comissões bancárias, tendo os bloquistas, que agendaram esta discussão, expectativa de que os …

Castração química. Bloco de Esquerda é contra veto a projeto de lei do Chega (e explica porquê)

A Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias considerou que o projeto de lei do Chega "não preenche os requisitos do ponto de vista constitucional". O Bloco de Esquerda votou contra e explicou …

Estado pode deixar de ganhar dinheiro com empréstimo ao Novo Banco

Atualmente, o Fundo de Resolução paga juros de 2% e 1,38% pelos empréstimos contraídos junto do Estado para financiar as medidas de resolução do BES e do Banif, respetivamente. Porém, esse valor pode descer para …

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …