Há cinco asteróides a aproximar-se da Terra (e um deles passa a rasar)

Segundo o principal astrónomo da NASA, Ron Baalke, há uma lista conhecida de cinco asteróides que vão passar muito próximo da Terra nos próximos meses. Mas o que preocupa mesmo os cientistas são os asteróides que não conhecemos.

Segundo revelou no seu Twitter Ron Baalke, investigador do JPL – Jet Propulsion Laboratory da NASA e principal astrónomo da agência espacial norte-americana, há uma lista de 5 asteróides conhecidos que se aproximam da Terra, e que nos próximos meses passam a uma curta distância do planeta – todos eles, a menos de 5 distâncias lunares.

O primeiro destes asteróides é o 2017 BS5, que se aproxima da Terra já no próximo no dia 23 de julho. O seu diâmetro é de 40 a 90 metros e passará a 1.211.734 quilómetros de distância do nosso planeta.

Estes 1.2 milhões de quilómetros representam 3.1 vezes a distância da Terra à Lua, que é de apenas 384.400 quilómetros. À escala humana é uma enormidade, mas em dimensões espaciais são apenas uns pequenos passos.

O segundo asteróide, o 2012 TC4, é bastante mais pequeno, com um diâmetro de 12 a 17 metros e uma massa de cerca de 11 mil toneladas, mas é o mais preocupante. A 12 de outubro, irá passar junto à Terra, a uma distância calculada de 57.659 quilómetros – apenas 15% da distância à Lua.

Segundo o JPL, a probabilidade de impacto é praticamente nula, mas há uma probabilidade, muito baixa, de que o corpo celeste se aproxime a apenas 11 mil km da superfície da Terra – um fio de cabelo, em distâncias estelares.

Considerando que o pequeno 2012 TC4 se desloca a 17 mil km/h, se houvesse uma colisão com a Terra, a energia libertada seria de “apenas” 64 mil toneladas de TNT – valor equivalente à energia de três bombas iguais à que destruiu Hiroshima em 1945.

Os três outros asteróides passarão próximo do nosso planeta a 3 de dezembro de 2017, a 24 de fevereiro de 2018 e a 2 de abril de 2018 – todos eles, passando a mais de 3.6 distâncias lunares.

Não estamos preparados para enfrentar um asteróide

Ao mesmo tempo que vigiamos os cinco asteróides que se aproximam da Terra, os cientistas acreditam que haja mais asteróides, e que não estamos prontos para lidar com eles – simplesmente, porque demoramos muito tempo a identificá-los.

Segundo um documento publicado pelo Conselho nacional de Ciência e Tecnologia dos EUA, não estamos preparados para encontrar todos os asteróides potencialmente perigosos.

Há muitos anos que os cientistas tentam encontrar formas de nos proteger da ameaça representada pelos asteróides – com sucesso apenas nos filmes de Hollywood.

Mas apesar de toda a tecnologia, dos avanços da astronomia, e de todos os recursos aplicados na detecção dos chamados Near Earth Objects, os asteróides continuam actualmente a poder chegar à Terra a qualquer momento, sem qualquer aviso.

Em 2013, um meteorito de 17 metros de diâmetro atingiu inesperadamente a cidade de Chelyabinsk, na Rússia, que se fragmentou libertando uma energia equivalente a 500.000 toneladas de TNT, ou seja entre 27 a 41 vezes a bomba atómica de Hiroshima.

Resta o consolo de saber que, quando faltarem 5 dias para o apocalipse, a NASA avisa.

Avatar AJB, ZAP // Sputnik News

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Irão acusa Israel de ataque a central nuclear e promete "vingança"

O Irão acusou Israel de responsabilidade num ataque que atingiu, este domingo, a instalação de enriquecimento de urânio de Natanz, deixando entender que se registaram danos nas centrifugadoras, e prometendo "vingança". "Com esta ação, o regime …

Abel Ferreira expulso e Palmeiras perde Supertaça para o Flamengo

O Flamengo bateu o Palmeiras nos penáltis, este domingo, depois de um empate 2-2 no tempo regulamentar, na final da Supertaça do Brasil, na qual o treinador português acabou expulso por protestos. O médio Raphael Veiga, …

Centeno quer que BdP possa vender bancos sem aval da Autoridade da Concorrência. Regulador está contra

As novas regras da banca preveem que o Banco de Portugal (BdP) possa alienar total ou parcialmente um banco a outra instituição sem ter de esperar pela decisão da Autoridade da Concorrência. Porém, o regulador …

Ruben Amorim falou do "campeonato cheio de artistas", mas fintou arbitragem após novo empate

O Sporting empatou o segundo jogo consecutivo e Ruben Amorim acabou expulso já depois do apito final no jogo com o Famalicão (1-1). Fintando o tema da arbitragem, o treinador dos leões falou de um …

"Só amamos as batalhas difíceis." Sócrates culpa silêncio da esquerda pela ascensão da extrema-direita

"Passei sete anos a defender-me da mentira da fortuna escondida e no final ouço, pela primeira vez, que há indícios de um crime que já prescreveu." José Sócrates escreveu um artigo de opinião, no jornal …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: O Alpinista Descendente

Maior animação no topo da tabela. Um líder em queda, o dragão europeu, uma águia mais artística. Números e frases da semana, visto da Linha de Fundo. Fama sem proveito Sporting CP (Pedro Gonçalves 25') 1 …

Mourinho soma mais uma derrota. Ingleses desiludidos com o seu futebol

O Tottenham atrasou-se, este domingo, na luta pelo acesso à Liga dos Campeões, com uma derrota caseira por 3-1 perante o Manchester United. Em Londres, na 31.ª jornada da Premier League, o Tottenham até esteve em …

TAP alarga ainda mais medidas voluntárias. Podem sair mais 600 pessoas

Elevado interesse de muitos funcionários levou a companhia aérea a criar uma fase intermédia, que começou no domingo e dura até sexta-feira, que pode levar à saída de mais 600 pessoas. A TAP anunciou que vai …

AC Milan define preço a pagar por Rafael Leão

Face ao interesse de clubes como Everton e Juventus, o AC Milan definiu a fasquia das futuras propostas por Rafael Leão: no mínimo, 50 milhões de euros. A cumprir a sua segunda temporada ao serviço do …

Empresas esqueceram-se de levantar 72 milhões do fundo de compensação

Empresas deixaram 72 milhões de euros por reclamar relativos a dinheiro descontado para o Fundo de Compensação do Trabalho (FCT), mas ainda o podem fazer. Desde 2013, as novas contratações exigem que seja descontado 1% do …