Há mais de 500 pessoas a passar os fins de semana na cadeia

Quase 530 pessoas cumprem a rotina obrigatória de ir passar o fim de semana à cadeia, depois de terem sido condenadas a penas de prisão por dias livres.

Segundo dados da Direção Geral de Reinserção e Serviços prisionais, a 15 de março, havia 529 pessoas a cumprir pena de Prisão por Dias Livres (PDL), o que significa que são obrigadas a passar os sábados e os domingos na cela de uma cadeia.

Segundo uma fonte dos serviços prisionais, estes detidos foram condenados maioritariamente por crimes rodoviários, condução sob o efeito do álcool e falta reiterada de pagamentos de multas, muitas das quais de estacionamento.

As pessoas detidas neste regime representam cerca de 4,4 por cento da população prisional, que atualmente se cifra em 13.882 detidos: 12.877 homens e 857 mulheres, entre condenados e presos preventivos.

O regime de Prisão por Dias Livres é aplicado a condenados a penas até um ano de prisão e depois de esgotadas todas as outras penas alternativas, como por exemplo o trabalho comunitário.

Este regime permite aos condenados manter as relações familiares e o emprego, alterando pouco o seu dia-a-dia.

Os detidos, que entram na cadeia aos sábados de manhã e muitas vezes só saem no domingo à noite, partilham uma camarata e não podem ter qualquer contacto com os reclusos do sistema normal.

Porém, a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, não é defensora deste regime e criou um grupo de trabalho para analisar a possibilidade de o substituir por permanência na habitação com pulseira eletrónica.

Esta poderia ser uma das formas de resolver o problema de sobrelotação das cadeias, cuja população aumenta aos fim-de-semana e pressupõe uma logística diferente.

O grupo de trabalho, presidido pelo penalista Figueiredo Dias, deverá apresentar propostas ainda no primeiro trimestre deste ano.

Segundo o Ministério da Justiça, uma das prioridades do Governo passa pelo “reforço da resposta do sistema nacional de vigilância eletrónica, particularmente na execução de reações penais alternativas às penas de prisão de curta duração”.

// Lusa

RESPONDER

Templo Jodo Shinshu de Ishiyama-dera, em Otsu, Shiga, Japão

Templo em Tóquio oferece túmulos conjuntos para casais homossexuais

Um templo budista de Tóquio oferece pela primeira vez túmulos para casais do mesmo sexo, algo incomum no Japão, país que não reconhece o casamento homossexual e onde normalmente não se permite que casais que …

-

Cientistas portugueses e neozelandeses descobrem o maior polvo da Antártida

Uma equipa de investigadores portugueses e neozelandeses "analisou o maior polvo alguma vez encontrado na Antártida", anunciou a Universidade de Coimbra (UC), numa nota enviada esta quarta-feira à agência Lusa. O polvo gigante "megaleledone setebos" foi …

Encélado é o sexto maior satélite natural de Saturno

Lua de Saturno “sangra” água e calor após colisão cósmica

O polo sul de Encélado a sangrar calor e água, possivelmente devido a uma gigante colisão cósmica que ocorreu há 100 milhões de anos e provocou várias fissuras no sexto maior satélite natural de Saturno. A …

-

AT alerta para falsas mensagens de email a cobrar dividas às Finanças

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) alertou hoje que estão a ser enviadas para alguns contribuintes através de correio eletrónico falsas mensagens a solicitar a regularização de dívidas fiscais. "Estas mensagens são falsas e devem ser …

-

Internet não para de rir com o busto de Ronaldo na Madeira

Na manhã desta quarta-feira, o Aeroporto da Madeira recebeu uma cerimónia de homenagem a Cristiano Ronaldo e um novo nome. O evento contou com a presença do futebolista, do Presidente da República, Marcelo Rebelo de …

Tomás Correia presidiu ao Montepio entre 2008 e 2015

Ex-presidente do Montepio arguido em inquérito extraído da "Operação Marquês"

O ex-presidente do Montepio Tomás Correia foi constituído arguido num processo em que é suspeito de ter recebido indevidamente 1,5 milhões de euros do empresário da construção civil José Guilherme, confirmou à agência Lusa fonte …

-

Tribo indemnizada em 1,2 milhões de euros depois de se queixar da presença de espíritos

Uma das maiores companhias aéreas brasileiras, a Gol, vai ter de pagar 1,2 milhões de euros a uma tribo indígena, devido à queda de um avião em 2006, na qual morreram 154 pessoas, noticiou esta …

Afonso Dias, condenado pelo rapto de Rui Pedro

Condenado pelo rapto de Rui Pedro libertado da cadeia de Guimarães

Afonso Dias, condenado em março de 2013 a três anos de prisão pelo desaparecimento, em 1998, de Rui Pedro, foi esta quarta-feira libertado no Estabelecimento Prisional de Guimarães, indicou à Lusa o seu advogado. Segundo o …

-

Investigação revela onde estão sepultados prisioneiros portugueses da I Guerra Mundial

Descendentes de cerca de 200 prisioneiros portugueses da primeira Guerra Mundial (1914-1918) já podem saber onde se encontram sepultados estes expedicionários, através de um trabalho de investigação publicado em livro. A investigadora Maria José Oliveira reuniu …

-

Detidos 5 futebolistas e um membro dos Super Dragões por suspeitas de corrupção

A Polícia Judiciária deteve seis pessoas, entre as quais cinco futebolistas e um elemento da claque Super Dragões, e constituiu outros oito arguidos por suspeitas de associação criminosa, corrupção ativa e corrupção passiva, no âmbito …