Há 26 medicamentos para o cancro à espera de comparticipação do Estado

PhotoXpress

-

Em Portugal, há 26 medicamento para o cancro que já estão disponíveis no mercado mas ainda aguardam uma decisão sobre a comparticipação do Estado para serem utilizados nos hospitais.

Em declarações ao jornal i, a Liga Portuguesa Contra o Cancro afirmou que os doentes esperam meses por autorizações para usar os novos medicamentos para o cancro e já há quem procure alternativas em hospitais privados para ter acesso aos fármacos.

“Muitas vezes, quando a autorização chega já não interessa. O período em que o doente poderia beneficiar já passou”, denunciou a instituição.

De acordo com o jornal, um dos processos que se arrasta há mais tempo é o da Abiraterona, um medicamento para o cancro da próstata comparticipado em 19 países europeus.

Em Portugal, custa mais de três mil euros por mês, e agora será comparticipado mas apenas para os doentes que já fizeram quimioterapia.

“É positivo mas devia ser dado antes da quimioterapia, que é quando há mais benefício, mas continuamos a ter enorme dificuldade de acesso”, destacou Gabriela Sousa, presidente da Sociedade Portuguesa de Oncologia.

O Infarmed reconhece o atraso na avaliação de comparticipações, mas sublinha que estão em curso medidas corretivas no sentido de tornar todo o processo mais ágil.

Segundo Vítor Veloso, da Liga Portuguesa contra o Cancro, enquanto o Infarmed e as farmacêuticas negoceiam os preços, os médicos têm de pedir autorização à administração do hospital, que por sua vez tem de pedir autorização ao regulador do medicamento, e “quando recebem luz verde, as instituições têm de comprar o medicamento ao laboratório ao preço com que chegou ao mercado”.

Há mortes que podiam ser evitadas ou pelo menos doentes que podiam ter um tempo de sobrevivência maior e com qualidade de vida”, acrescentou.

Só no primeiro trimestre do ano, as autorizações especiais de utilização de medicamentos para o cancro representaram uma despesa superior a 14,4 milhões de euros.

Em geral, a despesa com medicamentos para oncologia totalizou, nos primeiros quatro meses do ano, 84 milhões de euros, mais 11% do que no mesmo período do ano passado.

BZR, ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. já no tempo do anterior governo eles estavam à espera. esta noticia tem pelo menos 2 anos de atrazo não percebo porquê. isto já não é noticia é uma peça de museu.

RESPONDER

Pedro Nuno Santos diz que PS não se pode comportar como se tivesse maioria absoluta

O ministro das Infraestruturas e da Habitação defendeu, este domingo, que o PS não se pode comportar como se tivesse maioria absoluta, mas sim colaborar com BE e PCP porque a geringonça "não pode ser …

Joan Laporta eleito presidente do Barcelona (e já falou sobre o futuro de Messi)

Joan Laporta foi eleito presidente do FC Barcelona, este domingo, sucedendo ao contestado Josep Maria Bartomeu, ao recolher 30.184 votos (54,28% do total), nas eleições para os órgãos sociais do clube espanhol. Joan Laporta, que já presidiu …

Há cargos de supervisão há anos por preencher. João Leão assume atrasos

O Ministério das Finanças assume atrasos na procura por supervisores. Não podem vir do setor bancário e é preciso encontrar mulheres. O gabinete do ministro das Finanças, João Leão, assume atrasos na procura por administradores para …

"Temos de nos preparar". Benfica vai pôr travão no investimento

Após ter gasto mais de 100 milhões de euros em transferências, Jorge Jesus antecipa que o SL Benfica, assim como as outras equipas, vai ter de pôr um travão no investimento. O Benfica foi um dos …

Áustria retira por precaução lote da vacina AstraZeneca após morte de vacinada

As autoridades austríacas suspenderam por precaução as inoculações com um lote da vacina da AstraZeneca. O lote retirado não é usado em Portugal. A Áustria anunciou, este domingo, a retirada por precaução de um lote da …

Amorim não quer surpresas e prepara nuances na estratégia da equipa

Rúben Amorim vai promover alterações na estratégia da equipa para evitar que a equipa se torne previsível na fase final do campeonato. A segunda volta do campeonato está em andamento e o Sporting CP lidera categoricamente …

Medina sondou BE e PCP para coligação. Levou uma nega, mas o futuro depende do sucesso de Moedas

Fernando Medina quis uma coligação pré-eleitoral com Bloco de Esquerda e o PCP, mas os partidos não aceitaram. No entanto, a hipótese poderá voltar a estar em cima da mesa de Carlos Moedas começar a …

"Não é descabido”. Candidato liberal a Lisboa admitiu que nacionalização da TAP podia ser "excelente opção"

Miguel Quintas, o recém-anunciado candidato da Iniciativa Liberal à Câmara Municipal de Lisboa, defendeu, no ano passado, que pensar numa nacionalização da TAP “não é de todo descabido” e que “tudo indica que poderá ser uma …

Mais de 3.500 túmulos descobertos em Xian, a "casa" do mítico exército de terracota

Uma equipa de arqueólogos encontrou milhares de túmulos e objetos de valor arqueológico na cidade chinesa de Xian, a capital da província de Shaanxi e a "casa" do mítico exército de terracota, descoberto no mausoléu …

Bruno Fernandes marca e Manchester United trava líder e rival City

O médio português Bruno Fernandes, de penálti, abriu caminho à vitória por 2-0 do Manchester United no dérbi com o City, na Liga inglesa de futebol, na primeira derrota dos 'citizens' após uma longa série …