Guterres pede “suspensão imediata” das “atividades de guerra” em Ghouta Oriental

Mohammed Badra / EPA

António Guterres, pediu esta quinta-feira a “suspensão imediata” de “todas as atividades de guerra” em Ghouta Oriental, o último grande bastião da oposição síria nos arredores de Damasco.

O secretário-geral das Nações Unidas declarou que esta “é uma tragédia humana que está a desenvolver-se diante dos nossos olhos e penso que não podemos deixar as coisas prosseguir desta forma horrível”.

Diante do Conselho de Segurança da ONU, que tenta negociar há já vários dias uma possível resolução para decretar uma trégua humanitária, António Guterres afirmou estar “profundamente triste com o sofrimento da população civil em Ghouta Oriental”.

“Quatrocentas mil pessoas vivem o inferno na terra”, declarou Guterres. O secretário-geral da ONU afirmou que a suspensão da violência deve permitir que a ajuda humanitária chegue a todos aqueles que precisam, bem como a retirada de cerca de 700 pessoas que precisam de tratamento médico urgente.

Ainda nesta intervenção, o ex-primeiro-ministro português saudou os esforços desenvolvidos pelo Kuwait e pela Suécia, que estão a elaborar o projeto de resolução para uma possível trégua humanitária na Síria durante um período de 30 dias.

O Conselho de Segurança da ONU vai votar esta semana, provavelmente ainda esta quinta-feira, uma proposta de resolução para decretar uma trégua de 30 dias na Síria.

Os aviões do regime de Damasco bombardearam esta quarta-feira, e pelo quarto dia consecutivo, a zona de Ghouta Oriental, o último grande bastião da oposição ao Presidente sírio, Bashar al-Assad, perto da capital síria. A atual ofensiva das forças do regime sírio nesta zona já começou, no entanto, a 5 de fevereiro.

Novos bombardeamentos contra Ghouta fazem 13 mortos

Esta quinta-feira, pelo menos 13 civis morreram na sequência de bombardeamentos das forças governamentais sírias contra Ghouta oriental, no dia em que a chanceler alemã instou a Rússia e o Irão a usar toda a influência para evitar o “massacre”.

“Pelo menos 13 pessoas morreram em Douma, entre as quais três crianças”, refere a organização não-governamental.

Angela Merkel, instou esta quinta-feira a Rússia e o Irão a usar toda a influência para evitar o “massacre” que o regime está a levar a cabo em Ghouta, bastião rebelde nos arredores de Damasco.

“A luta de regime que não é contra os terroristas, mas sim contra a sua própria população… A morte de crianças, a destruição de hospitais… Tudo isto é um massacre que tem de ser condenado”, afirmou a chanceler numa declaração dirigida ao Bundestag (câmara baixa do Parlamento alemão).

A mensagem de Merkel foi enviada antes do início da reunião informal do Conselho Europeu, que decorre hoje em Bruxelas. Merkel pretende que a União Europeia desenvolva uma política externa comum “mais definida” e proativa, capaz de poder desempenhar um papel mais relevante no sentido de “por fim a um massacre”.

Desde o início do ataque de artilharia morreram pelo menos 320 civis em Ghouta.

// Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Autarca de Cascais associa festa privada de luxo a “número muito expressivo” de casos

O presidente da Câmara Municipal de Cascais associou este sábado uma festa privada, organizada num clube de luxo na Avenida de Liberdade, a "um número muito expressivo de casos" registado no concelho. "A festa de aniversário …

João Almeida acaba em 4.º e faz história no Giro. É o melhor português de sempre na prova

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) subiu este domingo ao quarto lugar final da 103.ª edição da Volta a Itália em bicicleta, no contrarrelógio da 21.ª etapa, que 'coroou' o britânico Tao Geoghegan Hart (INEOS). O português …

Santo Stefano paga 8.000 euros por ano a quem quiser viver na vila medieval italiana

Santo Stefano di Sessanio, uma vila medieval em Abruzzo, uma região no lado leste do centro-sul da Itália, está disposta a pagar a quem quiser mudar-se e começar um negócio nesta pequena localidade. Uma pequena vila medieval …

Portugal com mais 19 mortos e 2.577 casos confirmados

Portugal contabiliza este domingo mais 19 mortos relacionados com a covid-19 e 2.577 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim este …

Espanha decreta novo estado de emergência. Durará seis meses e terá recolher obrigatório

O Governo de Espanha aprovou este domingo o estado de emergência sanitária que permitirá a instauração do recolher obrigatório em todo o país para travar a de casos do novo coronavírus, anunciou o primeiro-ministro. O estado …

CDS quer saber se proibição de deslocações entre concelhos exclui assistir a espetáculos

O grupo parlamentar do CDS-PP questionou este sábado o Governo se a proibição de deslocações durante o fim de semana dos Fiéis Defuntos exclui deslocações para assistir a espetáculos culturais, querendo saber como justifica a …

Pandemia "roubou" dez anos à almofada financeira das reformas

O jornal Público escreve este domingo que dez meses de pandemia foram o suficiente para encurtar em uma década o prazo previsto até ao esgotamento do fundo que serve de almofada financeira para o sistema …

Chicago tem a maior praga de ratos dos Estados Unidos (pelo 6.º ano consecutivo)

Chicago, a cidade mais populosa do estado do Illinois, é, pelo sexto ano consecutivo, aquela que tem a maior praga de ratos dos Estados Unidos. Uma empresa de controlo de pragas garante receber mais chamadas …

Presidente da Samsung morre aos 78 anos

O presidente da Samsung Electronics, Lee Kun-hee, morreu este domingo aos 78 anos, disse o grupo sul-coreano em comunicado. Lee, que transformou o grupo num gigante global das telecomunicações, estava acamado desde um ataque cardíaco em …

Chuva de críticas à F1 em Portimão. Organização promete expulsar quem não cumprir distanciamento

Fotografias das bancadas da Fórmula 1 em Portimão começaram a correr este sábado nas redes sociais, gerando alguma polémica e descansando uma série de críticas, uma vez que as bancadas pareciam ter mais público do …