Guerra nuclear na Coreia pode começar a qualquer instante

(cv) Rodong Sinmun

A Coreia do Norte afirmou esta segunda-feira que a qualquer momento pode começar uma guerra nuclear na península coreana.

O número dois da representação diplomática da Coreia do Norte nas Nações Unidas (ONU) afirmou na segunda-feira que uma guerra nuclear na península coreana “pode começar a qualquer momento”.

Kim In Ryong afirmou na comissão para o Desarmamento da ONU que a Coreia do Norte é o único país no mundo que foi sujeito a uma “tão extrema e direta ameaça nuclear” pelos Estados Unidos desde os anos 1970, adiantando que o país tem o direito de possuir armas nucleares para se defender.

Apontou para os exercícios militares em larga escala feitos pelos EUA, usando “ativos nucleares”, e acentuou que o mais perigoso é o que designou como um plano norte-americano para montar “uma operação secreta para a remoção da liderança suprema” norte-coreana.

Este ano, afirmou Kim, a Coreia do Norte “tornou-se um poder nuclear, que possui capacidade de projeção com vários alcances, incluindo a bomba atómica, a bomba de hidrogénio e mísseis balísticos intercontinentais”, acentuando que “a totalidade do território continental dos EUA” está ao alcance da Coreia do Norte.

“Se os EUA ousarem invadir o nosso sagrado território não escaparão ao nosso severo castigo em qualquer parte do mundo“, assegurou.

Por outro lado, os EUA não descartam a possibilidade de dialogar diretamente com a Coreia o Norte, apesar do atual contexto de tensão.

O subsecretário de Estado norte americano, John J. Sullivan, defendeu assim a via diplomática para resolver a crise na região, após reunir-se com o seu homólogo nipónico durante o segundo dia da sua visita ao Japão, integrada numa viagem asiática centrada na questão norte-coreana.

“Ainda estamos centrados em elevar a pressão sobre a Coreia do Norte, não descartamos a possibilidade de conversações diretas“, afirmou Sullivan, depois do seu encontro com o vice-ministro japonês dos Negócios Estrangeiros, Shinsuke Sugiyama, em declarações recolhidas pela emissora estatal NHK.

“O nosso ênfase está na diplomacia para resolver este problema. Não obstante, devemos estar preparados para o pior, juntamente com os nossos aliados Japão e Coreia do Sul, entre outros, caso a diplomacia falhe”, acrescentou o subsecretário dos Estados Unidos.

Estas declarações reafirmam a recente aposta no diálogo da administração liderada por Donald Trump, antes da próxima viagem asiática do Presidente, depois de Washington e Pyongyang terem trocado ameaças no mês passado.

Trump, que visitará a Coreia do Sul, o Japão e a China, assegura que continua a procurar uma solução diplomática antes de optar pela via militar, tal como afirmou no fim de semana o seu secretário de Estado, Rex Tillerson, numa entrevista televisiva.

Pequim insistiu na necessidade de negociações diretas entre Washington e o regime liderado por Kim Jong-un para resolver a situação, ainda que tanto os Estados Unidos como o seu aliado Japão tenham rejeitado a via diplomática caso Pyongyang não renuncie ao desenvolvimento de mísseis balísticos e bombas nucleares.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam o primeiro "engenho de água" matemático. Simula qualquer máquina de Turing

Há sete anos, Terence Tao, famoso pela sua ampla visão da investigação matemática atual, propôs uma nova abordagem para resolver o famoso problema das equações de Navier-Stokes, que descrevem o movimento dos fluidos.  Eva Miranda, professora …

O mistério das anãs brancas com campos magnéticos incrivelmente fortes pode ter sido resolvido

Uma equipa internacional de cientistas acredita ter desvendado o mistério dos campos magnéticos incrivelmente fortes em anãs brancas: um mecanismo de dínamo. Um dos fenómenos mais marcantes da Astrofísica é a presença de campos magnéticos. Como …

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …