Graças a Trump, whiskey escocês “voa” para os EUA

Antes que as tarifas comerciais do Presidente Donald Trump entrem em vigor, algumas destilarias europeias têm enviado as suas garrafas de whiskey por avião para os Estados Unidos (EUA), ao contrário do envio normalmente utilizado, por via marítima.

Geralmente, o whiskey chega aos EUA por via marítima, visto que o seu peso torna o transporte aéreo muito caro. Para essa bebida, ao contrário do que acontece com os produtos frescos, como salmão – outra das grandes exportações da Escócia -, não existe necessidade de haver tanta pressa no transporte. Mas as tarifas de 25%, que entram em vigor brevemente, levaram alguns produtores a subir ao céu, lê-se num artigo do OZY.

Entre essas empresas está a Kilchoman, uma produtora de whiskey da Ilha de Islay. O seu fundador, Anthony Wills, enviou cerca de três mil garrafas por avião este mês.

“Acabamos de enviar uma remessa para chegar antes do prazo”, contou Anthony Wills. O proprietário calcula que as despesas com o transporte aéreo equivale ao dobro das despesas de envio marítimo, adicionando ainda cerca de 10% aos custos gerais. Mas, mesmo assim, ficou mais barato do que se esperasse pelas tarifas iminentes.

O whiskey é um dos grandes perdedores na disputa comercial entre Washington e a União Europeia (UE). O Governo Trump recebeu este mês a aprovação da Organização Mundial do Comércio para cobrar taxas anuais de 7,5 mil milhões de dólares (6,7 mil milhões de euros) a mercadorias da UE, em retaliação aos subsídios de aeronaves de Bruxelas.

O queijo italiano, o vinho francês e o azeite espanhol também estão sujeitos às tarifas. Entre os produtos do Reino Unido, o whiskey é o maior alvo. Em média, mais de quatro garrafas por segundo foram exportadas no ano passado para os EUA, o maior e mais valioso mercado da indústria, de acordo com a Scotch Whisky Association (SWA).

De acordo com o SWA, o whiskey representou um terço das exportações para os EUA no ano passado, chegando aos 442 milhões de dólares (397 milhões de euros). Através do envio marítimo, são necessárias cerca de quatro semanas para que esse produto chegue às prateleiras nos EUA. A Escócia não possui instalações no alto mar, por isso a bebida é transportada primeiramente por comboio até os portos da Inglaterra.

Antes das tarifas em causa, várias destilarias já estavam a contabilizar os valores do transporte aéreo. “O envio aéreo é caro, mas pode fazer sentido para produtos de alta qualidade”, disse Chris Rogers, analista da Panjiva e especialista em comércio.

Dados do setor mostram que os produtores também estão a acelerar os envios marítimos. Os lobistas da indústria alertaram para um impacto negativo das tarifas na economia escocesa. A indústria de whiskey escocesa emprega diretamente cerca de 11 mil pessoas na Escócia, segundo a SWA.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nova aplicação deteta insuficiência cardíaca através da voz

Foi desenvolvida uma nova aplicação para smartphones que prevê a insuficiência cardíaca através da voz. A tecnologia baseia-se num dos sintomas mais comuns: a falta de ar. O sintoma mais comum da insuficiência cardíaca é a …

Atividade física ajuda a prevenir a perda de visão

Uma nova investigação sugere que o exercício físico pode ser um componente-chave na prevenção da perda de visão. Os benefícios da atividade física são cada vez mais conhecidos, mas há alguns que devem ser tidos em …

Dubai vai construir uma cidade marciana no deserto

O Dubai tem em mãos um projeto ambicioso: a construção de uma cidade marciana. O projeto foi apresentado por uma empresa sediada em Copenhaga e Nova Iorque e é uma parte do plano dos Emirados …

Coreia do Norte voltou a rejeitar negociações com os Estados Unidos

A Coreia do Norte disse, esta terça-feira, que não tenciona retomar o diálogo com os Estados Unidos, quando o vice-secretário de Estado norte-americano, Stephen Biegun, chegou à Coreia do Sul para discutir diplomacia nuclear. Num comunicado …

Construiu uma cadeira de rodas com bicicletas elétricas para a namorada. Agora, vai produzi-la em massa

Para Zack Nelson, construir esta  peça inovadora de engenharia foi "super divertido e surpreendentemente simples". Há cerca de um ano, Zack Nelson, o youtuber de tecnologia do canal JerryRigEverything, uniu duas bicicletas elétricas para criar uma …

A reeleição de Trump nunca esteve tão ameaçada. A culpa é do pessimismo dos americanos

A gestão do Presidente norte-americano face à pandemia e a perspetiva de uma crise económica ameaçam a reeleição de Donald Trump. Um estudo de opinião da Fundação Peter G Peterson para o The Financial Times indica …

Ministros da Indonésia promovem colar de eucalipto como cura para a covid-19

O ministro da Agricultura da Indonésia foi muito criticado por especialistas por alegar que um colar feito de eucalipto pode ajudar a impedir a transmissão da covid-19. Segundo o The Guardian, o ministro da Agricultura da …

SATA pede auxílio ao Estado no valor de 163 milhões de euros

A SATA, companhia aérea detida a 100% pela Região Autónoma dos Açores, precisa do valor até ao final do ano para pagar dívidas. A SATA pediu um auxílio ao Estado de 163 milhões de euros para …

Cortiça portuguesa usada em foguetões da Space X

A Corticeira Amorim forneceu a Space X, de Elon Musk, para componentes usados nos foguetões espaciais da empresa, adiantou o presidente da empresa, António Rios Amorim. "É o nosso maior cliente [deste segmento] neste momento desde …

Pandemia põe em risco mais de 40% dos empregos no Algarve

Além do Algarve, outros destinos turísticos europeus, como ilhas do sul da Grécia, Canárias e Baleares, estão também em risco. As regiões onde o turismo tem mais peso enfrentam um risco maior de destruição de emprego, …