“Este Governo é a troika sem troika”. CDS contra novos impostos europeus

O vice-presidente do CDS-PP Nuno Melo recusou esta segunda-feira que Portugal possa abdicar de uma “função soberana clássica” como a cobrança de impostos e acusou o Governo de ser “a troika sem a troika”.

“Há pouco tempo criticava outros por irem além da troika e agora quer, na arbitrariedade das decisões políticas, cobrar mais impostos através de Bruxelas. Se o anterior governo ia além da ‘troika’, este Governo é a troika sem troika. É a troika por si e por interposta pessoa”, defendeu Nuno Melo à Lusa.

O executivo socialista de António Costa defende novas fontes de financiamento das instituições europeias a serem criadas com impostos sobre plataformas digitais, indústrias poluentes e transações financeiras internacionais, nomeadamente para o reforço de investimento em segurança e defesa comuns.

Sobre a criação destes três novos impostos, Nuno Melo afirma que “relativamente a esta nova vontade de entrar no bolso dos portugueses, desta vez através de Bruxelas, o CDS manifesta-se frontalmente contra“.

Além disso, o eurodeputado considera que, se António Costa entende que é necessário um aumento do orçamento da União Europeia deve convencer os seus congéneres da necessidade de aumentar as contribuições dos estados-membros, que podem ou não decidir aumentar impostos.

Além disso, o Governo português apoia o aumento da participação de 1% para 1,2% do rendimento nacional bruto de cada Estado-membro para fazer face às necessidades financeiras, sobretudo no período pós-Brexit.

Mas para Nuno Melo, “António Costa e o PS entendem manifestamente que o Estado soberano com tantos séculos como Portugal deve ser transformado numa espécie de região europeia“.

“Depois dos socialistas portugueses terem querido que fossem estrangeiros a escolher os representantes portugueses candidatos ao Parlamento Europeu, com as listas transnacionais, pretende agora o primeiro-ministro, que representa o Estado português alienar uma parcela fundamental da nossa soberania a favor de Bruxelas“, argumentou.

O dirigente do CDS sublinhou ainda que “a função tributaria é uma função soberana clássica dos estados”.

“Não aceitamos que, a par de todos os impostos que já pagamos, alguns dos quais aumentaram largamente, exemplo dos impostos indiretos, se somem outros da lavra e imaginação do doutor António Costa, cobrados diretamente por Bruxelas aos contribuintes portugueses”, defendeu.

// Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Uma coisa é perceber que a UE com o brexit terá que se financiar … embora não perceba o porquê, uma vez que o RU também deixa de ser um beneficiário das políticas Europeias.
    Outra coisa é querer aumentar impostos porque sim.
    Quando é que os nossos escroquesitos percebem que não há mais espaço?

  2. Este janota, como muitos outros, de vez em quando aparecem para relembrar que têm que votar neles nas próximas eleições europeias. Senão quem vai gastar os dinheiros em jantaradas constantes, passeatas para os amigos e etc, etc etc tudo à conta da UE e do país.
    Sabiam que o desconhecido embaixador de Portugal naquele pais estratégicamente importantissimo que é a Estónia se desloca de Jaguar descapotável do estado PT? e aquele que vem de Ferrari e a mulher com outro desportivo (há tempos era um Mercedes SLK 55 AMG), quase em corrida, de outro país de Leste? E os outro que andamos a sustentar e nem sonhamos…

  3. O aumento contínuo dos impostos existentes e a criação de novos impostos não é sério!
    As receitas tendem para o limite e as despesas têm que ser igualmente limitadas.
    A não ser assim, só resta a fórmula de Mazarino: “Há uma quantidade enorme de gente entre os ricos e os pobres: os que trabalham, com o sonho de um dia se tornarem ricos e com um medo insuportável de ficarem pobres. É a esses que devemos sobrecarregar com impostos atrás de impostos, cada vez mais, sempre mais, percebes?! Esses, quanto mais lhes tirarmos mais eles se esfalfarão a trabalhar para compensarem o que lhes tirámos. São uma reserva inesgotável!»

    • Os politicos, de um modo geral, conhecem mal os meandros da criação de riqueza e obtenção de ganhos para liquidar impostos.
      Isto é, vivem centrados no jogo político diário, com interesses circunstanciais, não ligando patavina a boas determinações orçamentais que signifiquem gastos socialmente ajustados e não esbanjamento de fundos.
      E é assim que aparece agora esta proposta, com a maior naturalidade, a apoiar altas cavalarias e sempre com o pressuposto de: é preciso colmatar uma falha aumentem-se os impostos.
      E porque não ajustar a despesa? E porque não reconverter projetos minimizando custos?
      É preciso acabar com o princípio governamental que parece “ecumenico” de que só se pode governar, sempre com mais e mais receita fiscal. Pelo passado verifica-se que, se assim fosse, Portugal era o sol da terra.
      E não se pense que a União Europeia não terá também muito onde poupar, pois como dizia o outro é sempre uma questão de fazer contas.

  4. O senhor Costa que tanto criticou o governo anterior que até estava de mãos atadas perante a troika por não actuar contra os mesmos com a devida violência que o senhor Costa e companhia entendiam que deveria ser acaba agora com o país já livre da mesma por se transformar ainda mais papista do que o Papa, isto até faz lembrar o outro esquerdista que governa a Grécia que ameaçava tudo e todos e que agora anda feito com a UE e companhia e bem sorridente.

  5. Francamente,.. isto está a tornar-se grave. Este Senhor está a trabalhar mal. Está a abusar da posição que tem como funcionário deste País. Este Senhor é pago para respeitosamente estudar e propor soluções alternativas às acções que toma ou procura tomar quem esta a governar, levá-las a votação e aplicá-las se for caso disso,… não para acusar e tentar sistematicamente provocar desiquilibrios. Ninguem o encarregou duma missão que procura incessantemente estabelecer confusão e tirar partido do interesse próprio à sua promoção. É de lamentar e grave que estejam os Portugueses, seus patrões, a pagar impostos para pagar a funcionários desta estirpe. Há que urgentemente mover um processo disciplinar a este cavalheiro e pô-lo nos carris, ou inclusivamente despedi-lo e contratar um outro funcionário que cumpra. Este Senhor não serve.

RESPONDER

35 anos depois, Toshiba deixa de fabricar portáteis

Depois de 35 anos a produzir e vender computadores, a empresa japonesa vai abandonar o negócio. O comunicado à imprensa divulga que a Toshiba vendeu as ações da Dynabook à Sharp, concluindo assim um processo …

Governo do Líbano demite-se em bloco

O primeiro-ministro libanês, Hassan Diab, vai entregar ainda esta segunda-feira ao Presidente Michel Aoun a demissão do Governo, disse esta segunda-feira o ministro da Saúde do Líbano, Hamad Hassan. Falando aos jornalistas após uma reunião do …

Portugal fora da lista de países que querem proibir robôs assassinos

Apesar de apoiar a realização de negociações para o fim do uso de robôs assassinos em conflitos militares, Portugal está fora da lista de países que procuram explicitamente proibir armas totalmente autónomas. A constatação consta de …

Portugal com mais três mortes e 157 novos casos de covid-19

Portugal regista esta segunda-feira mais três mortes e 157 novos casos de infeção por covid-19 em relação a domingo, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Há ainda a registar 89 pessoas recuperadas. O …

Covid-19. Singapura começa a testar vacinas em humanos na próxima semana

Singapura anunciou este sábado que inicia na próxima semana a primeira fase de testes em humanos de uma nova vacina contra a covid-19, período experimental que se vai prolongar até outubro, prevendo a administração do …

Cem milhões e um jogador. Real Madrid quer "roubar" Dybala à Juventus

De olhos postos na próxima temporada, o Real Madrid de Zinedine Zidane estará a sondar Paulo Dybala, estando disposto a pagar à Juventus 100 milhões de euros e a "oferecer" um outro jogador para garantir …

Depois da Microsoft, Twitter também está interessado em adquirir o TikTok

As redes sociais Twitter e TikTok tiveram discussões preliminares com vista a uma eventual "combinação" entre as duas, segundo uma notícia revelada no sábado pelo Wall Street Journal. Das informações obtidas pelo jornal não foi possível …

Vulcão Sinabung entra em atividade. Cinza cobre aldeias num raio de 20 quilómetros

O vulcão Sinabung, um dos mais ativos da ilha indonésia de Sumatra, expeliu, esta segunda-feira, fumo e cinzas a uma altura de cinco quilómetros, não havendo, para já, registo de feridos, informou a agência de …

Dona da TVI passa de lucros a prejuízos de 14,4 milhões. A culpa é da pandemia e das audiências

O grupo Media Capital obteve um prejuízo de 14,4 milhões de euros no primeiro semestre deste ano face a 5,9 milhões de lucros em igual período de 2019, segundo dados provisórios este domingo divulgados. De acordo …

"Onde estão as provas?". Advogado de Brueckner diz que o seu cliente "nunca" irá a julgamento no caso de Maddie McCann

Friedrich Fulscher, advogado de Christian Brueckner, disse este domingo estar "certo" de que o seu cliente, suspeito do desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann no Algarve, "nunca" chegará a julgamento. "Onde estão as provas? Porque que …