Governo britânico quer acabar com “intoxicações falsas” em Portugal e Espanha

A fraude das intoxicações alimentares tornou-se prática tão recorrente entre os turistas britânicos que visitam Portugal e Espanha que o Governo do Reino Unido pretende apertar as sanções para acabar com os casos de falsas intoxicações alimentares.

A tendência crescente no número de queixas por falsas intoxicações alimentares está a alarmar os operadores turísticos do Reino Unido. De tal forma, que o Governo do país prepara medidas mais duras para acabar com a prática que, em Espanha, já é conhecida como a “fraude da diarreia”, como lhe chama o jornal El Mundo.

De acordo com a Associação de Agências de Viagens Britânica (ABTA), Portugal, Espanha e Turquia são os países mais afectados pela prática que consiste em reportar uma falsa intoxicação alimentar para receber uma indemnização.

Em declarações à Lusa, elementos da ABTA já reportaram que, entre 2013 e 2016, se registou um aumento superior a 520% neste tipo de queixas. A situação levou o ministério dos Negócios Estrangeiros britânico a alertar para a existência de empresas que ensinam os turistas a apresentarem queixas falsas em Portugal.

Fraude impulsionada por redes de advogados

Há alguns anos, surgiam apenas casos isolados, mas os advogados dedicados a esta fraude aumentaram, contando muito com a publicidade gratuita das redes sociais, e montaram um esquema que leva os seus profissionais às ilhas mais procuradas por turistas, com o intuito de convencer falsas vítimas.

A fraude é promovida pelos chamados “claim farmers“, ou “fabricantes de denúncias”, escritórios de advogados que se especializaram na matéria e que também lucram com as falsas reclamações.

Nas redes sociais, já foram publicadas imagens com carrinhas destes escritórios de advocacia estacionados à frente de resorts ou hotéis frequentados por turistas em cidades como Tenerife, Espanha.

Tantas intoxicações seriam problema de saúde mundial

Em Espanha, a Confederação de Hotéis e Alojamentos Turísticos (CEHAT) estima que “mais de 90% das reclamações” por intoxicação alimentar sejam “fraudulentas”, nota a organização.

“A paciência da indústria hoteleira espanhola está a chegar ao fim”, alerta a CEHAT, sublinhando que estas fraudes são “um golpe para os estabelecimentos hoteleiros afectados”, com custos da ordem dos “60 milhões de euros“, só em Espanha.

Se tantas intoxicações fossem verídicas, “seria decretado um alerta sanitário mundial”, realça a CEHAT.

Perante este cenário preocupante, o Governo do Reino Unido está a trabalhar em sanções mais duras, apesar de a legislação já prever penas de prisão até 3 anos para os casos de reclamações fraudulentas.

A facilidade com que se apresentam estas queixas, nomeadamente sem necessidade de apresentar relatórios médicos e podendo ser feitas no país de origem e não naquele onde decorreram as alegadas intoxicações, é um ponto a rever.

Em muitos casos, os operadores turísticos optam por reembolsar os queixosos para evitarem idas a tribunal e os custos judiciais inerentes.

Por outro lado, há várias cadeias hoteleiras espanholas a ameaçar aumentar preços, o que está a preocupar o sector turístico britânico.

Família queixa-se de gastroenterite e acaba condenada

Entretanto, um tribunal de Liverpool, em Inglaterra, negou o pedido de indemnização de uma família britânica por uma suposta intoxicação alimentar em Espanha. Segundo a agência EFE, o juiz considerou que os queixosos não sofreram qualquer gastroenterite, como alegaram, durante umas férias de 15 dias nas Ilhas Canárias, em 2013.

A família pedia uma indemnização de 10 mil libras (11.300 euros) à operadora turística britânica Thomas Cook. Mas acabou condenada a pagar à agência uma multa de 3.700 libras (4.180 euros) pelos custos inerentes ao processo judicial.

“Este é o primeiro de uma série de casos que levaremos perante a Justiça quando seja necessário e constatemos que as denúncias por doença não tenham sido apresentadas no complexo turístico e que não haja provas claras a respeito delas”, referiu um porta-voz da operadora.

ZAP // EFE

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E eu a pensar que isto de vigaristas era só por cá! Uma multa bem pesada para uma falsa denúncia resolverá o caso em pouco tempo!

RESPONDER

Sporting vs Boavista | Leão ruge pela margem mínima

Sporting não vacilou na luta pelos primeiros lugares da Liga NOS e venceu o Boavista em casa por 1-0. Num jogo nem sempre bem disputado, mas de praticamente sentido único, faltou algum poder de fogo aos …

Tribunal reacende polémica da selfie do macaco Naruto

Um Tribunal de Apelação, nos Estados Unidos, acaba de reacender a polémica do processo da selfie do macaco Naruto. O órgão garante que ainda irá julgar uma decisão final sobre o assunto, mesmo que já tenha havido …

A pessoa mais velha do mundo morreu aos 117 anos

A mulher mais velha do mundo morreu este sábado à noite, no Sul do Japão, com 117 anos de idade. De acordo com a Associated Press (AP), Nabi Tajima, aquela que era considerada a pessoa mais …

Correntes oceânicas intensas podem ser criadas por insetos ridiculamente pequenos

Uma investigação recente concluiu que pequenos organismos marinhos podem desempenhar um papel significativo nas correntes oceânicas. Cientistas demonstraram agora que algumas das menores criaturas do oceano podem ter um impacto descomunal nas ondas do oceano, com …

Antibiótico para a artrite manchou os olhos de um norte-americano de azul

Um norte-americanos, de 70 anos, viu os seus olhos ficarem completamente manchados de azul, graças a um antibiótico para a artrite inflamatória. Olhos azuis são muito comuns, mas a parte branca dos nossos olhos - a …

Atrizes de "Smallville" envolvidas em seita de tráfico sexual. "Chloe" detida

Allison Mack, conhecida pelo seu papel na série televisiva "Smallville", foi detida e acusada de tráfico sexual pela sua alegada ligação à seita Nxivm. Allison Mack, de 35 anos, atriz da série "Smallville", deverá comparecer em …

Naturopata tratou criança de 4 anos com saliva de cão raivoso

Uma naturopata canadiana tratou um criança hiperativa de 4 anos com saliva de um cão raivoso. O anúncio surpreendeu a comunidade médica internacional, que reagiu de forma negativa. Uma naturopata canadiana assumiu no seu blogue pessoal …

Ilha troca de país a cada seis meses

No meio do rio Bidasoa, entre França e Espanha, há uma ilha que vai alternando de nacionalidade de seis em seis meses. A ilha mede apenas 38 metros de largura e 215 de comprimento, medidas que lhe …

Cientistas criam implante vaginal que promete proteger as mulheres do VIH

O novo dispositivo desenvolvido por cientistas na Universidade de Waterloo, no Canadá, faz com que o número de células do VIH que se fixam no trato genital feminino diminua. Já há um implante que protege as …

Mais de 20 mortos em protestos na Nicarágua

Mais de duas de dezenas de pessoas, entre as quais um jornalista, morreram durante os protestos na Nicarágua contra a reforma da segurança social do Governo de Daniel Ortega. A Associated Press (AP) relata que num …