Gigante gasoso em órbita de estrela minúscula põe em causa a teoria da formação planetária

Mark Garlick / Universidade de Warwick

Impressão artística do planeta NGTS-1B

Um planeta gigante acaba de ser descoberto e a sua existência ameaça a atual visão sobre a formação dos planetas. O novo objeto é simplesmente muito grande para a estrela que orbita.

O planeta, conhecido como NGTS-1b, é um pouco menos maciço do que Júpiter e orbita uma estrela com metade da massa e metade do raio do Sol. As teorias atuais assumiram que uma estrela tão pequena não conseguiria reunir material suficiente para formar um planeta tão grande.

A descoberta foi possível graças à NGTS (Next-Generation Transit Survey, na sigla em inglês) e é relatada nos Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

“A descoberta de NGTS-1b foi uma completa surpresa para nós – planetas maciços não foram pensados ​​para existir em torno de estrelas tão pequenas. Este é o primeiro exoplaneta que encontramos com as novas instalações da NGTS e já estamos a desafiar a teoria da formação planetária”, disse o autor principal do estudo, Daniel Bayliss, da Universidade de Warwick, em comunicado.

NGTS-1b é cerca de 0,8 vezes a massa de Júpiter e tem aproximadamente o mesmo tamanho. O planeta orbita a estrela em 2,6 dias devido à órbita próxima e tem uma temperatura de 530°C.

A estrela é uma anã M, uma das mais comuns na galáxia. Isso sugere que, mesmo que este planeta seja uma exceção à regra, pode haver outros para serem descobertos. “O nosso desafio agora é descobrir quão comum estes planetas são na galáxia e, com a nova instalação NGTS, estamos preparados para fazer isso”, disse Bayliss, citado pelo IFLScience.

O NGTS faz parte do Observatório Paranal, do Observatório Europeu do Sul, no norte do Chile. O objetivo do NGTS é procurar gigantes gasosos em torno de estrelas brilhantes, por isso este objeto foi fora do comum por várias razões.

“NGTS-1b foi difícil de encontrar, apesar de ser um ‘monstro’ de planeta, porque a estrela-mãe é pequena e fraca. Estrelas pequenas são as mais comuns no universo, por isso é possível que muitos desses planetas gigantes demorem a ser encontrados”, acrescentou o coautor do estudo, Peter Wheatley, também da Universidade de Warwick.

O sistema planetário está localizado a 600 anos-luz da Terra e milhões de estrelas vagam pelo universo dentro desta distância do nosso planeta. Logo, a NGTS poderia detetar mais “planetas monstruosos” à espreita onde não se espera que sejam encontrados.

EM, ZAP // Ciberia

PARTILHAR

RESPONDER

Trump garante que ganharia a guerra com o Afeganistão numa semana. "O país desaparecia em 10 dias”

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, garantiu esta segunda-feira, na Casa Branca, que ganharia a guerra com o Afeganistão, que dura desde 2001, em apenas "uma semana". "Poderia vencer essa guerra numa semana. Só …

Pedrógão. Misericórdias juntam-se a processo sobre reconstrução de casas

A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) vai ser assistente no processo crime sobre as irregularidades na reconstrução de casas em Pedrógão Grande. O Ministério Público alega que várias entidades foram enganadas por autarcas. Há sensivelmente um …

Oficial: Carrillo deixa Benfica e assina por quatro épocas com Al Hilal

O futebolista internacional peruano, que estava vinculado ao Benfica, foi contratado pelo Al Hilal para as próximas quatro épocas. "O contrato de Andre Carrilo é de quatro anos. A assinatura decorreu no local de estágio da …

Temperaturas de 37ºC, trovoadas e granizo deixam alguns concelhos sob aviso

Os distritos de Bragança, Guarda e Vila Real estão, esta terça-feira, sob aviso laranja devido à previsão de aguaceiros, trovoada e granizo. Segundo a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), Norte …

Espanha em risco de novas eleições. Sánchez falha acordo para formar Governo

Os planos de Pedro Sánchez para formar governo parecem estar a desmoronar-se. O PSOE ainda não chegou a acordo com o Unidas Podemos e a abstenção do PP e do Ciudadanos parece longe de se …

Boris Johnson vai ser o novo primeiro-ministro britânico

Boris Johnson é o novo líder do Partido Conservador. O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros foi o mais votado as eleições internas. Os resultados foram conhecidos na manhã desta terça-feira, depois de semanas de votações entre …

INEM levou quatro horas a socorrer ferido grave em Vila de Rei

O INEM levou quatro horas a socorrer o ferido mais grave do incêndio de Vila de Rei, em Castelo Branco, que deflagrou este sábado, avança o Jornal de Notícias esta terça-feira na sua edição impressa. …

Publicidade a iogurtes, cereais e chocolates vai ser (quase) extinta

A guerra ao açúcar em Portugal vai provocar uma grande redução na publicidade dirigida a menores de muitos iogurtes, cereais de pequeno almoço e chocolate. Entre os produtos que vão deixar de ser publicitados junto a …

Sindicatos chegam a acordo com Transtejo e Soflusa e equacionam levantar greve

Os sindicatos dos trabalhadores da Transtejo e Soflusa aceitaram, esta segunda-feira, um aumento de 28 euros para todas as categorias, incluindo a dos mestres, comprometendo-se a levantar a greve caso os trabalhadores aprovem a decisão. "A …

Cavaco Silva avisou, mas Sócrates recusou alterar acordo que favorece Berardo

Cavaco Silva alertou José Sócrates para os benefícios que o seu Governo concedeu a Joe Berardo para instalar a sua coleção no Centro Cultural de Belém (CCB), mas o ex-primeiro-ministro recusou alterar o acordo que …