Genes “perdidos” transformaram golfinhos em criaturas marinhas

A transição de animais terrestres para animais marinhos foi algo que demorou milhões de anos. Dezenas de genes “perdidos” ajudaram à adaptação destes animais.

Há dezenas de milhões de anos atrás, cetáceos como os golfinhos caminhavam sobre a Terra, mas acabaram por se tornar criaturas marinhas. Esta transição, com intensas mudanças corporais, está escrita no seu ADN, de acordo com um novo estudo publicado esta semana na revista Science Advances.

Quando os ancestrais dos cetáceos modernos se separaram dos ancestrais dos hipopótamos, 85 diferentes genes foram desativados, dos quais 62 ainda não eram conhecidos entre a comunidade científica. A equipa de investigadores apurou que estes eram os genes cruciais para manter a vida terrestre, como sarar feridas e produzir saliva.

Estes animais deixaram de produzir saliva, já que não precisam dela, uma vez que ingerem grandes quantidades de água com as suas refeições. O gene responsável pela coagulação do sangue também “desapareceu”, evitando coágulos quando os golfinhos mergulham e voltam à superfície.

“Para armazenar e conservar oxigénio com eficiência para um mergulho prolongado, os cetáceos desenvolveram uma variedade de adaptações“, lê-se no estudo liderado por Michael Hiller, do Instituto Max Planck, na Alemanha.

Os golfinhos mostraram-se decididos em tornar-se animais marinhos e, como tal, com o passar dos anos foram fazendo alterações genéticas que facilitaram a sua adaptação: maior armazenamento de oxigénio e costelas flexíveis que permitem aos pulmões colapsar. Segundo a Inverse, esta última modificação permite aos golfinhos mergulhar em grandes profundidades.

“De maneira geral, o nosso estudo destaca mudanças genómicas importantes que ocorreram durante a transição da terra para a água na linhagem de cetáceos e, assim, ajudam a entender as determinantes moleculares das suas notáveis adaptações“, escreveram os investigadores.

Isto mostra que a transição da terra para a água de cetáceos como golfinhos e baleias não aconteceu de um momento para o outro e é resultado de milhões de anos de evolução. São também resultado da sobrevivência, mutação, reprodução sexual e todos os fatores ambientais que a influenciam.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …