26 anos depois dos brutais crimes, genealogia genética e chiclete ajudam a condenar DJ

Raymond Charles Rowe foi preso esta terça-feira depois de amostras de ADN recolhidas de uma garrafa de água e de uma chiclete mascada o terem ligado ao assassinato da professora Christy Mirack, em 1992.

Esta terça-feira, Raymond Charles Rowe, um famoso DJ norte-americano, confessou ter violado e estrangulado, em 1992, uma professora de 25 anos, no seu apartamento em Lancaster. Em tribunal, olhos nos olhos com a família da vítima, Rowe lamentou o sucedido. “Sinto muito. Eu não consigo imaginar a dor que estão a sentir.”

O caso frustrou durante muito tempo os investigadores, até que as autoridades que analisaram o ADN da cena do crime usaram um banco de dados genealógico, disponível ao público, e identificaram a meia-irmã do suspeito. Desta forma, conseguiram chegar até Raymond Charles Rowe, que vivia a poucos quilómetros do lugar onde ocorreu o crime.

Disfarçados, os detetives conseguiram obter uma amostra de ADN através da recolha de uma garrafa de água usada por Rowe e uma chiclete mascada, numa escola onde o DJ tocou no ano passado. Depois disso, compararam o ADN recuperado do tapete da casa da vítima, Christy Mirack.

“Se não fosse a tecnologia moderna e a intervenção divina, provavelmente continuarias em Lancaster, deleitado com a tua fama”, disse o irmão da professora, Vince Mirack, ao réu durante a audiência.

O assassinato ocorreu quatro dias antes do Natal, destruindo o espírito natalício daquela família. “Levaste a nossa Christy. Só espero que o resto da tua vida seja tão doloroso como os últimos 26 anos foram para a minha família”, continuou Vince.

Segundo os investigadores, o colega de Christy Mirack abandonou o apartamento cerca de quinze minutos antes de Rowe ter forçado a entrada. “Mesmo tendo ficado surpresa com a visita inesperada, Christy não deixou de lutar pela sua vida“, afirmou o procurador Craig Stedman, citado pela AP News.

A vítima fora espancada com uma tábua de madeira encontrada perto do seu corpo, estrangulada com a sua própria camisola e violada. A mandíbula estava partida e a autópsia encontrou ferimentos no pescoço, nas costas, no peito e no rosto.

A diretora da escola onde Mirack dava aulas suspeitou das constantes ausências da professora e foi a casa dela, tendo sido a primeira pessoa a encontrar a vítima no chão. Os investigadores não sabem, porém, se Mirack e Rowe se conheciam nem tampouco as motivações do crime.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Se diplomacia falhar, China admite uso de força militar para controlar Taiwan

A China vai atacar Taiwan se não houver outra maneira de impedir que este Estado se torne independente, disse Li Zuocheng, um dos mais importantes generais do país, esta sexta-feira. Esta será uma opção de …

Encontrada canábis e incenso em templo bíblico de Israel. Foram usados em ritos religiosos antigos

A análise do material em dois altares da Idade do Ferro descobertos na entrada do santuário "santo dos santos" em Tel Arad, no vale de Beer-sheba, Israel, contém canábis e incenso. Escavações anteriores revelaram duas fortalezas …

Funerárias de Nova Iorque processadas por guardarem cadáveres em camiões

Devido ao elevado número de mortes causadas pela covid-19, as agências Andrew T. Cleckley, DeKalb e Armistead Burial armazenavam os corpos nos camiões frigoríficos até ser possível realizar os funerais. Três processos foram movidos por, pelo …

"Never again". Estudantes nos EUA vão aprender mais sobre o Holocausto

Estudantes norte-americanos vão passar a aprender mais coisas sobre o Holocausto, numa altura em que os Estados Unidos enfrentam níveis cada vez mais altos de antissemitismo. De acordo com a revista Newsweek, o Presidente norte-americano, Donald …

Polónia vai ser o primeiro país a voltar a ter adeptos nas bancadas

A Polónia vai ser o primeiro país a voltar a ter adeptos nas bancadas. Os estádios vão poder ter 25% da sua capacidade preenchida, anunciou o primeiro-ministro. De acordo com o jornal online Observador, a liga …

Recondicionados e "banhados a ouro". Irmão de Pablo Escobar vai vender iPhones 11 a 540 euros

A empresa de Robert Escobar, irmão do narcotraficante Pablo Escobar, está a vender iPhones 11 Pro recondicionados por 499 dólares (450 euros). Numa comunicação citada pelo portal Engadget, a Escobar Inc revela que está a vender …

É um polvo, chama-se Dumbo e mora a sete mil metros de profundidade (um novo recorde)

Um polvo foi fotografado no leito do Oceano Índico, a sete mil metros de profundidade. É um novo recorde. A descoberta de um polvo a 7 mil metros de profundidade, 6.957 metros mais especificamente, foi relatada …

Quem andar de montanha russa no Japão não pode gritar (nem bater palmas)

A Associação de Parques Temáticos do Leste e Oeste do Japão divulgou um novo guia de recomendações, numa altura em que o país começa a reabrir face à redução do número de novos casos de …

Jackson Martínez admite terminar carreira no final da época

O futebolista colombiano admitiu, numa entrevista a uma rádio colombiana, que está a pensar pôr um ponto final na carreira no final desta temporada. "Não descarto retirar-me, mas por agora estou focado em terminar a época. …

Na Rússia, os médicos na linha da frente não são aplaudidos das janelas. Enfrentam desconfiança e hostilidade

Em muitos países, os profissionais de saúde na linha da frente do combate ao novo coronavírus são apreciados e até aplaudidos das janelas. No entanto, na Rússia, a história é diferente. De acordo com a …