Galeno já pediu dupla nacionalidade e abre caminho para a Seleção portuguesa

Hugo Delgado / Lusa

Galeno já iniciou o processo para obter dupla nacionalidade. O objetivo é ficar elegível para ser convocado para Portugal, mas também facilitar a sua transferência para outros países.

Wenderson Galeno está a prestes a ganhar a cidadania portuguesa depois de estar há mais de seis anos a jogar em Portugal. O brasileiro chegou ao FC Porto em 2016 por empréstimo do Grêmio Anápolis. Na época seguinte foi efetivamente comprados pelos ‘dragões’, que pagaram 1,5 milhões de euros pelo jogador.

O jornal O JOGO escreve esta sexta-feira que Galeno já iniciou o processo para obter a dupla nacionalidade, estando em vias de ficar concluído em breve.

O diário desportivo escreve que o objetivo será piscar o olho à Seleção portuguesa, mas também facilitar a transferência para outros campeonatos. Os cidadãos fora dos espaço europeu, por vezes, podem encontrar dificuldades em conseguir um visto de trabalho no Reino Unido, por exemplo.

Galeno está a ter um excelente início de época ao serviço do Sporting de Braga, marcando seis golos e fazendo três assistências em 18 partidas. Não só tem estado em destaque na Liga Bwin, como também tem feito um brilharete na Liga Europa.

A passagem de Galeno pelo Dragão nunca foi muito frutífera. O brasileiro de 24 anos só fez quatro jogos pela equipa principal, alinhando principalmente pela equipa B ‘azul e branca’. Depois de um empréstimo ao Rio Ave, onde mostrou todo o seu talento, foi comprado pelo Braga, em 2019, por 3,5 milhões de euros.

Galeno tem contrato com o Braga até junho de 2026 e uma cláusula de rescisão de 25 milhões de euros. Em caso de futura venda, o FC Porto recebe 50% da mais-valia acima dos 3,5 milhões — o valor pago pelos bracarenses.

O extremo pode passar a ser uma alternativa para as convocatórias de Fernando Santos, seguindo o mesmo caminho dos seus compatriotas Otávio e Matheus Nunes.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.