“Francisco Louçã fez bullying para precipitar ruptura do Bloco com o PS”

Grupo Parlamentar do Partido Socialista / Facebook

O deputado do PS João Paulo Correia

O PS acredita que foi a postura de “bullying” de Francisco Louçã que forçou o Bloco de Esquerda a precipitar uma “ruptura com o PS”, conforme avança o deputado João Paulo Correia, vice-presidente da bancada parlamentar socialista.

“O Bloco de Esquerda está a sofrer bullying por parte de Francisco Louçã”, considera o deputado em declarações no programa “Vichyssoise” da Rádio Observador, notando que essa “tendência no BE está a pressionar muito a coordenação e a direcção da bancada a uma ruptura com o PS”.

“Essa tendência tinha preparado uma ruptura com o governo para 2021 para o Orçamento do Estado para 2022″, mas a crise pandémica “atravessou-se nos prognósticos de toda a gente” e foi, por isso, que o “BE olhou para o OE2021 [Orçamento de Estado para 2021] como uma grande oportunidade de antecipar uma estratégia que tinha para o ano seguinte”, diz ainda João Paulo Correia.

O deputado considera que, nestas negociações para o OE2021, “o Bloco de Esquerda se tornou muito inflexível à medida que o Governo ia avançando nas propostas que estavam em cima da mesa”.

Para João Paulo Correia, é evidente que o Governo tudo fez no sentido de um entendimento perante a “intransigência e inflexibilidade” do Bloco.

“O que é incompreensível é que, apesar das reservas que o BE foi explicando, porque é que votou contra e não optou pela abstenção“, diz ainda o deputado socialista, notando que a postura dos bloquistas é “uma enorme desilusão perante aquilo que foi o compromisso que o BE assumiu na campanha eleitoral das legislativas”.

De qualquer modo, o PS continua “disponível para negociar com o Bloco de Esquerda” na discussão do OE2021 na especialidade, até para “não ficar inteiramente dependente do PCP”, como aponta João Paulo Correia.

Porém, “para as negociações serem retomadas, o Bloco tem de dar um passo em frente”, pois, afinal, foi o partido de Catarina Martins que saiu da mesa do diálogo.

Mas mesmo que o BE mantenha o seu chumbo na votação final, isso não significa um divórcio entre o PS e o Bloco de Esquerda, pois “há matérias que são comuns aos dois partidos”, diz ainda o deputado. Por isso, PS e Bloco “estão condenados a dialogar”, sobretudo por causa da crise que atravessamos, conclui.

“Ninguém pode dizer que legislatura chegará a 2023”

Sobre o futuro da presente legislatura, João Paulo Correia admite que já esteve “mais seguro” de que pode chegar ao fim. “A crise coloca todos os dias muitas incertezas e julgo que hoje não há ninguém que tenha condições nem informação para dizer que esta legislatura chegará a 2023″, constata.

Tudo “depende muito do ano de 2021” e da forma como a economia se comportar, analisa João Paulo Correia, considerando que num eventual horizonte de eleições antecipadas ou mesmo dentro do calendário normal, seria “um erro” pedir “maioria absoluta”.

Mas para o vice-presidente da bancada socialista é certo que “não há condições para termos eleições antes de passarmos por esta tempestade da pandemia”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Só fortemente pressionado pelo BE é que o PS acabará por fazer no SNS os investimentos necessários ao seu adequado funcionamento. Só isso justifica a decisão do BE de votar contra o orçamento. O resto é conversa de café.

    • O BE Matará a curto prazo o SNS e sempre a dizer que o defende, o Vervalismo não é conducente com a prática, como alguém diz não bate a bota com a Perdigota, agora, em Pandemia, com os utentes desgraçados para se tratar, a Enfermagem marca uma Greve, com apoio de quem?

RESPONDER

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …

Governo das Ilhas Salomão quer banir o Facebook para preservar a União Nacional

O Governo das lhas Salomão quer banir temporariamente a rede social Facebook numa tentativa de combater o cyberbullying e a difamação, alegando que a plataforma está a "minar" a União Nacional. A decisão, que já …

Sob o nariz dos militares norte-coreanos, ex-ginasta salta muro de 3 metros e foge para a Coreia do Sul

Um homem norte-coreano que queria escapar da sua terra natal deu um salto de quase três metros num muro no início deste mês. O salto, que ocorreu sob os narizes dos soldados, trouxe-o para a …

Islândia quer tornar-se um refúgio para o teletrabalho. Mas não é para todos

A Islândia fez uma série de alterações no seu programa de vistos de trabalho remoto para cidadãos foram do espaço Schengen, tendo como objetivo tornar-se num destino atraente para os trabalhadores que procuram escapar dos …

Hospitais britânicos preparam-se para receber vacina Pfizer a 7 de dezembro

Os hospitais britânicos foram instruídos a estarem preparados para receber a vacina contra a covid-19 em menos de 10 dias. As equipas dos hospitais públicos do Reino Unido devem ter as equipas preparadas para começar a …