Em França, menina de 11 anos abusada sexualmente “não é uma criança”

Esta terça-feira, um francês de 29 anos foi ouvido em tribunal, acusado de ter abusado sexualmente uma menina de 11 anos. França volta a discutir a idade de consentimento nas relações sexuais.

A lei francesa não determina uma idade abaixo da qual um menor não pode concordar com uma relação sexual. Sobre este tema, o Supremo Tribunal decidiu apenas que as crianças com cinco anos e menos não podem dar o seu consentimento. O caso, que chegou esta terça-feira ao tribunal, está a relançar o tema do consentimento sexual.

Os advogados da menina de 11 anos alegam que é nova de mais e que ficou demasiado assustada para conseguir impedir os avanços do indivíduo. Já os do arguido alegam que a menina estava consciente do que se estava a passar e que nada aconteceu contra sua vontade.

Além disso, alegam que se encontraram num parque e que a jovem seguiu o acusado de forma voluntária até ao seu apartamento, onde consentiu uma relação sexual. A mesma equipa explicou que o homem, que tinha 28 anos na altura, pensava que a rapariga tinha 16 anos.

A família da jovem apresentou uma queixa de violação, mas os procuradores do Ministério Público consideraram que o indivíduo não usou “violência, coerção ou ameaça”. Numa decisão polémica, o Ministério Público de Pontoise não acusou o homem de violação, mas sim de “abuso sexual de uma menor de 15 anos“.

Segundo o Público, a advogada da família pediu ao tribunal para alterar a acusação para violação. Também as associações de defesa dos direitos das crianças se mostraram indignadas. “Hoje a sociedade francesa não protege esta criança”, disse à Associated Press Armelle Le Bigot Macaux, presidente da associação Cofrade.

A defesa, por sua vez, argumenta que a menina tinha quase 12 anos à data dos acontecimentos e que esse facto “muda a história. Ela não é uma criança“.

As penas em que este indivíduo incorre sob cada uma destas acusações são diferentes. O abuso sexual de um menor com menos de 15 anos dá até cinco de prisão, mas a violação pode condená-lo a 20.

No entanto, esta terça-feira, o juiz considerou que o Ministério Público cometeu um erro ao acusar o arguido apenas de abuso sexual. Assim, mandou o caso para trás para que pudesse ser investigado mais cuidadosamente e adiou o julgamento até que os factos estejam devidamente apurados.

Este caso relançou um debate em França, devido à falha na legislação francesa e à forma como os predadores sexuais têm vindo a ser tratados, considerada demasiado branda por grupos feministas e de defesa dos direitos da criança.

É urgente que se instaure uma presunção de ausência de consentimento nas relações sexuais entre menores e maiores à semelhança do que já acontece na quase totalidade dos países preocupados com a protecção das suas crianças”, pode ler-se no comunicado emitido por três destas associações (ACPE, Cofrade e Coup de pouce) e citado pelo Monde.

O Governo de Emmanuel Macron está já a preparar uma proposta de alteração à lei do consentimento para que passe a determinar que, abaixo de determinada idade ainda a estabelecer (entre os 13 e os 15 anos), o sexo com um menor é por definição coercivo. A proposta deve ser apresentada a 7 de Março no Conselho de Ministros.

Em Portugal, a idade de consentimento é de 16 anos.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

    • O problema no caso da Casa Pia, não tem nada a haver com consentimento, mas sim com as provas.
      Se se provar que realmente ouve relações de natureza sexual, então o consentimento não altera em nada o facto, uma vez que sendo menores a lei não lhes confere poderes para consentir, e o adulto é condenado como abuso ou violação(dependentemente da idade da criança).
      O grande problema hoje em dia é que se acusa por nada e o tribunal tem de ser justo e muitas vezes acaba em injusto, imagine você ser acusado por um jovem de 14 (que não vai com a sua cara, ou pretende uma indenização através de um acordo).
      O tribunal não pode simplesmente acreditar no/a jovem, tem de conseguir provar, ate que em muitos casos pode ser mentira.
      Lembro-me alguns anos atrás uma jovem que acusou Morgan Freeman de abuso sexual, descreveu a sua casa com algum detalhe, disse que tinha sido abusada na sala, descreveu inclusive um sinal na parte intima do acusado.
      A unica defesa do actor, foi poder provar que no sábado em que ela alegou ter sido acusada, ele estava a filmar uma entrevista em frente de dezenas de pessoas na Holanda, depois ela disse ter confundido os sábados (foi do choque) mas acabou por alegar outro sábado que o actor estava alem mar.

      Mais tarde ela confessou que o acusou por vingança, não gostou um personagem que ele desempenhou e quiz vingança (sim tem pessoas para tudo), acabou por dizer que tinha os detalhes da casa por uma entrevista a uma revista cor de rosa, e o sinal no corpo por um filme que o actor apareceu semi-nu.

      Por estes casos os tribunais tem de dar o beneficio da duvida ao acusado e julgar através de provas, para julgar na opinião publica estamos nós.

  1. os Franceses não são porcos, em Portugal basta alegar problema de psiquitria que nada é feito ao perivicador, por isso acho que deveriamos nos procupar com que temos em na nossa casa

  2. Ah claro,com 11 anos É adulta,sabe bem o que faz…grandes javardos,deixem as crianças viverem a sua inocência em paz ! metam- se com as da vossa idade ! Com essas ja devem piar fininho ! Se sao ” taradinhos” ou ” doentinhos” que ” nao conseguem controlar-se ” façam um grande favor às pobres crianças e suas familias e matem-se ! Porcos nao fazem falta a ninguém. E ainda dizem que a França é um pais do 1. Mundo ! Que vergonha !

"Não pôr o dedo no nariz". Livro medieval ensinava as regras de etiqueta às crianças do século XV

Um livro de boas maneiras do século XV, digitalizado recentemente pela Biblioteca Britânica, está cheio de regras de etiqueta que não são muito diferentes das de hoje. O manuscrito chama-se "The Lytille Childrenes Lytil Boke", as …

Abanca pagou menos de 250 milhões pelo EuroBic

O Abanca ofereceu menos de 250 milhões de euros por 95% do EuroBic, segundo avança o Jornal Económico, o que significa que o banco espanhol avaliou o EuroBic ligeiramente abaixo do múltiplo a que transaciona …

Alegado escritor-fantasma confessa que recebeu pagamentos de Sócrates

Domingos Farinho, alegado escritor-fantasma do livro de José Sócrates "A Confiança no Mundo", confessou que recebeu pagamentos do ex-primeiro-ministro através da RMF Consulting. No requerimento de abertura de instrução que apresentou em janeiro de 2020, o …

Os cavalos perdem quatro dedos no útero

Os cavalos têm apenas um dedo em cada pata, sendo os cascos o equivalente à falange dos nossos dedos médios. No entanto, os seus ancestrais tinham mais dedos em cada pata, variando entre três e …

"Década perdida". Novo Banco com prejuízos de 1.058,8 milhões em 2019

O presidente executivo do Novo Banco disse esta sexta-feira que os últimos dez anos foram uma "década perdida" para a empresa que começou por ser BES e passou em 2014 a Novo Banco, mas …

Estados Unidos assinam acordo de paz com os talibãs no Afeganistão

O presidente norte-americano, Donald Trump, pediu esta sexta-feira aos afegãos para "aproveitar a oportunidade de paz", ao abrigo do acordo de paz que os Estados Unidos vão assinar no sábado com os rebeldes talibãs. A …

Portugal poderá ter um milhão de infetados (e ser decretada quarentena obrigatória)

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, admite que poderá haver um milhão de portugueses infetados pelo Covid-19, 21.000 na semana mais crítica, assegurando que as autoridades de saúde estão a preparar-se para esta possibilidade. “Estamos a …

Descobertos na Sibéria vestígios do Evento de Tunguska, um dos maiores impactos na Terra

Um grupo de investigadores russos que investigam o fenómeno de Tunguska de 1908, o maior impacto terrestre registado na história moderna, descobriu camadas em sedimentos locais que podem conter substâncias de origem extraterrestre. A 30 de …

Exoplaneta gigante pode ter as condições ideais para abrigar vida

Uma equipa de cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, descobriu que o enorme exoplaneta K2-18b - tem duas vezes o tamanho da Terra - pode reunir as condições ideais para abrigar vida. Depois de …

A Terra pode ter uma nova (e temporária) mini-lua

A Terra pode ter um novo vizinho, ainda que temporário. Astrónomos do Catalina Sky Survey, programa financiado pela NASA, acreditam ter identificado um asteróide que ficou preso na gravidade da Terra - pode ser a …