França aprova vacina da AstraZeneca para maiores de 65 anos. Única dose das vacinas reduz hospitalização nos mais idosos

John Cairns / University of Oxford

Vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca

O Governo francês alargou a idade de toma da vacina da AstraZeneca, que estava reservada para pessoas entre os 50 e os 64 anos. A partir de agora, pessoas com até 75 anos também vão poder ser imunizadas com esta vacina contra a covid-19.

“Pessoas afetadas por comorbilidades podem ser vacinadas com a vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, incluindo quem tem entre 65 e 74 anos”, disse o ministro da Saúde francês, Olivier Véran, na segunda-feira.

De acordo com o Jornal de Notícias, as vacinas da Pfizer e da Moderna continuam destinadas aos cidadãos franceses com mais de 75 anos.

A Agência Europeia do Medicamento aprovou, no fim de janeiro, o uso da vacina da AstraZeneca para pessoas com mais de 18 anos, sem impor um limite máximo de idade. No entanto, vários países europeus – incluindo França e Portugal – recomendaram a sua utilização apenas em pessoas com idade até aos 65 anos, tendo em conta a falta de evidências de eficácia em idades superiores.

Única dose de vacinas Pfizer ou AstraZeneca reduz hospitalização nos mais idosos

Entretanto, um estudo das autoridades de saúde britânicas avançou que uma única dose das vacinas Pfizer ou AstraZeneca reduziu em mais de 80% as probabilidades de pessoas com mais de 80 anos serem hospitalizadas com covid-19.

O chamado estudo do “mundo real”, divulgado esta segunda-feira, que tem por base dados recolhidos junto de pessoas que já foram imunizadas no Reino Unido foi produzido pela Public Health England, organização de saúde pública em Inglaterra.

Segundo o estudo, que ainda não foi revisto por cientistas independentes, desde janeiro que a proteção contra a covid sintomática, quatro semanas após a primeira dose, variou entre 57 e 61% para uma dose da vacina Pfizer e entre 60 e 73% para a vacina AstraZeneca.

Entre os maiores de 80 anos, os dados sugerem que uma única dose de qualquer das vacinas é mais de 80% eficaz na prevenção da hospitalização, cerca de três a quatro semanas após a vacina, e que a vacina Pfizer consegue reduzir o número de mortes em 83%.

Para os maiores de 70 anos de idade, também existem sinais de que qualquer uma das duas vacinas está a reduzir infeções sintomáticas cerca de três semanas após a primeira dose, reforçando outros estudos de que as vacinas estão a funcionar e são altamente eficazes na proteção contra doença grave, hospitalização e morte.

Na semana passada, a Public Health England já tinha publicado um estudo apenas sobre a vacina Pfizer, que conseguiu reduzir as hospitalização e mortes em mais de 75% após a primeira dose, indicando que as vacinas já estão a ter impacto.

“A queda na taxa de hospitalizações está a ser mais rápida [nos grupos de pessoas mais velhas e vulneráveis] do que nos jovens, que ainda não receberam vacinas. Isto é um sinal de que a vacina está a resultar. É muito encorajador”, afirmou o ministro da Saúde, Matt Hancock, numa conferência de imprensa.

Até agora, 20.275.451 pessoas receberam a primeira dose de uma vacina contra o novo coronavírus no Reino Unido, das quais 815.816 receberam uma segunda dose, a qual é administrada com um intervalo de até 12 semanas.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Parques solares flutuantes podem arrefecer lagos ameaçados pelas alterações climáticas

Parques solares flutuantes, cuidadosamente projetados, podem arrefecer lagos ameaçados pelas alterações climáticas. As simulações feitas por cientistas mostraram resultados promissores. A energia solar é agora a fonte de eletricidade mais barata da história, de acordo com …

Identificado suspeito de tiroteio em armazém da FedEx nos Estados Unidos

Esta sexta-feira, as autoridades norte-americanas anunciaram ter identificado o suspeito do tiroteio que resultou na morte de oito pessoas num armazém da FedEx, em Indianápolis, nos Estados Unidos. De acordo com o Expresso, trata-se de um …

António Gameiro, suspeito na Operação Triângulo, retira candidatura à Câmara de Ourém

O deputado António Gameiro, um dos suspeitos na "Operação Triângulo", anunciou que vai retirar a sua candidatura à Câmara de Ourém. O deputado do PS António Gameiro retirou a sua candidatura à Câmara de Ourém, demitiu-se …

Task force muda regras. Vai ser mais difícil saber qual a vacina que será administrada

Vai ser mais difícil para as pessoas acima dos 60 anos saber com antecedência qual será a vacina que vão receber (AstraZeneca, Pfizer e Moderna). Todas as semanas, as três vacinas passam a "rodar de …

O segredo dos bigodes dos animais tem a forma de um S (e reside na forma como dobram)

Há muitos mamíferos que têm bigodes para sentirem o ambiente à sua volta, semelhante à sensação do tato. No entanto, os meios pelos quais os bigodes comunicam essa sensação de toque ao cérebro ainda permaneciam …

O trabalho de um aluno de Física chamou a atenção dos investigadores quânticos da Amazon

Os cientistas têm várias preocupações relacionadas com o potencial dos computadores quânticos e o progresso neste campo tem sido muito lento. Recentemente, um dos obstáculos pode ter sido reduzido por um estudante de Física da …

Famosa rajada rápida de rádio bateu recorde (e revelou magnetosfera "dançante" em estrela de neutrões)

Duas equipas internacionais de astrónomos publicaram dois artigos científicos com novas informações sobre a famosa rajada rápida de rádio FRB20180916B. No estudo publicado na Astrophysical Journal Letters, os cientistas mediram a radiação das explosões nas frequências …

Farense 0-1 Sporting | Beto e Adán gigantes em noite de recorde leonino

O Sporting sofreu bastante para levar os três pontos na visita ao Farense. O líder do campeonato marcou um golo, por Pedro Gonçalves, dominou durante a primeira parte, mas na segunda deixou os algarvios criarem …

Uma simples mudança está a evitar a morte de um macaco em vias de extinção

Cientistas conseguiram dar uma tábua de salvação a uma espécie de macaco em risco de extinção, cujos espécimes são frequentemente atropelados por automóveis nas estradas de um parque nacional em Zanzibar. De acordo com a Lista …

Antigo rito sagrado "entre irmãos" pode ter sido, na verdade, o casamento homossexual

A adelfopoiese era uma cerimónia praticada historicamente na tradição cristã para unir duas pessoas do mesmo sexo - normalmente homens - num relacionamento reconhecido pela igreja, análogo ao irmão. Segundo documentos históricos, com 20 anos, Simeão …