Encontrados dois mil fragmentos de plástico em vila da Idade do Ferro

Keith Ruffles / Wikimedia

Castell Henllys, no norte de Pembrokeshire, no País de Gales

Um novo estudo mostra que o plástico está a deixar a sua marca não só no mundo moderno, mas também em locais históricos e com milhares de anos.

De acordo com a cadeia televisiva CNN, Castell Henllys, uma vila da Idade do Ferro localizada no norte de Pembrokeshire, no País de Gales, é um desses exemplos.

O sítio arqueológico inclui quatro casas circulares, com telhados cónicos feitos de madeira e palha. Com base nas escavações no local, estas foram reconstruidas com elementos das estruturas originais e com os mesmos materiais que os habitantes usaram naquela época.

Depois de quase 30 anos a serem visitadas por inúmeros turistas e alunos, estas casas deram uma oportunidade única aos investigadores. O que começou como um estudo para entender como os materiais de construção se degradam com o tempo, transformou-se em algo muito maior, quando a equipa descobriu uma enorme quantidade de plástico: dois mil pedaços, para sermos mais exatos.

Embora seja bem cuidado e limpo, pequenos restos de plástico da atividade dos visitantes conseguiram esconder-se debaixo dos bancos em cantos escuros destas casas. As crianças, por exemplo, costumam almoçar numa das estruturas.

Entre os fragmentos de plástico estavam, entre outros, tampas de garrafas, palhinhas, as embalagens dessas mesmas palhinhas, sacos de plástico e embalagens plásticas para guardar alimentos.

“Se as crianças tivessem recebido os seus lanches sem todas as embalagem de plástico, teria feito uma enorme diferença. O nosso conformismo pode causar danos ambientais”, disse à CNN Harold Mytum, professor da Universidade de Liverpool e o autor principal do estudo publicado, esta quinta-feira, na revista científica Antiquity.

Estas descobertas reforçam a teoria defendida pelos investigadores de que o Antropoceno, a nossa era geológica atual, vai ficar conhecida como a “Era do Plástico”.

Mytum está a trabalhar com a equipa de Castell Henllys para aumentar a consciência ambiental dos futuros visitantes, usando os elementos que recolheram durante as escavações para criar uma campanha educacional.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Dever de neutralidade". Portugal não assinou carta contra a Hungria pelos direitos LGBTI

O Governo de António Costa está a ser duramente criticado por ter recusado subscrever uma carta assinada por 13 Estados-membros da União Europeia (UE) contra a Hungria, na defesa dos direitos LGBTI neste país. O …

Jogos de futebol emocionantes podem (literalmente) parar o coração

Um equipa de investigadores descobriu que um jogo de futebol emocionante, que deixa as pessoas stressadas ou zangadas, pode provocar um ataque cardíaco. Em 2014, a Alemanha venceu a Argentina na final do Campeonato Mundial de …

PSD aprovou lei que mantém libertação de presos

Num texto conjunto com o PS, no ano passado, o PSD propôs que a vigência do regime de perdão de penas no âmbito da covid-19 terminasse "na data a fixar em lei própria". O líder do …

Exoneração de encarregado da Câmara de Lisboa congelada. Falta divulgar relatório da auditoria

A exoneração do encarregado de proteção de dados, na sequência do envio de dados de manifestantes para várias embaixadas estrangeiras, só se irá materializar caso Fernando Medina garanta a aprovação em Reunião de Câmara. O Expresso …

Antecipada vacinação de idosos e funcionários de lares por vacinar

Os idosos e funcionários dos lares que estiveram infetados há mais de três meses vão ser vacinados contra a covid-19, antecipando para metade o prazo previsto para receberem a vacina, anunciou a task force da …

Não são só os humanos. As temíveis baleias assassinas também têm amigos íntimos

As baleias assassinas têm uma vida social muito parecida com a dos humanos. A observação de 22 animais durante 10 dias mostrou que estes contam com uma complexa teia de relacionamentos, incluindo amizades íntimas. As baleias …

Estudo revela que a Terra sofreu uma inclinação de 12 graus há 84 milhões de anos

Um novo estudo revelou que, há cerca de 84 milhões de anos, a Terra sofreu uma inclinação de 12 graus, contrariando a teoria de que o eixo de rotação do planeta tem sido estável nos …

Famosa teoria de Stephen Hawking sobre buracos negros confirmada

Usando ondulações no espaço-tempo causadas pela fusão de dois buracos negros distantes, uma equipa de cientistas conseguiu provar uma das teorias mais famosas de Stephen Hawking. A teoria da área do buraco negro, que Stephen Hawking …

Mayflower 2.0: um navio autónomo pilotado por IA está a refazer a viagem do original

Quatro séculos e uma pandemia depois de o Mayflower original ter zarpado do porto de Southampton, numa jornada histórica para a América, outro veículo pioneiro com o mesmo nome partiu para refazer a mesma viagem. O …

Halterofilista neozelandesa será a primeira atleta transgénero a competir nos Jogos Olímpicos

A neozelandesa Laurel Hubbard, de 43 anos, classificou-se para os Jogos Olímpicos de Tóquio na categoria acima de 87kg feminina (super pesadas) do levantamento de peso, tornando-se a primeira atleta transgénero a participar na competição. "Estou …