Formato da liga espanhola pode mudar (muito)

Federação vai propor alterações profundas no principal campeonato espanhol. Há semelhanças com a futura Liga dos Campeões mas La Liga rejeita qualquer mudança: “Tem sido um êxito”.

O principal campeonato espanhol de futebol pode ficar muito diferente do que conhecemos e dos restantes campeonatos europeus. A Real Federação Espanhola de Futebol vai propôr alterações profundas à La Liga.

A revelação foi dada nesta quarta-feira por Luis Rubiales, presidente da federação, num evento da Europa Press: “Javier Tebas (presidente da Liga) e eu não pensamos igual, há que haver respeito. Mas nos próximos dias vou convidá-lo para mudar o formato da La Liga. Já alterámos o formato de muitas competições. Estamos em condições de apresentar um formato diferente, mais atrativo, com menos jogos e mais jornadas livres no calendário. Sedes neutras, menos jornadas… e claro que se pode estudar jogar no estrangeiro”.

Não há um documento oficial, pelo menos que tenha sido publicado, sobre a eventual nova La Liga, mas o jornal Marca já deixou na noite passada algumas pistas sobre o que a federação quer alterar, com o objetivo de aumentar o interesse pela competição e ganhar mais receitas.

Há semelhanças com a nova Liga dos Campeões, que a partir de 2024 vai deixar de ter oito grupos e passará a ser composta apenas por um grupo alargado, uma liga de 36 equipas – mas na qual cada equipa só vai jogar 10 vezes, com cinco partidas em casa e cinco fora.

A ideia de Rubiales será, não aumentar o número de equipas como vai acontecer na Liga dos Campeões (de 32 para 36) mas sim diminuir o número de equipas participantes na primeira divisão, para tornar o calendário menos apertado.

Acabaria o formato habitual de “todos contra todos” e seria também deixado de lado o sistema de duas voltas, em que cada equipa defronta o mesmo adversário duas vezes por época. Haveria uma espécie de campeonato “irregular”, sem 38 jornadas, sem calendário simétrico de ida e volta, e com uma fase final que seria disputada num campo neutro. Assim ficaria reforçada a possibilidade de serem disputados mais “jogos grandes” por temporada.

Também seriam alterados os critérios para desempatar equipas na classificação final, o formato de descida de divisão e o método de decidir quem vai jogar nas competições europeias na época seguinte.

A Real Federação Espanhola de Futebol, desde que é liderada por Luis Rubiales, já alterou os calendários de diversas competições: Supertaça (que agora envolve quatro equipas, em vez de duas), Segunda Divisão B, Taça do Rei, e o futebol feminino.

A ideia da Superliga Europeia também pode ter inspirado o presidente da federação, que quer igualmente tornar a competição mais interessante, com mais audiências.

A La Liga já reagiu, em comunicado: “Não vamos mudar o formato de qualquer competição. Tudo tem sido um êxito”.

Nuno Teixeira, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Desempregados inscritos no IEFP caem 10% em agosto

O número de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) voltou a cair, pelo quinto mês consecutivo. Agosto fechou com 368.404 desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego De acordo com os dados …

Agora que a catedral de Notre-Dame está estabilizada, pode dar-se início à reconstrução

Dois anos e meio após o incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, o edifício encontra-se seguro para iniciar o processo de reconstrução, que se espera estar concluído em 2024. Os trabalhos de segurança e consolidação …

Agente de viagens burlou Cristiano Ronaldo em 200 mil euros

Cristiano Ronaldo foi burlado, ao longo de mais de três anos, pela funcionária de uma agência de viagens a quem confiou os seus cartões de crédito e códigos. Jorge Mendes, Gestifute, Nani e Manuel Fernandes …

França diz-se "enganada" pela Austrália após suspensão de contrato de submarinos

Na semana passada, Estados Unidos, Austrália e Reino Unido anunciaram um acordo de defesa que inclui o desenvolvimento de submarinos nucleares na Austrália. O embaixador francês na Austrália, Jean-Pierre Thebault, disse esta segunda-feira que a França …

Sete mortos e 306 infetados nas últimas 24 horas

Portugal registou, esta segunda-feira, 306 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Rússia Unida anuncia vitória nas legislativas

O partido do Kremlin, Rússia Unida, reivindicou no domingo a vitória nas eleições legislativas russas, mas a sua maioria constitucional na Duma, a câmara baixa do parlamento, está ainda por apurar, após a contagem de …

Cientistas estão a dar vida ao holodeck, um holograma que você pode tocar

Os cientistas estão cada vez mais perto de tornar o holodeck uma realidade. Investigadores estão a criar um holograma que você pode tocar. A série Star Trek: The Next Generation apresentou a milhões de pessoas a …

A partir de novembro, EUA passam a permitir entrada de estrangeiros totalmente vacinados

A partir do início de novembro, os Estados Unidos passam a permitir a entrada de viajantes da União Europeia (UE) e do Reino Unido, desde que estejam totalmente vacinados. Os Estados Unidos vão reduzir as restrições …

Talibãs mandam funcionárias do governo de Cabul ficar em casa

As funcionárias do governo de Cabul devem ficar em casa. A única exceção aplica-se às trabalhadoras cujos cargos não podem ser desempenhados por homens. Só as mulheres "que não podem ser substituídas por homens" podem regressar …

"Tatatatatatata." A bazuca de Costa é, afinal, uma "metralhadora" que dispara de rajada

Rui Rio considera que António Costa devia chamar a bazuca de metralhadora, porque o primeiro-ministro "dispara de rajada" promessas. "HK21 tem fita, carrega-se, e aquilo dispara tatatatatatata." O presidente do PSD, Rui Rio, ironizou esta segunda-feira …