Forças de segurança acusadas do assassinato do ex-presidente do Egito por não lhe prestarem assistência

Hamada Elrasam / VOA / Wikimedia

Apoiantes do ex-presidente do Egito, Mohamed Morsi

As forças de segurança egípcias foram acusadas de assassinato do ex-presidente egípcio Mohamed Morsi, ao não ter aplicado técnicas de primeiros socorros em tempo útil de salvar a vida do diplomata, que colapsou em tribunal.

Segundo a família e amigos de Morsi, os guardas prisionais presentes no tribunal deixaram o diplomata alegadamente “caído no chão” durante mais de 20 minutos, sem lhe aplicar quaisquer manobras de reanimação. Morsi colapsou após lhe ter sido dada a palavra em tribunal, durante uma audiência sobre acusações de colaboração com forças estrangeiras e grupos militantes.

O gabinete de procuradoria-geral egípcio negou as alegações, dizendo que Morsi foi “imediatamente transportado para o hospital”, onde mais tarde foi declarado morto. Estima-se que Morsi tenha sofrido um ataque cardíaco.

O ex-presidente foi enterrado na cidade de Nasr, contra o desejo da família que pediu que o enterro fosse feito na sua província natal de Sharqiya. Os familiares não tiveram acesso aos resultados da autópsia. A ONU e vários outros grupos defensores dos direitos humanos já encomendaram uma investigação independente às condições da detenção e da morte do líder islâmico.

Abdullah al-Haddad, cujo pai e irmão estiveram presentes na audiência, relatou ao The Independent o que as vítimas viram. “Foi deixado caído no chão até os guardas o levarem. Passados 30 minutos chegou uma ambulância. Os outros detidos foram os primeiros a aperceber-se do seu colapso, e começaram a gritar. Alguns deles, médicos, pediram aos guardas para lhe dar primeiros socorros”, conta al-Haddad.

Ao início, foi propositadamente negligenciado. A primeira coisa que os guardas fizeram depois dos gritos dos detidos foi pedir a evacuação dos membros da família da sala de audiência”, acrescenta. As famílias presentes em tribunal contam a mesma versão da história: Morsi foi deixado durante mais de 20 minutos colapsado no chão até a polícia o ter finalmente levado para o hospital, após os expulsar da sala.

O Serviço de Informação do Estado Egípcio lançou um comunicado em que nega o mau tratamento de Morsi enquanto este se encontrava preso, e que sempre que necessário lhe foi concedido auxílio médico. A agência acusou os grupos de direitos humanos de “difundir mentiras” relativas a Morsi.

O Observatório dos Direitos Humanos considerou a morte “terrível, mas previsível” e revelou que vários familiares de Morsi reportaram que este era forçado a dormir no chão da sua cela da prisão de Tora, onde passava 23 horas por dia sozinho, e que sofria de comas diabéticos por falta de cuidado médico. Houve um relatório britânico que advertia para a morte prematura de Mori caso não lhe fosse proporcionado cuidado médico imediato.

Morsi foi eleito presidente de forma democrática em 2012. Após vários protestos populares, o diplomata foi afastado do poder e preso, em julho de 2013, tendo desaparecido durante os cinco meses seguintes. Durante esse período, as forças armadas mataram centenas de pessoas e prenderam milhares de apoiantes do governo de Morsi.

Apenas em novembro de 2013 o diplomata voltou a dar a cara, tendo sido acusado de fuga da prisão, espionagem e incitação à violência.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nicolas Bourbaki foi o maior matemático de sempre (mas nunca existiu)

Considerado como um dos maiores matemáticos de sempre, Nicolas Bourbaki não passava de um pseudónimo adotado por um grupo de grandes matemáticos, que revolucionou a matemática como a conhecemos. Nicolas Bourbaki está entre os maiores matemáticos …

No aquário do Tennessee, é uma enguia que acende as luzes da árvore de Natal

A enguia Miguel Wattson é a responsável pelo espírito natalício que se vive no Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos. O Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos, encontrou uma forma inusitada de celebrar esta época festiva: …

Há 34 anos, Diana dançou com Travolta. Agora, o seu vestido foi vendido por 261 mil euros

O vestido que a Princesa Diana usou para jantar na Casa Branca, em 1985, foi vendido por mais de 261 mil euros. O vestido azul que a Princesa Diana usou num jantar na Casa Branca, em …

Doentes crónicos com baixo nível de literacia em saúde recorrem mais às urgências

Os doentes crónicos e com um nível de literacia em saúde mais baixo utilizam mais vezes os serviços de urgência hospitalares e dos centros de saúde, bem como as consultas de medicina geral e familiar, …

Ártico viveu em 2019 o segundo ano mais quente em 119 anos

O Ártico viveu em 2019 o seu segundo ano mais quente desde 1900, de acordo com um relatório publicado na terça-feira, aumentando receios de degelo e aumento do nível da água. O Polo Norte está a …

Jardineiro encontra por acaso a obra mais procurada de Gustav Klimt. Estava no galeria onde foi roubada

Um funcionário da galeria de arte Ricci Oddi, na cidade italiana de Piacenza, encontrou por acaso a obra mais procurado do pintor austríaco Gustav Klimt. Estava na própria galeria, onde a obra terá sido roubada …

YouTube reforça políticas contra assédio online

O YouTube anunciou, esta quarta-feira, um conjunto de alterações às políticas que visam combater o assédio que existe na plataforma. O YouTube anunciou esta quarta-feira o reforço das suas políticas contra o assédio online, que preveem …

Deus bebé indiano vence caso em tribunal e reinvindica território sagrado

O Supremo Tribunal Indiano declarou Ram Lalla Virajman, um deus bebé, como o legítimo proprietário de Ayodhya, uma terra no norte da Índia considerada sagrada por muçulmanos e hindus. O tribunal decidiu que o Governo …

China usa comités partidários para manipular empresas estrangeiras

Em outubro, quando a Liga Norte-Americana de Basquetebol (NBA) tentou voltar atrás no apoio aos protestos em Hong Kong, foi criticada por se submeter ao regime autoritário da China. Mas são cada vez mais as …

Ângelo Rodrigues, Flamengo e Tinder. Os temas mais procurados pelos portugueses no Google

Ângelo Rodrigues, Flamengo, como saber onde votar, como funciona o Tinder e "Game of Thrones" estão entre os tópicos que os utilizadores portugueses do Google mais pesquisaram ao longo de 2019. Os dados são divulgados …