As fezes dos peixes predadores podem ajudar a preservar os recifes de coral

Uma equipa de investigadores descobriu que as fezes de peixes predadores são uma importante fonte ambiental de algas dinoflageladas simbióticas nos recifes de coral.

A descoberta é uma reviravolta inesperada na simbiose do recife de coral, diz Adrienne Correa, bióloga marinha da Rice University.

Isto porque, segundo a especialista, os predadores de corais são normalmente vistos a morder e a enfraquecer as estruturas do recife, gerando esconderijos para outros organismos.

A pesquisa ocorreu durante uma expedição à estação de Pesquisa Ecológica de Longo Prazo do Recife de Coral de Mo’orea, na Polinésia Francesa, onde a equipa acompanhou peixes que comeram diferentes quantidades de corais e algas.

Os investigadores perceberam onde e quais os alimentos que os peixes comiam, e com que frequência defecavam. Carsten Grupstra, autor do estudo, recolheu amostras de fezes de predador para examinar no laboratório.

O cientista conta que deixou “algumas amostras no parapeito da janela por algumas semanas em Mo’orea. Mais tarde, quando comecei a olhar para eles (ao microscópio), encontrei toneladas de simbiontes. Muitos deles estavam a andar e outros estavam a dividir-se”.

O grande número de simbiontes vivos foi inesperado e potencialmente importante no quadro mais amplo da ecologia do recife, refere Correa. Embora os simbiontes tenham sido vistos anteriormente em fezes de um número limitado de predadores de corais, não estava claro quantos deles estavam vivos e se eram potencialmente úteis para os corais.

Contudo, a equipa encontrou altas concentrações de simbiontes vivos nas fezes de um grupo diversificado de predadores de corais, diz o Futurity.

A equipa sugere que duas espécies na estação de pesquisa Mo’orea – Chaetodon ornatissimus e Chaetodon reticulatus – espalham, cada uma, cerca de 100 milhões de simbiontes vivos por dia numa área de recife com aproximadamente o tamanho de seis lugares de estacionamento, o que é bastante benéfico para os corais.

Assim sendo, os cientistas planearam várias experiências em corais jovens e adultos stressados ​​para determinar o quão rápido estes absorvem simbiontes provenientes das fezes.

Uma melhor compreensão da absorção dos simbiontes pode levar à concretização de novos métodos para ajudar os recifes a recuperarem do “branqueamento” induzido pelo stresse.

O branqueamento ocorre quando os corais stressados ​​expelem os seus simbiontes em massa, frequentemente deixando os corais incolores, como o nome indica. Situações de branqueamento são cada vez mais comuns devido às mudanças climáticas.

Enquanto alguns corais nunca se recuperam do branqueamento, outros conseguem recuperar-se, o que levanta a questão de como os corais branqueados repovoam as suas comunidades simbiontes.

Agora, a equipa está a conduzir novas pesquisas para descobrir se o contacto com fezes de predadores de corais pode melhorar as taxas de recuperação do branqueamento e a saúde dos corais a longo prazo.

O estudo foi publicado na Animal Microbiome no dia 22 de março.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica 1-2 Gil Vicente | Galo canta e silencia águia na Luz

STOP. O Gil Vicente visitou na tarde deste sábado o Benfica e saiu do palco da Luz com os três pontos na bagagem e a “cantar de galo”, ao vencer por 2-1, num duelo relativo …

"Longa vida à monarquia." Realeza britânica tende a viver mais três décadas do que a população geral

As diferenças na longevidade de alguns membros da família real em comparação com a população em geral são extremamente grandes, mas não incomuns. O príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II e o consorte mais antigo …

Abominável (e falso) Homem das Neves. Líder russo usou Yeti para atrair turistas para a Sibéria

Um dos líderes regionais mais antigos de Vladimir Putin confessou ter encenado avistamentos falsos de Yetis numa tentativa de encorajar o turismo na Sibéria. Aman Tuleev, um dos líderes regionais de longa data do Presidente russo …

Irão já está a enriquecer urânio a 60%

O Irão avisou e já está a cumprir. Menos de uma semana depois de ter acusado Israel de um ataque contra a sua principal central nuclear, o país diz estar a enriquecer urânio com uma …

Salvini vai a julgamento em Itália por bloqueio de migrantes em navio

Matteo Salvini, líder do partido de extrema-direita italiano Liga, vai ser julgado por acusações de sequestro pela sua decisão de impedir o desembarque de 147 migrantes resgatados no Mediterrâneo pela Open Arms, em agosto de …

Maldivas ponderam oferecer vacinas aos turistas

As Maldivas estão a ponderar dar aos turistas a vacina contra covid-19 quando chegarem para férias, de modo a incentivar o turismo. As Maldivas estão prontas para enfrentar a concorrência acessa assim que o turismo reabrir …

SOS Racismo diz que SEF atentava contra direitos dos imigrantes e aplaude extinção

O Governo decidiu extinguir o SEF e substituí-lo pelo novo Serviço de Estrangeiros e Asilo, com diferentes moldes de funcionamento. A associação SOS Racismo congratulou-se este sábado com a extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras …

Vem aí a Transporter, a van elétrica (e totalmente autónoma) para serviços de entregas

A Mobileye, uma subsidiária da Intel, fechou uma parceria com a startup Udelv para lançar um serviço de entregas em grande escala e com veículos totalmente autónomos já em 2023. A Mobileye, uma subsidiária da Intel …

Ensino à distância roubou a muitos universitários a licenciatura de que estavam à espera

A pandemia de covid-19 obrigou o ensino superior a reinventar-se e se alguns cursos conseguiram adotar o modelo online sem prejuízos, noutros casos o ensino a distância impediu aulas práticas, roubando aos estudantes a licenciatura …

Fernando Medina de pedra e cal em Lisboa. Carlos Moedas não ameaça socialista

Numa sondagem feita pela Intercampus para o jornal Novo, a coligação PSD-CDS surge mais de 20 pontos percentuais abaixo do provável recandidato socialista.  Fernando Medina poderá reforçar em cinco pontos percentuais a votação que teve em …