/

Fernando Pimenta bronze em K1 500. Teresa Portela e Joana Vasconcelos campeãs da Europa em K2 200

1

Fernando Pimenta / Facebook

O canoísta Fernando Pimenta

O canoísta português terminou, este domingo, em terceiro lugar na final de K1 500 metros do campeonato da Europa. Teresa Portela e Joana Vasconcelos conquistaram o título europeu em K2 200 metros, em Belgrado.

Fernando Pimenta cumpriu a distância em 1.37,393 minutos, a 0,995 segundos do vencedor, o checo Josef Dostal, e a 0,060 do ucraniano Oleh Kukharyk, terceiro.

Entretanto, o canoísta português também conquistou a medalha de prata em K1 5.000 metros, repetindo o resultado de 2017, ano em que conquistou o título mundial na distância.

O canoísta natural de Ponte de Lima concluiu a prova em 20.38,790 minutos, mais 10,830 segundos do que o alemão Max Hoff, que revalidou o título conquistado em Plovdiv, na Bulgária.

O atleta do Benfica soma 16 medalhas em Europeus – cinco de ouro, cinco de prata e seis de bronze -, depois de, na edição de 2018, se ter sagrado tricampeão em K1 1.000 metros, vice em K1 5.000 e terceiro em K1 500.

Também durante a manhã, Teresa Portela e Joana Vasconcelos conquistaram o título europeu em K2 200 metros, ao terminarem a final em 37,055 segundos.

As atletas portuguesas impuseram-se às russas Natalia Podalskaya e Vera Sobetova, segundas classificadas por 28 milésimos de segundo, e às polacas Dominika Wlodarczyk e Katarzyna Kolodziejczyk, terceiras a 0,092 segundos.

Antes, a dupla portuguesa já tinha terminado em sétimo a final de K2 500 metros, em 1.41,247, a 1,990 segundos da dupla francesa constituída por Manon Hostens e Sarah Guyot, que venceram a regata.

Em K4 500 metros, João Ribeiro, Messias Baptista, Emanuel Silva, David Varela não foram além do nono e último lugar na final, em 01.22,396 minutos, a 3,837 segundos da seleção espanhola, que se sagrou campeã europeia.

Hélder Silva foi sétimo na final B de C1 500 metros, em 01.58,350 minutos, e vai ainda disputar a final A de C1 200.

Ainda hoje, também Marco Apura vai disputar a final de C1 5.000 metros, enquanto Francisca Laia e Hugo Rocha vão disputar as finais B em K1 200.

A seleção lusa tem como ponto alto da época os Mundiais, que vão decorrer pela primeira vez em Portugal, de 22 a 26 de agosto, em Montemor-o-Velho.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Atualização (16h07):
Notícia atualizada com a medalha de prata de Fernando Pimenta em K1 5000.

  ZAP // Lusa

1 Comment

  1. Parabéns a todos os atletas que, seguramente, deram o seu melhor, mas, sobretudo, parabéns aos medalhados… e ao clube a que pertencem, o qual, com o seu projeto olímpico, com a estratégia que tem vindo a pôr em prática e com a visão de futuro por parte dos seus dirigentes, vai semeando boa semente, em várias modalidades, apesar de quase só se falar desse clube por más razões. Esta é uma excelente maneira de mostrar a toda a gente, particularmente os detractores (se é que eles vêem ou têm capacidade para ver), que aquilo que dizem é infundado e que mais valia que tentassem adoptar estratégia semelhante, para bem do desporto nacional.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.