Ferimentos diurnos cicatrizam mais rápido do que os noturnos

Segundo uma pesquisa recente, ferimentos causados durante o dia cicatrizam mais rápido do que aqueles que foram causados durante a noite. Esta conclusão é explicada pela influência do nosso relógio biológico sobre as células humanas.

Tendemos a encarar a noite como um tempo reservado à função restauradora: dormir é um momento de silêncio vital que recarrega os nossos corpos. No entanto, o mesmo não se verifica quando se trata de cicatrização de feridas. Segundo um estudo recente, os nossos corpos curam-se mais rápido se a lesão tiver sido feita durante o dia, devido à forma como os ritmos circadianos controlam o funcionamento das nossas células.

Até agora, os cientistas pensavam que os ritmos circadianos eram controlados apenas pelo “relógio principal” do hipotálamo. Agora, a equipa considera que o tempo biológico se estende por todas as células do nosso corpo.

A forma como este processo se desenrola ainda está sob investigação, no entanto não há como negar que estes mecanismos podem ter repercussões poderosas – como, por exemplo, reparar o tecido danificado a um ritmo drasticamente diferente, dependendo da hora do dia em que nos magoamos.

A equipa de investigadores da Universidade de Cambridge examinou a forma como as células da pele, chamadas fibroblastos, respondem de forma diferente dependendo da hora do dia.

Quando nos magoamos, os fibroblastos migram para a área afetada e produzem proteínas restauradoras, como o colagénio, que ajuda a reconstruir o tecido danificado. Mas estes que são considerados os primeiros socorristas dependem da proteína actina para fazer o seu trabalho.

Isto significa que quando não há actina suficiente, o trabalho dos fibroblastos fica comprometido. Curiosamente, é o ciclo circadiano que determina os níveis de actina, ou seja, as células da pele são escravas do ciclo dia-noite.

Para verificar todo o processo, os cientistas examinaram culturas de fibroblastos cultivadas em placas de petri. Quando as culturas foram arranhadas em momentos diferentes, as feridas sofridas em condições simuladas de noite curaram mais lentamente do que aquelas causadas durante o dia, devido a diferentes velocidades de resposta dos fibroblastos.

“Verificamos uma diferença de duas vezes na velocidade de cicatrização de feridas entre o dia e a noite do relógio corporal”, explicou o autor e biólogo molecular John O’Neill, que apontou ainda que estas respostas podem ser manipuladas. O estudo foi publicado recentemente na Science Translational Medicine.

Técnicas para “enganar” as células podem ter um efeito potencialmente enorme nos tratamentos médicos, segundo os investigadores, possibilitando aos cirurgiões adaptar as operações a momentos em que os pacientes podem reagir melhor.

Estes resultados foram também observados em cobaias, mas o curioso é que esta pesquisa sugere também que a mesma coisa pode acontecer também nos humanos.

Queimaduras feitas à noite (entre as 20h e as 8h) levaram, em média, cerca de 60% mais tempo para curar do que os mesmos tipos de lesões sofridas durante o dia: 28 dias para queimaduras noturnas, em comparação com apenas 17 dias para queimaduras recebidas diurnas..

A razão pela qual as nossas feridas cicatrizam mais rápido se tiverem acontecido durante o dia é ainda um mistério. No entanto, os cientistas especulam que a razão pode estar na adaptação evolucionária: curamo-nos mais rápido durante o dia porque é quando estamos mais propensos a ser ativos.

PARTILHAR

RESPONDER

Demissão em bloco dos chefes de equipa de urgência do hospital D. Estefânia

Os chefes de equipa de urgência do hospital D. Estefânia, em Lisboa, consideram que houve "quebra do compromisso" feito pela instituição de contratar mais médicos. O anúncio, feito esta quarta-feira, refere que os médicos consideram que …

Lidl aumenta salário mínimo para 670 euros

O Lidl decidiu aumentar “para 670 euros o valor do ordenado de entrada” no primeiro ano na empresa, acima do salário mínimo nacional, que é de 600 euros. O Lidl Portugal anunciou esta terça-feira que …

Sindicato dos estivadores prolonga greve até 2019

O Sindicato Nacional dos Estivadores e Atividade Logística (SEAL) vai avançar com o pré-aviso para que a greve às horas extraordinárias dos estivadores do Porto de Setúbal continue em 2019 por tempo indeterminado. A greve às …

Time elege Khashoggi e outros jornalistas "guardiões da verdade" como personalidades do ano

O jornalista saudita Jamal Khashoggi, assassinado a 2 de outubro deste ano no consulado da Arábia Saudita em Istambul, é uma das personalidades do ano eleitas pela revista norte-americana Time. O colunista do Washington Post, voz …

Função Pública: Nova modalidade pré-reforma propõe 25% a 100% do salário-base

O Governo quer avançar com uma nova modalidade de pré-reforma na Função Pública, permitindo assim que os funcionários com 55 anos ou mais possam deixar de trabalhar, mantendo parte do salário. O Governo quer avançar com …

Trump ameaça paralisar Governo caso não consiga fundos para o muro. Norte-americanos preferem que desista

O Presidente norte-americano, Donald Trump, ameaçou nesta terça-feira paralisar o próprio Governo caso não consiga fundos suficiente para a construção do muro na fronteira com o México, iniciativa contestada pelos democratas.  “Se não conseguir o que …

"Coletes Amarelos" chegam a Portugal a 21 de dezembro e querem parar o país

O evento, marcado para o dia 21 de dezembro e inspirado nos "Coletes Amarelos" franceses, ganha cada vez mais dimensão nas redes sociais: mais de 13 mil pessoas confirmaram presença. Depois de França, é a vez …

Ministério Público abre inquérito às incongruências no currículo de candidata à JS

O Ministério Público de Lisboa abriu um inquérito ao casos dos erros e incongruências no currículo de Maria Begonha, candidata à liderança da Juventude Socialista. O Ministério Público abriu um inquérito ao caso dos erros e …

"Agora, só falo de anos aos 100". Ninguém sabe como Marcelo vai celebrar os 70

Marcelo Rebelo de Sousa cumpre hoje 70 anos de vida e, como não é nada habitual, não tem agenda oficial, deixando de lado os compromissos como Presidente da República, e até recusou dar entrevistas, afastando-se …

Atentado em Estrasburgo faz três mortos. Atirador ainda em fuga

A França está em estado de "Alerta Atentado", depois do tiroteio em Estrasburgo. O atirador que matou 3 pessoas estava sinalizado por radicalização e continua em fuga. O movimento "Coletes Amarelos" lança no ar uma …