FC Porto 4-3 Tondela | Enxurrada de golos assusta “dragão”

Sofrido. O FC Porto dominou amplamente o jogo com o Tondela, marcou quatro golos, mas permitiu três, nos poucos lances ofensivos desenhados pelos beirões. E no último lance do desafio poderia mesmo ter consentido o empate, não fosse a barra ajudar o desamparado Marchesín.

Um jogo estranho que acaba com superioridade estatística evidente dos “dragões”, uma vantagem mínima e muitos golos, e com Otávio, mais uma vez, a ser a grande figura da equipa de Sérgio Conceição, que assim se aproximaram do Sporting na classificação.

 

O jogo explicado em números

  • Sérgio Conceição não quis facilitar e escalou uma equipa bem ofensiva para este jogo, num 4-4-2 com Mehdi Taremi e Moussa Marega como homens mais adiantados, com Otávio na direita e Luis Díaz na esquerda. Isto numa equipa que, em relação à que venceu o Santa Clara nos Açores, não apresentou Marko Grujić e Jesús Corona, mas apostou em Uribe e no ponta-de-lança iraniano.
  • E não demorou muito até surgir o primeiro golo. Transição muito rápida conduzida por Taremi na direita, bola para Otávio no meio e o brasileiro, depois de trabalhar bem, deixou para Zaidu e este atirou a contar para o 1-0, decorrido apenas quatro minutos de jogo. E logo a seguir, Marega perdeu de forma incrível o 2-0.
  • Domínio avassalador do “dragão” no primeiro quarto-de-hora, algo que se esperava tendo em conta as fragilidades que o Tondela tem apresentado neste campeonato. Nesta fase, os campeões nacionais registavam 77% de posse de bola e os únicos três remates do jogo, um enquadrado, o do golo, e importantes 91% de eficácia no passe.
  • Contudo, no primeiro ataque dos beirões, surgiu o empate. O Porto estava com todas as linhas bem adiantadas no terreno quando o Tondela recuperou a bola. Rafael Barbosa, com boa visão de jogo, lançou Mario González e este, isolado perante Marchesín, atirou a contar, no primeiro remate forasteiro.
  • A meia-hora trouxe números que expressavam uma ainda maior acutilância portista no ataque. Além dos 78% de posse de bola, os homens da casa registavam cinco remates, três deles enquadrados, contra dois disparos apenas dos visitantes. Contudo, ao terceiro, batido ao minuto 33, o Tondela fez o 2-1. Cruzamento da esquerda de Enzo Martínez chegou aos pés de Rafael Barbosa ao segundo poste e Marchesín não conseguiu travar o disparo deste, já de ângulo apertado.
  • Mas a resposta não demorou e, aos 36 minutos, Marega aproveitou uma insistência na grande área contrária e empatou o jogo a duas bolas. Jogo louco no “dragão”, com eficácia apreciável das duas formações, em especial do Tondela, com dois golos em dois disparos enquadrados, o Porto em cinco com boa direcção.
  • Surpresa no final dos primeiros 45 minutos. Não por falta de domínio portista, que existiu e em grandes doses, mas pelo resultado. Os “dragões” registaram 77% de posse de bola, 90% de eficácia de passe contra 49% do Tondela, num jogo de sentido praticamente único, chegando aos nove remates, cinco enquadrados. Os beirões, só com três disparos, dois com boa direcção, conseguiram marcar os mesmos dois golos. E foi essa a história do primeiro tempo. O melhor em campo nesta fase era Otávio, com um GoalPoint Rating de 7.5. Excelente o brasileiro no 1-0, a trabalhar sobre um defesa antes de assistir Zaidu. O criativo registou ainda sete passes ofensivos valiosos nesta primeira metade e quatro dribles eficazes em cinco tentativas.
  • O Porto começou a resolver (aparentemente) a questão logo no arranque do segundo tempo. Bom lance de Otávio na direita, o passe para a área onde Marega (49′) dominou e rematou na passada para o 3-2. Adivinhava-se uma segunda parte (mais uma vez) de sentido único e não espantou o 4-2 aos 56 minutos.
  • Uribe irrompeu na área pela esquerda, cruzou para a zona central e Taremi, sem oposição, atirou a contar para o 4-2, ao 11º remate dos “azuis-e-brancos”, sétimo enquadrado. E logo a seguir, Sérgio Oliveira desperdiçou o quinto golo para os da casa, atirando ao lado.
  • O jogo estava praticamente decidido para o lado do “dragão”, que à passagem da hora de jogo tinha 60% de posse no segundo tempo, seis remates, quatro enquadrados, contra nenhum disparo dos visitante, desta vez incapazes sequem de encetar contra-ataques. E Otávio continuava a brilhar, registando um 8.3 nesta fase do jogo, ele que somava já duas assistências. Faltava-lhe o golo.
  • Bom jogo de Uribe que, à passagem dos 70 minutos, ia mostrando qualidade nos momentos defensivos – oito recuperações, três desarmes, cinco acções defensivas no meio-campo contrário -, e ofensivos – uma assistência, 85% de eficácia de passe –, pelo que garantia equilíbrio. Ainda assim, esses equilíbrios desapareciam na equipa do Porto em alguns momentos. Como aos 74 minutos.
  • Pedro Augusto, na esquerda, cruzou e, no coração da área, Mario González cabeceou com êxito, chegando ao bis ao quarto remate do Tondela – que em três enquadrados fez três golos, ou seja, Marchesín não registava nenhuma defesa na partida. O 4-3 era um resultado perigoso.
  • Animado pelo golo, o Tondela pegou no jogos nos últimos minutos, em busca do empate, mas esbarrou na habitual competência defensiva dos “dragões”, que não deixaram fugir a vantagem, ainda que, aos 92 minutos, Uribe tenha visto o segundo amarelo e respectivo vermelho. E esbarrou também… na barra, no último lance do desafio, num disparo forte de Khacef.

O melhor em campo GoalPoint

Mais um jogo de grande nível de Otávio, que não se parece importar por não ser consensual entre os adeptos portistas. O brasileiro começou logo por assistir Zaidu para o 1-0 e fez outra assistência para o 3-2 de Marega.

Ao todo fez quatro passes para finalização, incríveis dez passes ofensivos valiosos, teve eficácia em três de cinco cruzamentos, bem como em dez passes progressivos e completou cinco de sete tentativas de drible.

No processo foi o segundo jogador com mais acções com bola, 101, atrás apenas das 107 de Zaidu. Terminou com um GoalPoint Rating de 8.3.

José Coelho / Lusa

Jogadores em foco

  • Mehdi Taremi 7.2 – O iraniano foi uma das novidades no “onze” portista e não desiludiu. Além do golo que marcou, esteve na origem do 1-0, enquadrou os três remates que fez e somou seis acções com bola na grande área beirã.
  • Zaidu Sanusi 7.1 – O nigeriano continua a mostrar que a chegada ao Dragão não foi por acaso. Mais um golo, o primeiro na Liga, e uma exibição muito conseguida, com dois disparos enquadrados em três, dois cruzamentos eficazes em cinco, as tais 107 acções com bola e ainda três desarmes, quatro intercepções e outras tantas acções com bola na área contrária.
  • Mario González 6.9 – A grande figura do Tondela no Dragão. O atacante espanhol bisou na partida, o primeiro num lance isolado, o segundo num belo cabeceamento. Ao todo enquadrou os seus três remates e ganhou seis duelos aéreos ofensivos em oito. No passe esteve mal, falhando 11 de 18.
  • Mateus Uribe 6.9 – O colombiano estava a fazer um bom jogo, mas acabou por manchar a sua prestação com um segundo amarelo, deixando a sua equipa reduzida a dez elementos para os derradeiros minutos. Até esse momento fez uma assistência em dois passes para finalização e registou incríveis 15 recuperações de posse, complementando com cinco acções defensivas no meio-campo contrário.
  • Moussa Marega 6.8 – O maliano voltou a ser decisivo e desequilibrador, algo que se verifica mais vezes quando actua em zonas centrais do ataque, e geralmente com um companheiro de posição ao seu lado. Foram dois golos em quatro remates, quatro passes valiosos e 12 acções com bola na área contrária (o dobro do segundo valor mais alto, as seis de Taremi), onde a sua presença causa sempre muitos problemas.
  • Rafael Barbosa 6.3 – Belo jogo do criativo dos beirões. Excelente a assistência para o 1-1 e o sangue frio no 2-1, de sua autoria. Rafael sofreu ainda quatro faltas, máximo do encontro.

 

Resumo

  // GoalPoint

PARTILHAR

RESPONDER

Pessoas a andar na rua em Viena, Áustria

Em caso de apagão geral, Áustria é o primeiro país europeu a ter um Plano B(lackout)

E se houvesse um apagão que afetasse todo o continente europeu? O cenário é o argumento que o Ministério da Defesa austríaco tem usado para enviar um aviso à população desde o início deste mês. A …

Só um terço das empresas em Portugal têm gestores com um curso superior

O estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos refere que este valor é negativo para o país já que a formação superior dos gestores está associada à produtividade e há maior probabilidade da empresa começar …

Governo avança com desconto de 10 cêntimos por litro nos combustíveis para as famílias

O Governo vai criar um desconto de dez cêntimos por litro nos combustíveis para todas as famílias, até 50 litros por mês. Uma medida que estará em vigor entre novembro deste ano e março do …

Inês Sousa Real, porta-voz do PAN

PAN já enviou memorando de entendimento ao Governo

O partido Pessoas–Animais–Natureza enviou ao Governo, esta sexta-feira, o memorando de entendimento com cerca de 60 propostas, no âmbito do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "O PAN fez chegar ao Governo um memorando do qual …

Alterações ao Orçamento de 2021 custaram, afinal, muito mais do que o estimado pelo Governo

Apenas duas das 291 medidas adicionadas representaram um impacto anual de 88 milhões de euros, com o Governo a calcular, durante a especialidade, que a totalidade custaria 3,2 milhões de euros. As alterações feitas ao Orçamento …

Entre a pandemia e os preços da energia, Marcelo alerta que chumbo do OE criaria "mais um problema"

O Presidente da República reiterou, esta sexta-feira, que deseja evitar uma crise política criada por um eventual chumbo do Orçamento de Estado, porque "só juntaria um problema" à pandemia e à subida dos preços dos …

França dá a partir de dezembro "cheque-combustível" de 100 euros

França vai dar a partir de dezembro um “cheque-combustível” único de 100 euros a cerca de 36 milhões de condutores que ganham menos de 2.000 euros por mês devido à escalada dos preços do gasóleo …

Parlamento aprova extinção do SEF

A extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi aprovada na Assembleia da República, esta sexta-feira, com os votos a favor do PS, BE e da deputada não-inscrita Joacine Katar Moreira. O texto final apresentado …

Mais oito mortes e 930 novos casos de covid-19. Incidência sobe

Portugal registou, esta sexta-feira, mais oito mortes e 930 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 930 novos …

A ministra da Cultura, Graça Fonseca.

De "propaganda" a "manipulação populista". Tweets polémicos do Ministério da Cultura causam alvoroço nas redes sociais

O Ministério da Cultura, tutelado por Graça Fonseca, usou a conta oficial no Twitter para enaltecer os investimentos do Governo PS no setor, e foi mais longe, comparando-os aos do Governo PSD/CDS. Na terça-feira, foram publicados …