FC Porto volta a apontar o dedo à arbitragem. “Fazem do Corona um saco de batatas”

12

José Coelho / Lusa

Tecatito Corona, jogador do FC Porto

Os dragões reagiram à arbitragem de Artur Soares Dias, depois do empate com o Sporting de Braga por 2-2, num jogo em que Tecatito Corona e o treinador Sérgio Conceição acabaram expulsos.

Com a expulsão de Sérgio Conceição, foi o treinador adjunto do FC Porto que prestou declarações à SportTV no final do jogo. Vítor Bruno não escondeu a frustração com o empate e destacou a situação de Tecatito Corona.

“Enquanto continuarem a fazer do Corona, desculpem-me a expressão, um saco de batatas, corremos o risco de não valorizarmos o futebol em Portugal. É criminoso aquilo que fazem ao Corona semanalmente”, referiu o técnico, citado pela rádio Renascença.

“Se queremos realmente valorizar o nosso futebol, temos de ter outro tipo de cuidado na forma como abordamos os lances, como protegemos os melhores, sob pena de fugirem para outros campeonatos”, continuou.

“O primeiro amarelo é um atentado ao futebol, o segundo amarelo pode-se aceitar. O primeiro é um atentado. Os cofres são rebentados. Ele está no balneário a chorar porque tem dor. E depois a proteção que tem é esta”, afirmou ainda o adjunto.

Sobre o empate, mais um depois do 0-0 com o Belenenses SAD, Vítor Bruno reconheceu que o primeiro golo dos bracarenses “abanou um bocadinho aquilo que era a estrutura da equipa”.

“Um lance fortuito acaba por cair num jogador do Sporting de Braga que, no segundo poste, acaba por fazer o golo. Mesmo assim, a equipa dá sempre uma boa resposta e revela uma reserva interior que muitas vezes é desconhecida por muita gente. Ir à procura de algo mesmo quando nos colocam à prova. Temos um lance mesmo a fechar para fazer o 3-2, num lance que era de todo merecido aquela bola do Marega entrar“.

Esta segunda-feira, a newsletter “Dragões Diário” também não deixou escapar as críticas à arbitragem, falando mesmo numa “caça ao Corona”. “O futebol português, quando o FC Porto está em campo, parece ter-se transformado num mero exercício de ‘caça ao Corona’, e o jogo de ontem não foi exceção”, pode ler-se.

“Desta vez, porém, com a suprema ironia de o saco de pancada em que se tornou o extremo mexicano ter acabado expulso por acumulação injusta de amarelos – viu o primeiro na sequência de um lance em que foi calcado, e já depois de duas faltas duras de jogadores do Braga que não foram sancionados. Talvez seja um novo princípio: sobre Corona pode-se tudo; Corona não pode nada. E foi expulso por nada”, lamentam os dragões.

“Na verdade, Tecatito não foi o único jogador do FC Porto penalizado pelo critério disciplinar de Artur Soares Dias. É certo que foi o caso mais flagrante – ao ponto de ter sido expulso depois de um primeiro amarelo que Vítor Bruno descreveu como ‘um atentado ao futebol’, e de mais uma vez não ter visto sancionadas todas as faltas duras que sofreu –, mas também sobre Marega parece valer tudo“, dizem ainda.

Com este empate, o FC Porto pode ver o líder Sporting ficar a oito pontos de distância, se os ‘leões’ ganharem o jogo desta terça-feira contra o Gil Vicente.

  ZAP //

12 Comments

  1. Pois é. O Porto é uma equipa perfeita que nunca erra a culpa é sempre dos árbitros. Os jogadores do Porto só podem dar porrada levar nunca, deve ser proibido.
    Está portanto dada a receita para o Porto ganhar o campeonato:
    1º Árbitros simpáticos para o Porto (este é demasiado honesto)
    2º Proibido tocar nos jogadores do porto (são flores de estufa que só podem levar pancadinhas nas costas e mesmo essas só depois do jogo)
    3º Proibido expulsar o treinador do Porto (independentemente do seu mau comportamento recorrente)
    ASSIM O PORTO JÁ CONSEGUE SER CAMPEÃO.

    • Meu caro Vitor,
      Para o Porto e para todas as equipas de Futebol do Mundo precisa-se de Justiça.
      O seu comentário é tendencioso e de certeza que fala sem ter visto o que passa em todos os Jogos do Porto. E quem não se sente não é filho de Boa Gente…

      • Até acreditava não sua sede de justiça, não fossem os sucessivos casos de beneficio ao Porto ao longo dos anos por partes dos senhores de negro e vocês caladinhos que nem uns ratos!

      • Verdade Desportiva, só pode ser um nome com “sarcarmo”, O FCP sempre foi a equipa que mais “porrada” distribui pelos adversários, e nem se precisa falar do Pepe. Quanto a justiça e a queixas da arbitragem só alguém completamente hipócrita pode falar nisso quanto todos sabemos como foram ganhos muitos dos campeonatos da época “dourada” do FCP ( e dourada até é um nome que se aplica na perfeição) Todos os grandes têm telhados de vidro, mas o FCP parece-me que bem mais que outros por isso virem agora armar-se em virgens ofendidas é apenas ridiculo. Já começa a ser recorente este choro constante quanto perdem algum ponto assim como as queixas e queixinhas. Algumas vezes resulta, esperemos que não vão nesta cantiga.

      • Se for ver na RTP memória os jogos Porto X Benfica do tempo do João Pinto e do Paulinho Santos deixava de ser virgem ofendida.
        Quando arreavam no Mantorras ele não era saco de batatas.
        Pelo histórico se tivessem vergonham estavam era calados …

    • Sr Vitor Leitão, O Sr. deve estar a precisar de óculos, pois os que o FC Porto e os seus dirigentes pedem é simplesmente justiça e igualdade de critérios.

      • Está brincar certamente … BP, não é isso que estão a pedir, o que estão a pedir é para serem beneficiados, temos casos escandalosos a beneficiar o FCP e nunca os vi pedir igualdade.

  2. Após o pedido para ter mais penaltis feito pelo Sérgio Conceição na pretérita época agora temos mais um pedido para não se expulsar jogadores do Porto. Se este pedido já estava em efeito no que diz respeito ao Pepe, agora a impunidade é para ser aplicada todos os jogadores do contumilense, pelos vistos…
    Será preciso mais alguma coisa para seguir o #portoaocolo?

  3. A grande maioria dos comentários são inconfundivelmente de adeptos do clube “vermelho sem vergonha”, que o fazem nesta “qualidade” (que é mais um defeito…) ao invés de fazerem comentários na qualidade de adeptos de futebol. O que até se entende, pois futebol não é com eles. Se ainda fossem arranjinhos, compadrio, subornos e batota, aí sim já seria totalmente a matéria do foro do clube “vermelho sem vergonha”. Enquanto continuarmos a ter esse cancro no futebol e na sociedade, cujos adeptos se comportarem como delinquentes duma seita, é impossível qualquer racionalidade e evolução.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE