Suspire de alívio, mas só por agora. A falta de oxigénio na atmosfera vai acabar por sufocar a vida na Terra

O aumento da radiação solar que chega à Terra vai levar a uma diminuição no CO2 e a uma consequente redução no oxigénio da atmosfera, o que pode acabar com a grande maioria das formas de vida no planeta.

Podemos respirar à vontade, mas só por enquanto. A vida floresce no nosso planeta graças ao oxigénio, mas esse nem sempre foi o caso – e os cientistas apontam para que a atmosfera do nosso planeta se torne mais rica em metano e pobre em oxigénio no futuro.

Mas calma, que isto só deve acontecer daqui a muito, muito, muito tempo, e já não vamos cá estar para contar a história. Será daqui a cerca de mil milhões de anos, mais coisa menos coisa, que esta mudança vai chegar, mas quando começar, vai acontecer rapidamente.

O estudo publicado em Março na Nature Geoscience refere que esta mudança vai levar o planeta de volta ao estado em que estava há cerca de 2.4 mil milhões de anos, antes do grande evento de oxigenação.

A pesquisa baseou-se em modelos detalhados na biosfera da Terra que tinham em conta mudanças na radiação do Sol que chega à Terra e a sua consequente queda nos níveis de dióxido de carbono, já que o gás se decompõe com o aumento do calor. Foram feitas 400 mil simulações.

Então, como é que uma queda no dióxido de carbono pode levar ao fim da vida na Terra, já que o temido CO2 até faz mal à saúde? A resposta é simples: apesar de não ser respirável por humanos, as plantas precisam de dióxido de carbono no processo da fotossíntese, em  que o transformam em oxigénio. Ora, menos CO2 equivale a menos plantas, e menos plantas corresponde a menos oxigénio.

Já se tinha previsto anteriormente que a maior exposição à radiação solar poderia acabar com a vida ao eliminar a água dos oceanos daqui a cerca de 2 mil milhões de anos, mas a redução no oxigénio pode causar uma extinção em massa primeiro.

“O modelo projecta que a desoxigenação da atmosfera, com o oxigénio atmosférico a cair a pique para níveis parecidos com os da Terra Arqueana, vai provavelmente ser provocada antes da origem das condições de estufa húmidas no sistema climático da Terra e antes da extensiva perda de água da superfície da atmosfera”, escreveram os cientistas.

Os investigadores apontam também é pouco provável que a existência de oxigénio na atmosfera seja uma característica permanente em planetas que possam albergar vida, o que pode ter implicações na nossa busca por vida e planetas habitáveis além da Terra.

Os cálculos dos autores Chris Reinhard e de Kazumi Ozami mostram que esta mudança na atmosfera pode significar que o período da vida da Terra com oxigénio e habitável seja apenas entre 20% e 30% de toda a duração do nosso planeta.

Nessa altura, se ainda por cá andarmos, vai ser o fim da vida na Terra para os humanos e para a maioria das outras formas de vida. De acordo com o autor do estudo Chris Reinhard, esta quebra seria um milhão de vezes menos oxigénio na atmosfera do que aquele que temos hoje. A vida microbial vai continuar depois dos humanos já terem desaparecido.

“A atmosfera depois da grande desoxigenação caracteriza-se uma elevado metano, baixos níveis de CO2 e pela inexistência da camada de ozono. O sistema da Terra vai ser um mundo de formas de vida anaeróbicas”, conclui.

  Adriana Peixoto, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Muitos já estão sufocados com drogas e o mal vai aumentando, portanto, quando tal chegar a acontecer, penso que já não existirá ser humano na Terra para dar o último suspiro!

  2. O que vale é que o ” ar ” que respiramos de Oxigénio tem pouco apenas 20 %, a maior quantidade é de Nitrogénio ou Azoto (78 %) …

RESPONDER

Com contas certas, Leão prometeu um Orçamento de investimento — só possível graças à bazuca

Apesar de falar em contas certas, João Leão prometeu um Orçamento de investimento. No entanto, sem a bazuca de Bruxelas, Leão pouco dá à economia. Sem contar com o dinheiro que vem da bazuca de Bruxelas, …

"Situação dramática" no Hospital de Leiria e nova demissão em bloco. Milhões do OE não chegam para curar o SNS

Depois da demissão em bloco de médicos no Hospital de Setúbal, a equipa da Urgência de Psiquiatria do Porto também bateu com a porta. E no Hospital de Leiria vive-se uma "situação dramática" quando os …

Novo estudo associa desodorizantes a mutações genéticas semelhantes às do cancro da mama

Investigadores suíços apuraram que os sais de alumínio presentes nos desodorizantes anti-transpirantes provocam as mesmas mutações genéticas que são encontradas no cancro da mama, em experiências com hamsters. A eventual influência dos desodorizantes no desenvolvimento do …

Vox volta a anexar Portugal ao mapa espanhol a propósito do Dia da Hispanidade

Esta é já uma atitude repetida, uma vez que o partido espanhol de extrema-direita já havia incluído Portugal no mapa de território espanhol. O partido nacionalista espanhol VOX divulgou um cartaz alusivo ao Dia da Hispanidade, …

Assembleia da República debate diplomas sobre ordens profissionais

Propostas de PS, PAN, IL e Cristina Figueiredo serão debatidas hoje, com abstenção garantida de PSD e do PCP. A Assembleia da República debate hoje os diplomas do PS, PAN, IL e Cristina Rodrigues sobre ordens …

Quase meio século depois, cientistas desvendaram o "mistério de Manu"

Quase meio século depois, os cientistas conseguiram finalmente resolver o "Mistério de Manu", relativo a uma planta tropical encontrada no Peru. Em 1973, Robin Foster descobriu no Parque Nacional de Manu, no Peru, uma planta com …

Afinal, a corrosão até pode aumentar a durabilidade de um material

Ao contrário do que se possa pensar, a corrosão até pode ser benéfica para um material, aumentado a sua durabilidade, revela um novo estudo. A corrosão é, regra geral, provocada pelo oxigénio. Os metais têm uma …

Encontrada explicação para a superfície surpreendentemente irregular do asteroide Bennu

Um novo estudo descobriu que as rochas altamente porosas são responsáveis pela superfície surpreendentemente irregular do asteroide Bennu. Os cientistas pensavam que a superfície do asteroide Bennu seria como uma praia arenosa, abundante em areia fina …

Mosteiro medieval abriga o mais completo museu do circo da Europa

Nos salões de um mosteiro medieval na pitoresca localidade de Besalú, em Girona, alojou-se o Circusland - Palácio Internacional do Circo, o primeiro museu profissional da Europa que se dedica ao circo. O espaço conta com …

Livro de estreia de José Saramago publicado em castelhano pela primeira vez

O livro “Terra do Pecado”, que marcou a estreia na ficção de José Saramago, em 1947, vai ser lançado em Espanha na quinta-feira, no que é a primeira vez que a obra está disponível em …