Falta dinheiro para segurar 2263 enfermeiros com “contratos covid”

Giuseppe Lami / EPA

Há 2263 enfermeiros que foram contratados desde Agosto de 2020 cujos contratos precários estão a terminar e que vão desfalcar o Serviço Nacional de Saúde (SNS), caso as regras actuais não sejam mudadas. O Governo empurra responsabilidades para os hospitais que as devolvem ao executivo.

O regime excepcional criado para tornar efectivos os enfermeiros contratados para responder à pandemia de covid-19, ao cabo de oito meses, só abrange os casos até Agosto de 2020. Depois desse mês, foram contratados mais 2263 profissionais que arriscam sair do SNS ao cabo de quatro meses de contratos precários.

Cerca de metade destes enfermeiros com os chamados “contratos covid” estão em hospitais do norte, segundo as contas do Jornal de Notícias (JN).



De acordo com a publicação, “206 foram contratados pela Administração Regional de Saúde do Norte, 141 pelo Hospital Gaia/Espinho e 89 pelo Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa”.

Mas também os hospitais de Vila Real, Famalicão, Guimarães, Matosinhos, o São João no Porto e o Universitário desta cidade estão em risco de perder 50 ou mais enfermeiros, segundo o JN.

Uma fonte do Ministério da Saúde nota ao jornal que vai “adoptar todas as medidas que garantam que as necessidades permanentes e próprias dos serviços sejam asseguradas mediante a constituição de adequado vínculo jurídico de emprego público”.

Assim, o Ministério assegura que “nenhum enfermeiro será dispensado”, mas para isso é preciso que “o órgão máximo de gestão reconheça que a sua continuidade em funções é necessária”.

É uma forma de empurrar a decisão de manter os profissionais para os hospitais que, por seu turno, pedem mais dinheiro ao Governo.

Há “um constrangimento grande do ponto de vista financeiro“, uma vez que “o reforço orçamental não compensa as contratações que ocorreram”, destaca ao JN o presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares, Alexandre Lourenço.

“São questões que o Governo não pode empurrar para os hospitais“, diz ainda.

O que é certo é que se as actuais regras não mudarem, estes profissionais podem deixar o SNS numa altura em que faltam recursos para responder às solicitações da pandemia, nomeadamente ao esfoço suplementar de vacinação que é exigido.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Marcelo reuniu com Lula, mas não revela o teor da conversa. Presidente diz que visita é apenas de cariz cultural

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse sexta-feira à chegada a São Paulo que a cultura tem um "papel fundamental" na convergência entre Portugal e o Brasil, rejeitando que a agenda alargada de …

PSP abre processos disciplinares por uso indevido de farda em manifestação

A PSP abriu processos disciplinares, por uso indevido e incorreto do uniforme, a agentes que participaram em 21 de junho, em Lisboa, numa manifestação organizada pelo Movimento Zero, confirmou esta sexta-feira à Lusa o porta-voz, …

Por onde passou o caminho bíblico da Judeia a Edom? Cientistas encontram respostas

Por onde passava o caminho bíblico que ligava o reino de Judeia à nação vizinha de Edom? Um novo estudo dá novas pistas sobre o possível percurso da estrada. Os investigadores israelitas sugerem que havia, pelo …

PCP diz que acusação a grupos hospitalares privados por acordo anticoncorrencial evidencia "cartelização"

O PCP considerou esta sexta-feira que a acusação da Autoridade da Concorrência a cinco grupos hospitalares privados por acordo anticoncorrencial, confirma a “prática parasitária e de cartelização” destes grupos, que fazem “da doença um negócio”. O …

Ensino Superior. Vagas voltam a aumentar com Porto, Lisboa e Aveiro na frente

O concurso nacional de acesso ao ensino superior volta a registar um aumento do número de vagas, segundo dados divulgados este sábado, que mostram Lisboa, Porto e Aveiro com o maior crescimento. Depois de, no ano …

Os pterossauros conseguiam voar assim que eclodiam dos ovos

Os pterossauros tinham asas suficientemente longas e ossos suficientemente fortes para conseguirem sustentar o voo depois de eclodirem. Uma equipa de cientistas da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido, descobriu que os pterossauros recém-nascidos seriam capazes …

Madeira começa hoje a vacinar jovens a partir dos 12 anos. Açores não vacinam crianças "para já"

A Madeira começa este sábado a vacinar contra a covid-19 jovens a partir dos 12 anos, numa altura em que mais de metade da população adulta residente no arquipélago já está inoculada com a segunda …

Prisão Olímpica. Atletas infetados com Covid-19 denunciam más condições em Tóquio

Atletas que testem positivo à Covid-19 ficam são automaticamente afastados da competição e têm de cumprir uma quarentena de 14 dias fora da aldeia olímpica. Com o número de infetados a subir, atletas temem efeito …

António Costa garante combate à crise sem austeridade

O primeiro-ministro, António Costa, garantiu esta sexta-feira que a resposta à crise económica provocada pela pandemia de covid-19 será feita sem austeridade, e com solidariedade, prometendo “apoio aos rendimentos, ao emprego e às empresas”. “Passado ano …

"Gerador de alimentos". Cientistas desenvolvem sistema que transforma plástico em proteína comestível

Investigadores da Universidade do Illinois, nos Estados Unidos, inventaram um "gerador de comida" que transforma plástico em proteína comestível. O desperdício de plástico é um problema cada vez maior, mas cientistas da Universidade do Illinois, nos …