Facebook acusado de permitir discriminação de género nos anúncios de emprego

O Facebook está novamente envolvido em polémica, desta vez por ter ajudado os empregadores a discriminar os candidatos com base no género.

Nos Estados Unidos, o Facebook está a ser acusado de ajudar os empregadores a discriminar os candidatos que querem com base no seu género.

Segundo uma queixa apresentada esta terça-feira na agência federal norte-americana, vários recrutadores estão a utilizar o serviço de anúncios de emprego da rede social para criar propostas destinadas exclusivamente a utilizadores do sexo masculino. Além disso, nove dos dez empregadores incluídos na queixa também dão preferência a trabalhadores mais jovens.

“Não devia ser afastada da oportunidade de descobrir uma oportunidade de trabalho só porque sou uma mulher”, disse a denunciante à União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU).

Em comunicado, a rede social diz que “não há lugar para discriminação no Facebook” e que vai “rever atentamente a queixa”. O jornal Público contactou o Facebook para esclarecimentos adicionais, mas não obteve resposta.

Os advogados dizem que descobriram o problema ao supervisionar um grupo encarregue de procurar empregos no Facebook entre outubro de 2017 e agosto de 2018. Para cada posto de trabalho em que carregavam, a rede social apresentava uma explicação sobre o motivo de alguém receber o anúncio, o que incluía o facto de terem um determinado género, idade e viverem numa dada região.

Certo é que as plataformas online não são diretamente responsáveis pelo conteúdo que as pessoas publicam. Ainda assim, os queixosos querem ver o Facebook a ser legalmente responsabilizado por criar um sistema que motiva os empregadores a selecionar o género e a idade das pessoas que recebem os seus anúncios.

Segundo as leis estatais e locais, é proibido publicar anúncios de emprego direcionados a um determinado género nos Estados Unidos desde 1964, explica o Público.

“Não podemos deixar que a discriminação com base no género das pessoas ganhe novo fôlego online”, disse Galen Sherwin, advogada responsável pelo projeto Direitos da Mulher da ACLU em comunicado. E acrescentou: “a segregação de postos de trabalho com base no género tem sido usada ao longo dos tempos para impedir mulheres de chegar a trabalhos bem pagos e a boas oportunidades económicas”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Vila Real vs FC Porto | Goleada com poker de Adrián

O FC Porto garantiu hoje a passagem à quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, ao golear por 6-0 o Vila Real, num encontro marcado pelos quatro golos de Adrián López, que abriu e …

85% dos medicamentos estão em falta na Venezuela

A Federação Farmacêutica Venezuelana (Fefarven) informou hoje que estão em falta 85% dos medicamentos que se comercializam no país. A denúncia surgiu um dia depois de o Governo venezuelano estabelecer preços fixos para 56 medicamentos, durante …

Obrigar as crianças a beijar os avós é mesmo uma "violência"

O professor universitário Daniel Cardoso pôs o país a discutir se é ou não uma violência obrigar as crianças a beijar os avós. Uma posição que é defendida por inúmeros especialistas e que nem sequer …

Cidade da Maia testa passadeira 3D

O município da Maia está a testar a colocação de passadeiras 3D, cujo objetivo é criar uma ilusão de ótica que faz os condutores abrandar quando se aproximam, descreveu hoje a autarquia. Em causa está, de …

Portugal recebe em novembro cerca de 150 refugiados que estão no Egito

Portugal vai receber, em novembro, cerca de 150 refugiados que estão no Egito, primeiro grupo de mais de mil pessoas que vão ser reinstaladas em Portugal até 2019, disse hoje o ministro da Administração Interna. "Vamos …

Crianças até 2 anos são as que mais usam apps

Mais de metade das crianças com menos de 8 anos usa aplicações como entretenimento e as crianças que mais usam os dispositivos eletrónicos têm até 2 anos. Segundo o estudo "Happy Kids: Aplicações Seguras e Benéficas …

Abstenção galopante alastra-se à faixa dos 30-44 anos

A abstenção aumentou de forma galopante em Portugal, dos 8,1% em 1975 para os 44,2% nas legislativas de 2015, e a tendência está a alastrar das gerações mais jovens para a faixa dos 30 aos …

Descida da propina vai retirar bolsas a alunos carenciados. Medida "demagógica e perversa"

A descida do valor máximo da propina poderá significar o fim da bolsa para muitos alunos carenciados, alertou o reitor da Universidade Nova de Lisboa, que considera a medida ''demagógica e perversa''. Segundo a proposta de …

Hugo Abreu caiu da viatura e “não se mexeu mais”. Instrutor dos comandos viu e ignorou

Rodrigo Seco afirmou que, no decurso da Prova Zero, os dois instrutores desvalorizaram os sintomas de mal-estar, sinais de cansaço e ignoraram os vários pedidos dos instruendos para que pudessem beber água. Um dos instruendos do …

Nunes da Fonseca é o novo Chefe do Estado-Maior do Exército

O tenente-general José Nunes da Fonseca é o escolhido para suceder ao general Rovisco Duarte como Chefe do Estado-Maior do Exército. Rovisco Duarte demitiu-se no âmbito do caso do roubo de armas em Tancos. O nome …