Foi exposto o primeiro núcleo exoplanetário. Pode pertencer a gigante gasoso “planeta falhado”

JPL-Caltech / NASA

Astrónomos da Universidade de Warwick descobriram o núcleo sobrevivente de um gigante gasoso em órbita de uma estrela distante, oferecendo uma visão sem precedentes do interior de um planeta.

O núcleo, que é do mesmo tamanho que Neptuno no nosso Sistema Solar, pensa-se que seja um gigante gasoso ou despojado da sua atmosfera de gás ou que não conseguiu formar uma atmosfera na sua juventude.

A equipa do Departamento de Física da Universidade de Warwick relata a descoberta num artigo publicado nesta quarta-feira na revista Nature, e pensa-se ser a primeira vez que foi observado o núcleo exposto de um planeta. E fornece a oportunidade única de espiar o interior de um planeta e aprender mais sobre a sua composição.

Localizado em torno de uma estrela muito parecida com a nossa, a aproximadamente 730 anos-luz de distância, o núcleo exoplanetário, chamado TOI-849b, orbita tão perto da sua estrela hospedeira que o seu ano equivale a 18 horas terrestres. E a temperatura à superfície ronda os 1800K.

TOI-849b foi descoberto num levantamento de estrelas pelo TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite) da NASA, usando o método de trânsito: observando estrelas em busca da reveladora queda de brilho que indica que um planeta passou à sua frente.

Estava localizado no “deserto de Neptuno” – um termo usado pelos astrónomos para uma região próxima das estrelas onde raramente vemos planetas com a massa de Neptuno ou maior. O sinal de trânsito foi confirmado e refinado usando observações com dez telescópios do NGTS (Next-Generation Transit Survey), liderado pela Universidade de Warwick, baseado no Observatório Paranal do ESO no Chile.

Os telescópios NGTS foram construídos especificamente para detetar as diminuições muito ténues de brilho estelar devido a trânsitos exoplanetários: neste caso uma diminuição de brilho de apenas um-décimo de um por cento.

O objeto foi então analisado com o instrumento HARPS, num programa liderado pela Universidade de Warwick, no Observatório La Silla do ESO no Chile. O HARPS utiliza o efeito Doppler para medir a massa dos exoplanetas, medindo a sua “oscilação” – pequenos movimentos na nossa direção e para longe de nós que se registam como pequenas mudanças no espectro de luz da estrela.

A equipa determinou que a massa do objeto é 2-3 vezes maior que Neptuno, mas também é incrivelmente denso, com todo o material que compõe essa massa compactado num objeto do mesmo tamanho.

O Dr. David Armstrong, autor principal do estudo e do Departamento de Física da Universidade de Warwick, disse: “Embora este seja um planeta extraordinariamente massivo, está muito longe de ser o mais massivo que conhecemos. Mas é o mais massivo que conhecemos para o seu tamanho e extremamente denso para algo do tamanho de Neptuno, o que nos diz que este planeta tem uma história muito invulgar”.

“O facto de estar num local estranho para a sua massa também ajuda – não vemos planetas com esta massa e com estes períodos orbitais curtos”.

“TOI-849b é o planeta terrestre mais massivo – que tem uma densidade parecida à da Terra – já descoberto. Esperaríamos que um planeta tão grande tivesse acumulado grandes quantidades de hidrogénio e hélio quando se formou, crescendo para algo semelhante a Júpiter. O facto de não vermos estes gases permite-nos saber que este é um núcleo planetário exposto. “É a primeira vez que descobrimos um núcleo exposto intacto de um gigante gasoso em torno de uma estrela.”

Existem duas teorias para o motivo pelo qual estamos a ver o núcleo do planeta, em vez de um típico gigante gasoso. A primeira diz que já foi semelhante a Júpiter, mas que perdeu todo o seu gás através de uma variedade de métodos.

Isto pode incluir perturbações de marés, onde o planeta é despojado devido a orbitar demasiado perto da sua estrela, ou até mesmo devido a uma colisão com outro planeta. A fotoevaporação da atmosfera a larga escala também pode desempenhar um papel, mas não pode ser responsável por todo o gás perdido.

Como alternativa, poderá ser um gigante gasoso “falhado”. Os cientistas pensam que uma vez formado o núcleo do gigante gasoso, que aconteceu algo errado e nunca conseguiu formar uma atmosfera. Isto pode ter ocorrido devido a uma divisão no disco de poeira a partir do qual o planeta se formou, ou caso se tenha formado mais tarde, que o disco ficou sem material. O Dr. Armstrong acrescenta: “De uma forma ou de outra, ou TOI-849b costumava ser um gigante de gás ou é um gigante gasoso ‘falhado’.

“É a primeira vez que vemos algo do género, o que nos diz que planetas com este existem e que mais podem ser encontrados. Temos a oportunidade de olhar para o núcleo de um planeta de uma maneira que não podemos fazer no nosso próprio Sistema Solar. Por exemplo, ainda existem questões em aberto sobre a natureza do núcleo de Júpiter, de modo que exoplanetas tão estranhos e invulgares como este dão-nos uma janela para a formação planetária que não temos outra maneira de explorar.

“Embora ainda não tenhamos informações sobre a sua composição química, podemos fazer observações de acompanhamento com outros telescópios. Dado que TOI 849 b está tão perto da estrela, qualquer atmosfera restante em torno do planeta precisa de ser constantemente reabastecida do núcleo. Portanto, se pudermos medir essa atmosfera, podemos ter uma ideia da composição do próprio núcleo.”

// CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

Depois das sementes, norte-americanos recebem máscaras, óculos de sol e até meias sujas da China

Vários residentes da Flórida, nos Estados Unidos, receberam pacotes misteriosos da China pelo correio que não tinham encomendado. Desta vez não eram sementes, mas sim máscaras cirúrgicas, óculos de sol e até meias sujas. Em declarações …

Imposto sobre refrigerantes reduziu o seu consumo

O imposto especial sobre as bebidas com maior teor de açúcar levou mais de 40% dos inquiridos num estudo da Universidade Católica esta sexta-feira divulgado a reduzir o seu consumo, comportamento que adotariam também com …

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …

Apple e Google removem das suas lojas de aplicações um dos jogos mais populares do mundo

As gigantes tecnológicas Apple e Google removeram esta semana das suas lojas de aplicações, a App Store e a Google Play Store, respetivamente, o Fortnite, um dos jogos mais populares de todo o mundo. As …

Encontrado tesouro de artefactos nazis no "Covil do Lobo", o quartel-general ultrassecreto de Hitler

Quando os nazis se prepararam para invadir a União Soviética, em 1941, construíram um quartel-general militar secreto na floresta Masúria, na Polónia, ao qual chamaram "Wolfsschanze" ou "Covil do Lobo". Desde a sua descoberta após a …

Itália vai construir um túnel submarino para unir Sicília ao continente

Itália está a planear construir um túnel para ligar a região insular da Sicília ao continente italiano. O projeto de cinco mil milhões de euros vai ser pago com a parte do Fundo de Recuperação …

Point Roberts tinha um pé nos EUA e outro no Canadá (mas agora não "pertence" a nenhum)

Point Roberts, em Washington, está numa posição única. Localizada na ponta da Península de Tsawwassen, a cidade fica totalmente abaixo do paralelo 49, a linha que separa o Canadá dos Estados Unidos. Agora, a cidade …

Milhares de processadores quebraram um trilião de chaves para resgatar um Zip com bitcoins

Um misterioso homem perdeu o acesso a um ficheiro Zip onde estavam encriptadas as suas chaves privadas de bitcoins. Os 300 mil dólares foram resgatados por dois especialistas em criptografia — e por muitos milhares …

Reino Unido com mais de mil novas infeções pelo quarto dia consecutivo

O Reino Unido registou mais 11 mortos e 1.441 infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde britânico, que manteve restrições sobre a área metropolitana de Manchester e parte do norte …

Governo não pondera (para já) proibição de fumar ao ar livre

O Governo não está a ponderar, neste momento, proibir fumar ao ar livre como foi decretado em Espanha, mas há “muitos aspetos em aberto” que serão acompanhados, disse esta sexta-feira a ministra da Saúde, Marta …