/

Explosão causou incêndio nas instalações onde a Rússia armazena a varíola e a ébola

1

Esta segunda-feira, uma explosão causou um incêndio no Centro Estatal de Investigação de Virologia e Biotecnologia, na Rússia. Estas instalações são dos poucos sítios onde a varíola e a ébola estão armazenadas.

Uma explosão num tanque de gás causou um incêndio no Centro Estatal de Investigação de Virologia e Biotecnologia, na Sibéria. As instalações sofreram vários danos materiais e um dos trabalhadores foi hospitalizado com queimaduras de terceiro grau. Este laboratório é um dos dois únicos sítios no mundo que contêm o vírus vivo da varíola. Além disso, são mantidos em ambiente protegido o vírus do ébola e a bactéria do antraz.

Segundo a agência russa TASS, o acidente aconteceu durante trabalhos de reparação nas instalações. No entanto, os responsáveis do centro de investigação já garantiram que nenhum do material biológico escapou das instalações, já que não estava armazenado na zona da explosão.

Após o incidente, foram chamados ao local 13 camiões e 38 bombeiros para ajudar no combate às chamas, evitando que se tivessem alastrado. O centro de investigação, conhecido como Vector, cobre dezenas de hectares e emprega milhares de pessoas.

Apesar da reputação que o Vector mantém na área, há algumas questões que levantam algumas dúvidas em relação ao que lá é feito. Principalmente porque há suspeitas que a varíola foi movida para o centro de investigação para que pudessem ser feitas experiências para armas químicas.

  ZAP //

1 Comment

  1. A OMS bem quer que americanos e russos destruam estes vírus, principalmente, o da varíola. Se esta doença volta a aparecer será um desastre global. De resto, só poderá servir para o fabrico de armas bacteriológicas. Não tem mais nenhuma utilidade. Se é que se pode considerar útil uma porcaria destas.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.