Exército investiga vídeo de militares a cantar hino do Sporting na parada

militares a cantar hino do Sporting na parada

CV Twitter

O vídeo que mostra recrutas de um quartel do Funchal, na Madeira, a entoar cânticos de apoio ao Sporting durante uma parada militar está a ser investigado pelo Exército. O episódio terá acontecido depois de os leões se terem sagrado campeões nacionais após um jejum de 19 anos.

As imagens tornaram-se virais nas redes sociais, tendo sido partilhadas por muitos utilizadores.

No vídeo, podem ver-se vários soldados alinhados, em parada militar, a gritar “Sporting” em uníssono. Depois, acompanhados por instrumentos de percussão, acabam a cantar em conjunto o “hino” de apoio aos leões “Só eu sei porque não fico em casa”.

https://twitter.com/_johnnytowers/status/1393120848425496577

As imagens foram registadas no Regimento de Guarnição n.º3, no Funchal, na Madeira, durante “um momento de intervalo dos treinos para uma cerimónia militar, com soldados recrutas”, revela uma fonte do Exército em nota à Rádio Renascença.

Apesar disso, já “foi instaurado um processo de averiguações para apurar as circunstâncias em que este episódio ocorreu”, aponta a mesma fonte.

Note-se que o Sporting se sagrou campeão nacional nesta semana, algo que não conseguia alcançar há 19 anos.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Como benfiquista, e como ex-militar, onde raio está o problema!!!

    Estavam no intervalo dos treinos, a menos que algum tenha apresentado queixa de ter sido obrigado ou tenha desafinado!
    Deixem la os homens ter opiniões e clubes, não entrem na parvoíce do politicamente correcto ou vamos acabar sem militares

    • Soldadinhos de chumbo não são são militares e tem razão, não tem lá grande importância a indisciplina dos soldadinhos de chumbo. Contudo, como o caro se diz ex-militar, deve reparar que os soldadinhos de chumbo estão em formatura, em “sentido”, não em posição de “descanso”, o que contraria a informação de que estariam num intervalo. De resto, os intervalos eram antecedidos da permissão/ordem de “destroçar” e os soldados não continuavam em sentido depois de ouvirem a tão desejada e querida permissão de “destroçar”…

      • A notícia diz:
        [ As imagens foram registadas no Regimento de Guarnição n.º3, no Funchal, na Madeira, durante “um momento de intervalo dos treinos para uma cerimónia militar, com soldados recrutas”]

        Parto de um princípio que assim será, muitas vezes estive em sentido mesmo em intervalo, sentido nao significa apenas disciplina mas também respeito por patentes superiores.
        Ainda hoje, já não estando no activo para mais de 15 anos, quando me encontró no café com um ex general da força aérea (um cidadão de 80 anos, simples e espectacular), por respeito lhe faço continência em posição de sentido e sou incapaz de ouvir um hino nacional, mesmo que não seja o meu, sem estar em sentido.

        Curioso que os ache de chumbo, mas quando foi preciso resolver os problema da “rask force” para a covid-19 e transformar aquilo numa”task” acabaram por chamar os tais chumbos e veja como de repente conseguimos vacinar 1% por dia … quando os especialistas diziam que só la para julho o conseguiríamos.

        Um dia que precise deles, pode ser que consiga perceber que a maioria são homens e mulheres voluntários, que se submetem a treinos pesados para estar preparados para qualquer eventualidade em defesa do país e que ao contrário de si, sabem o que significa respeito e dão-lhe esse respeito, mesmo que claramente não seja mútuo.

RESPONDER

Foda e Kostadinov: as recordações à volta do Áustria-Macedónia do Norte

O selecionador da Áustria e um dos jogadores da Macedónia do Norte trouxeram memórias dos anos 90. O jogo entre Áustria e Macedónia do Norte, que terminou com vitória austríaca por 3-1, não estava propriamente na …

Paquistão. Quem não se vacinar pode ficar sem acesso ao telemóvel

O governo regional de Punjab, no Paquistão, decidiu que os cidadãos que não se vacinarem contra a covid-19 "ao fim de um certo tempo" podem ver o cartão SIM do seu telemóvel bloqueado. "Estamos a fazer …

Seleção Nacional testa negativo na véspera da estreia no Europeu

Depois do susto de João Cancelo, que testou positivo ao novo coronavírus, a seleção nacional respira de alívio na véspera da estreia no Europeu, depois de ter testado negativo à covid-19. Esta segunda-feira de manhã, a …

Associação quer que os testes em eventos culturais sejam gratuitos

A Associação Espetáculo - Agentes e Produtores Portugueses defendeu que os testes de diagnóstico à covid-19 devem ser gratuitos em eventos culturais. A Associação Espetáculo – Agentes e Produtores Portugueses defendeu, este domingo, que os testes …

Advogados repudiam declarações de Cabrita sobre agendamentos do SEF

Um grupo de advogados repudiou as declarações do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, que atribuem a um escritório de advogados a responsabilidade pelo mau funcionamento do sistema de agendamentos para atribuição de vistos de …

Fundo Azul só aplicou um quarto do orçamento desde 2016

O Fundo Azul tem tido um orçamento anual de 13 milhões de euros nos últimos cinco anos, mas não tem gasto três quartos desde 2016. Em cinco anos, o Fundo Azul entregou apenas 17 milhões de …

Polónia 1-2 Eslováquia | Paulo Sousa surpreendido no arranque

A Polónia, comandada pelo treinador português Paulo Sousa, entrou hoje da pior forma no Euro2020, ao perder por 2-1 com a Eslováquia, em encontro do Grupo E, disputado em São Petersburgo, na Rússia. O guarda-redes Wojciech …

Agostinho Branquinho nega tráfico de influências na construção de hospital em Valongo

O antigo deputado Agostinho Branquinho negou esta segunda-feira qualquer envolvimento ou tráfico de influências junto da Câmara de Valongo, no processo de licenciamento e construção do Hospital de São Martinho, naquele concelho do distrito do …

Estádio Sp. Braga

17 anos depois, Câmaras ainda devem 55 milhões dos estádios do Euro 2004 (só 2 já pagaram tudo)

Apenas duas Câmaras municipais já não têm dívidas no âmbito da construção de estádios para o Euro 2004. Ao cabo de 17 anos, as autarquias ainda têm cerca de 55 milhões de euros para pagar …

PSD quer aumentar penas para corrupção por políticos em funções e evitar megaprocessos

O PSD quer agravar as penas de prisão para crimes de corrupção, sobretudo quando cometidas por políticos, mas admite a dispensa ou atenuação da pena em caso de colaboração, e apresenta propostas para evitar os …