Exército sob suspeita de beneficiar empresas em concurso de 20 milhões de euros

José Sena Goulão / Lusa

O concurso para modernizar e equipar os militares do Exército com sensores, monóculos térmicos e de localização de alvos, lanternas e miras laser está sob suspeita, com um dos concorrentes a ameaçar processar o Exército.

Este concurso vale 20 milhões de euros e insere-se num projeto mais vasto conhecido como Soldado do Futuro, que tem um custo total de 171 milhões de euros.

Segundo o Correio da Manhã, o concurso foi lançado em julho de 2018 pelo anterior ministro da Defesa, Azeredo Lopes, mas das 12 empresas concorrentes apenas uma, a NTG, apresentou as declarações bancárias exigidas. Por causa disso, num primeiro momento, o concurso foi revogado, mas a NTG reclamou e a revogação foi anulada.

Nesta nova fase do concurso, das 12 empresas que se candidataram, o Exército afastou seis e decidiu manter, para além da NTG, outras cinco empresas que continuam sem preencher todos os requisitos exigidos. Se esta decisão,vier a ser definitiva estas cinco empresas poderão estar a ser beneficiadas com um prazo suplementar para cumprir todas as exigências do concurso.

Por causa disto, a NTG, representada pelo escritório de advogados de Aguiar Branco, ministro da Defesa de Pedro Passos Coelho, entregou uma nova reclamação na qual alega que “a continuidade destas cinco empresas estará a violar os princípios da concorrência e da igualdade de tratamento dos concorrentes“.

Em concursos anteriores, a prática seguida pelo Exército consistiu em afastar as empresas que não apresentaram a declaração bancária exigida – coisa que não se está a verificar neste concurso.

Agora, a NGT admite apresentar uma queixa-crime contra o Exército. O mesmo jornal contactou o Estado-Maior do Exército por causa destas suspeitas, cuja resposta foi que o concurso está a seguir “a sua normal tramitação”.

Em agosto do ano passado, num outro concurso de fornecimento de material, o Exército excluiu uma das empresas concorrentes que não apresentou a declaração bancária exigida. O relatório final da qualificação de candidatos a que o CM teve acesso, diz que “a empresa Studia I não cumpre os requisitos do concurso em virtude de não ter apresentado a declaração bancária, devendo, desta forma, a candidatura ser excluída“.

Este é um dos argumentos que levam uma fonte ligada à NTG a admitir “que se está perante um caso de dois pesos e duas medidas”: num concurso uma empresa é excluída por não ter apresentado a respetiva declaração bancária; noutro a ausência das declarações bancárias não é motivo para excluir as empresas. Isto leva a empresa a “considerar inaceitável a atuação do Exército em relação a este concurso”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Eleições em Moçambique. Dados preliminares dão vitória a Nyusi

Segundo as projeções de resultados da Sala da Paz, de acordo com valores “preliminares” baseados na leitura dos editais pelos seus observadores, o atual Presidente moçambicano e candidato da Frelimo, Filipe Nyusi, terá sido reeleito …

"Quem acusou Sócrates tem de provar. Se não provar tem de ser punido"

O ex-Presidente brasileiro, Lula da Silva, defende punição de procuradores da Operação Marquês, caso a acusação contra José Sócrates seja arquivada. Esta terça-feira, em entrevista à RTP, Lula da Silva defendeu a punição dos procuradores que …

Na Saúde, Warren torna-se alvo de ataques. Mas o foco é "derrotar Trump"

O maior debate televisivo para umas eleições primárias na história dos EUA juntou 12 candidatos num só palco. Foi o primeiro debate para o qual o ex-vice-Presidente Joe Biden não partiu com vantagem, tendo a …

Trump sugere que os mexicanos são uma ameaça terrorista maior do que o Daesh

O Presidente Donald Trump sugeriu que os mexicanos são uma ameaça muito maior do que o Daesh. Respondendo uma vez mais às críticas sobre ter retirado as tropas dos Estados Unidos (EUA) junto à fronteira …

Grécia. Incêndio em campo de refugiados deixa 600 pessoas sem alojamento

Um incêndio no campo de identificação e registo de migrantes de Vathy, na ilha grega de Samos, deixou 600 refugiados sem alojamento, alertou na terça-feira a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF). "Em Vathy, seis …

Lista candidata à Ordem dos Enfermeiros excluída por ter poucos homens

Uma das listas candidatas às eleições para a Ordem dos Enfermeiros foi excluída por ter poucos homens. A comissão eleitoral nomeada explica que a lista não respeita a lei da paridade, aprovada pela Assembleia da …

“É a desilusão”. PSD queria novos ministros na Saúde, Educação e Justiça

  O PSD defendeu esta quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …

Dobradinha poderá render 1,6 milhões de euros a Bruno Lage

Caso consiga alcançar a dobradinha, isto é, vencer o campeonato e a Taça de Portugal, o treinador do Benfica, Bruno Lage, receberá em prémios cerca de 1,6 milhões de euros brutos, avança a imprensa desportiva. A …

Lisboa aumenta seis vezes IMI de prédios devolutos nos centros

A Câmara de Lisboa vai aumentar, em 2020, seis vezes a taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para os prédios devolutos nas zonas de maior pressão urbanística, anunciou esta quarta-feira o vereador das Finanças, …

Polícia entrou na federação de futebol da Bulgária e deteve cinco pessoas

Já depois de Borislav Mihailov se ter demitido da presidência da federação da Bulgária, uma unidade da estrutura policial que luta contra o crime organizado no país entrou esta terça-feira na sede da federação, em …