Investigadores dizem que ex-presidente da Gâmbia roubou mil milhões de dólares

United Nations Photo / Flickr

Ex-presidente da Gâmbia, Yahya Jameh a discursar na ONU.

O ex-presidente da Gâmbia, Yahya Jammeh, é acusado de roubar 1 mil milhão de dólares durante os 22 anos que esteve no poder. Uma quantia nove vezes maior do que a estimada pelo novo governo.

Um relatório elaborado por investigadores da Organized Crime and Corruption Reporting Project diz que o presidente gambiano desviou 1 mil milhão de dólares, deixando o país mergulhado numa dívida profunda.

Yahya Jammeh roubou o dinheiro dos cofres do Estado, incluindo do banco central, do escritório de assistência social e da empresa estatal de telecomunicações, durante as mais de duas décadas no poder.

O ex-presidente conseguiu sair ileso ao nomear funcionários públicos para posições proeminentes e dando privilégios a um grupo de empresários liderado por um importante financiador do Hezbollah, revelou o relatório.

Atualmente exilado na Guiné Equatorial, Jammeh é conhecido por levar um estilo de vida excêntrico, sustentado pelo dinheiro que roubou durante o seu tempo no poder. Enquanto isso, em 2017, a Gâmbia contava com uma dívida de 489 milhões de dólares, de acordo com o Washington Post.

Além disso, o Banco Central gambiano também deve mais de 130% do seu PIB aos credores, de acordo com o Fundo Monetário Internacional. O atual presidente da Gâmbia, Adama Barrow, que derrotou Jammeh nas eleições de 2016, tinha dito no passado que o presidente roubara 90 milhões de dólares – um valor nove vezes inferior ao estipulado pelo estudo.

O relatório revelou que os extratos bancários, contratos, correspondências governamentais e relatórios internos mostram “uma rede de fraudes que excede em muito o valor especulado por Barrow”.

O dinheiro foi, alegadamente, para empresas que receberam contratos lucrativos do ex-líder. Jammeh conseguiu escapar, uma vez que a Gâmbia é um país pequeno, com uma população de cerca de 2 milhões de pessoas, e o caso permaneceu relativamente obscuro, realça o estudo.

O Governo gambiano ainda não reagiu ao relatório da Organized Crime and Corruption Reporting Project.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …