Ex-bancário acusado de desviar mais de 600 mil euros de contas de clientes

O arguido está acusado de abuso de confiança qualificado e falsificação de documento agravado na forma continuada.

O Ministério Público de Aveiro deduziu acusação contra um antigo funcionário bancário do BCP suspeito de ter desviado mais de 600 mil euros das contas de um casal de clientes ao longo de quase 11 anos.

Segundo a acusação do MP, consultada pela Lusa, o arguido, que desempenhou várias funções desde gestor de clientes a chefe de sucursal e coordenador comercial, está acusado de um crime de abuso de confiança qualificado e outro de falsificação de documento agravado na forma continuada.

A mulher do ex-funcionário bancário que rescindiu unilateralmente o seu contrato de trabalho em 2011, também está acusada no mesmo processo de um crime de recetação na forma continuada, porque saberia do esquema e também terá beneficiado do dinheiro retirado das contas.

A investigação começou com a denúncia de um casal de clientes do BCP que explorava uma pastelaria em Montemor-o-Velho, relatando que durante vários anos foram realizados movimentos sobre as suas contas bancárias sem a sua autorização.

Durante este período, o arguido, que os ofendidos conheciam desde 1994 quando abriram a sua primeira conta naquele banco, foi sempre o gestor das suas contas bancárias, sendo que a domiciliação das mesmas foi mudando de sucursal, de acordo com a colocação daquele.

Segundo a acusação do MP, entre 2000 e 2011, o arguido retirou das referidas contas bancárias pelo menos 619 mil euros, através de movimentos a débito, creditando os valores monetários na sua conta e da sua mulher ou dos seus pais, e de levantamentos em numerário.

O arguido também terá pedido cartões de débito em nome dos ofendidos, que o mesmo passou a usar para pagamentos e operações efetuadas por débito nas referidas contas.

Para evitar que os ofendidos pudessem ter perceção total das movimentações e operações ocorridas nas suas contas, o arguido terá alterado as suas moradas no sistema informático do banco, para que não recebessem os extratos bancários.

O MP diz ainda que arguido mantinha provisionadas as contas tituladas pelos ofendidos, para que estes não percebessem que as mesmas apresentavam saldos muito inferiores aos que deviam apresentar, procedendo a diversos movimentos a crédito por meio de transferências provenientes de contas de outros clientes do banco, ou através de operações de cash-advance e emissão de livranças.

De acordo com a investigação, com esta atuação o arguido movimentou valores monetários que ascenderam a 1,7 milhões de euros, tendo-se apropriado diretamente para si e para a sua mulher de 423 mil euros.

O casal que foi lesado com a atuação do arguido reclama uma indemnização de 2,1 milhões de euros aos arguidos e ao banco. Os ofendidos dizem que acumularam dívidas a fornecedores, banca, trabalhadores, Segurança Social e Fisco, acabando por alienar todo o património pessoal, a empresa e o negócio e, atualmente, vivem com a ajuda de familiares e amigos.

O BCP também se constituiu como assistente no processo, tendo avançado com um pedido de indemnização cível de 561 mil euros.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Alunos do ensino profissional vão poder entrar no ensino superior sem exames nacionais

Os estudantes que terminem um curso profissional ou artístico terão melhores condições de acesso ao ensino superior já no próximo ano. O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, anunciou esta quarta-feira que os …

Trump indulta ex-governador que tentou "vender" lugar de Obama no Senado

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, indultou na terça-feira o ex-governador de Illinois Rod Blagojevich, preso por corrupção após ser considerado culpado de tentar "vender" o lugar de Barack Obama no Senado, depois …

"Toca a reunir" no PS para aprovar eutanásia (e 6 médicos admitem que já a praticaram)

O PS está a mobilizar os seus deputados no sentido de garantir que, desta feita, a eutanásia passará no Parlamento. Tudo indica que venha a ser aprovada numa altura em que os médicos estão divididos …

CP está a escapar à multas por falhas nos serviços

A CP - Comboios de Portugal está a escapar às multas por falhas nos serviços, como atrasos e supressões de comboios, porque ainda não entrou em vigor o contrato de serviço público assinado com o …

Alegadas agressões a Taarabt valem processos a Marega e Pepe

A Comissão de Disciplina da FPF abriu processos disciplinares a Moussa Marega e Pepe devido a alegadas agressões sobre Taarabt, no jogo com o Benfica. Os jogadores do FC Porto Moussa Marega e Pepe vão ser …

Costa arrasa proposta "forreta" de orçamento europeu

A proposta de quadro financeiro plurianual para 2021-2027 do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, vai morrer na praia. António Costa diz que os líderes europeus não devem ceder à pressão dos quatro países “forretas”. "Esta …

Malásia suspeita que desaparecimento do voo MH370 foi ataque suicida

O ex-primeiro ministro australiano Tony Abbott disse que altos responsáveis do governo da Malásia suspeitam há muito tempo que o desaparecimento do avião da Malasian Airlines, há quase seis anos, tenha sido um ataque suicida …

Champions. O viking norueguês, a revolta de Neymar e a lição tática do "Cholismo"

Haaland foi a estrela da noite ao marcar os dois golos da vitória do Dortmund frente ao PSG. O Atlético de Madrid conseguiu ainda quebrar a invencibilidade do Liverpool. A Liga dos Campeões está de volta …

Auditoria ao Novo Banco vai custar três milhões. É o triplo do que custou a da CGD

A auditoria especial da Deloitte ao Novo Banco vai custar cerca de três milhões de euros, segundo avança o jornal ECO. Este valor é três vezes superior ao custo da auditoria da EY à Caixa …

Passos Coelho ataca falhas de Costa (e revela que segurou Maria Luís)

O antigo primeiro-ministro Passos Coelho esteve na apresentação do livro de Carlos Moedas no El Corte Inglés, onde aproveitou para criticar António Costa. Passos preferiu falar do passado, lembrando o momento em que esteve perto …