Europeus modernos descendem de três grupos ancestrais

Foto: Tom/Flickr

-

A origem genética dos europeus modernos poderá ser mais complexa do que se imagina, pois descendem de pelo menos três grupos humanos ancestrais, segundo um estudo divulgado esta quinta-feira pela revista científica Nature.

A história remonta há cerca de 7.500 anos. Os primeiros agricultores chegam do Médio Oriente e entram em contacto com os caçadores-coletores que viviam na Europa há dezenas de milhares de anos.

Os trabalhos de pesquisa em genética e arqueologia dos últimos 10 anos revelam que todos os europeus modernos descendem da mistura destas duas populações. Mas a história não termina neste ponto.

Uma equipa internacional de mais de uma centena de investigadores, liderado por David Reich (da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard, Estados Unidos) e Johannes Krause (Universidade de Tübingen, Alemanha), colocou em evidência, “sem equívoco”, uma terceira contribuição ancestral, do norte da Eurásia, de uma região que ocupa grande parte da atual Rússia até o norte da Ásia.

Estes antigos eurasianos do norte chegaram à Europa pouco tempo depois da introdução da agricultura.

Os investigadores sequenciaram o ADN de mais de 2.300 pessoas através do mundo e nove esqueletos antigos, oito caçadores-coletores (que viveram há cerca de 8.000 anos) e um agricultor, que viveu por volta de 7.000 anos atrás.

Foram igualmente investigados dados genéticos de outros homens antigos do mesmo período.

A influência relativa de cada um dos três grupos ancestral varia de acordo com as populações europeias. A contribuição dos ancestrais da Eurásia do Norte é a menor, nunca ultrapassando 20% do total.

David Reich pensa que outros grupos ancestrais podem ter contribuído para o perfil genético dos europeus modernos, assim a investigação irá continuar.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Olá Felicidade, este tipo de investigações, apesar de aparentarem não ter qualquer influência positiva na nossa vida, são extremamente importantes para que no futuro, e dando apenas um exemplo, as doenças que continuam a assombrar a nossa espécie possam ser curadas/controladas. O estudo da genética e a compreensão da nossa evolução, trazem consigo avanços tecnológicos que em outras épocas seriam impensáveis e impossíveis, tais como, revelar a identidade de um assassino que mate o seu pai/mãe/irmão/filho etc através de amostras de tecidos 😉

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …