EUA. Programa de reabilitação ajuda vítimas de tráfico humano a encontrar esperança

Um programa que permite reabilitar vítimas de tráfico humano está a espalhar-se pelas cidades norte-americanas. O modelo tem raízes em Columbus, no Ohio, onde um juiz decidiu direcionar essas mulheres para a reabilitação, ao invés de enviá-las para a prisão.

Há dez anos, o juiz Paul Herbert estava sentado num tribunal quando percebeu uma tendência. Constatou que muitas mulheres que foram abusadas e forçadas a fazer sexo estavam a ser tratadas como criminosas, noticiou a NPR.

“Vi o xerife a trazer o réu seguinte, acorrentado. Era uma mulher e está toda espancada, parecia uma vítima de violência doméstica, exceto o facto de estar algemada e ter um processo. Quando olhei para o seu ficheiro, dizia: “prostituta””, contou Paul Herbert.

Paul Herbert percebeu que a lei não reconhecia essas mulheres como vítimas de tráfico de pessoas. Então, criou um tribunal dedicado à recuperação, não à punição. Designado Changing Actions To Change Habits Court (CATCH Court), busca alterar ações para mudar hábitos. No início, era um dos poucos programas do género no país.

Atualmente, há sete desses tribunais especializados, apenas em Ohio. Existem programas semelhantes no Texas, no Illinois, no Tennessee e em Louisiana, e Paul Herbert ajudou as cidades a colocar os tribunais em funcionamento.

O programa providencia casa e alimentação para essas mulheres, coisas que normalmente precisariam do seu traficante. Recebem ainda tratamento para trauma e dependência, e são elegíveis para extinguir os seus registos. Em troca, estão sujeitas a testes de drogas e devem comparecer no tribunal todas as semanas, durante dois anos.

Embora custe 200 mil dólares (cerca de 182 mil euros) por ano administrar o CATCH Court, Paul Herbert afirmou que isso “é uma pechincha”. “Caso não se faça nada, continuaremos a gastar 5,4 milhões de dólares [cerca de 4,9 milhões de euros] por ano para prender essas mulheres, e não haverá nenhuma melhoria nas circunstâncias”, acrescentou.

O programa, contudo, é intensivo. Menos de uma em cada quatro mulheres matriculadas acaba a formação.

JSM / APAV

“Tivemos connosco uma pessoa que saiu da casa e que desistiu do programa. Posso dizer que já tivemos aqui cerca de 15, só este ano”, contou Esther Flores. Esta administra uma casa segura para mulheres na área do trabalho sexual. Segundo a própria, o CATCH Court é ótimo para quem se forma, mas não faz o suficiente para as mulheres que não o fazem.

Algumas mulheres abandonam o programa porque conseguem emprego e não precisam de assistência, mas Esther Flores contou que muitas outras acabam nas ruas.

Mas o caso de Vanessa Perkins é diferente. “Tornei-me viciada em drogas e depois o traficante me encontrou”, contou a mulher, uma das primeiras graduadas de sucesso do CATCH Court. Abusada sexualmente quando jovem, começou a beber e usar drogas com apenas 12 anos.

“Ele [traficante] atacou as minhas vulnerabilidades, sabia o que estava a fazer”, indicou. “Do vício em drogas, ao amor, à família e à lealdade. Ele atacou todas as coisas que eu estava a perder”, acrescentou.

Anos depois de concluir o programa, Paul Herbert pediu a Vanessa Perkins que fosse oficial de justiça no seu tribunal – o mesmo tribunal que a ajudou a se recuperar. Agora, é ela que ajuda outras mulheres que estão a passar pelo mesmo que ela passou anos atrás.

“Se eu pude, elas podem. Especialmente se eu estiver lá com elas”, indicou Vanessa Perkins. “Há pessoas que entram que conheço de quando estávamos nas ruas”.

O CATCH Court foi bem-sucedido em manter as mulheres fora do sistema, independentemente de concluírem a formação. A taxa de reincidência das mulheres em prostituição em todo o país é de 80%, mas esse número cai para a metade quando se quantificam as que frequentam o programa de reabilitação durante um período de tempo. Caso se tenha em consideração as que concluíram a formação, o número desce 20%.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Coreia do Sul com maior número de casos desde março. Seul reforça medidas restritivas

A Coreia do Sul endureceu este sábado as medidas restritivas para conter a pandemia de covid-19 em Seul e arredores após registar o número mais elevado de novos casos diários em cinco meses. As regras, que …

Cavani tem viagem marcada para fechar acordo com o Benfica

Vários órgãos de informação avançam que Edinson Cavani tem viagem marcada para a Europa, onde deverá assinar com o SL Benfica dentro dos próximos dias. Depois de várias semanas de negociações, Edinson Cavani está praticamente garantido …

Novo Banco. Gama Life garante não ter relação com Greg Lindberg (mas GNB mudou-se para a sua morada)

O fundo da Apax Partners que assumiu o controlo da GNB Vida depois da compra ao Novo Banco “mudou-se” para a mesma morada de empresas do multimilionário Greg Lindberg em Londres, apesar da seguradora garantir …

Ministra admite que não leu relatório sobre Reguengos (e desvaloriza surtos em lares)

A ministra da Segurança Social admitiu, em entrevista ao semanário Expresso, que não leu o relatório sobre Reguengos de Monsaraz, mas considerou que a dimensão dos surtos de covid-19 em lares “não é demasiado grande …

Calvário no Barcelona. Setién de saída, Messi faz ultimato e Piqué fala em "vergonha"

O Barcelona foi esmagado (8-2) pelo Bayern Munique, nos quartos de final da Liga dos Campeões. Setién está de saída, Messi fez um ultimato e Piqué falou em "vergonha". Foi a noite mais negra de sempre …

Antonoaldo Neves quer receber mais para sair da TAP (mas Governo não paga "nem mais um cêntimo")

Quando foi anunciado o acordo de saída de David Neeleman da TAP, o Governo anunciou também que Antonoaldo Neves, CEO da companhia, seria substituído. No entanto, ainda não se chegou um acordo para a saída. …

Explosão em Beirute terá sido causada por trabalhos de manutenção

A explosão no porto de Beirute, no Líbano, que matou 171 pessoas, feriu mais de 6 mil e deixou um rasto de destruição na cidade, poderá ter sido causada por trabalhos de manutenção num armazém. …

"Crocodilo do terror" tinha dentes do tamanho de bananas e comia dinossauros

Um novo estudo descobriu um grupo de crocodilos antigos que tinham cerca de 10 metros de comprimento e dentes "do tamanho de bananas", que lhes permitiam derrubar até os maiores dinossauros do seu ecossistema. De acordo com …

Intervalos mais curtos, alunos a limpar salas e cantinas com take away. Como vai ser o novo ano letivo

Intervalos de cinco minutos, aulas a começar mais cedo e a terminar mais tarde, alunos a ajudar na desinfestação das salas e cantinas com serviço de take away são algumas das mudanças previstas por diferentes …

Rui Pinto recebeu ameaças de morte do estrangeiro

O pirata informático português Rui Pinto recebeu ameaças de morte de Portugal e do estrangeiro. O hacker é considerado person of interest por outros países. Rui Pinto recebeu ameaças de morte vindas não só de Portugal, …