EUA. Mulher em tribunal por abandono de bebé em caixote do lixo

Uma mulher brasileira que permanece ilegal nos Estados Unidos (EUA) enfrenta a justiça por ter abandonado a filha recém-nascida num caixote de lixo, numa cidade da Florida, em maio, tendo confessado o crime a detetives.

Rafaelle Sousa, de 35 anos, foi detida a 09 de maio de 2019 e está em prisão preventiva, depois de ter sido confrontada pela polícia e ter confessado aos detetives do condado de Palm Beach que colocou a bebé num caixote de lixo, alegadamente sem saber do direito de permanecer em silêncio, noticiou a agência Lusa.

Na segunda-feira, os advogados de defesa contestaram em tribunal com uma moção, onde afirmam que a confissão devia ser descartada visto que a mulher não foi informada do direito de permanecer em silêncio e de que as suas afirmações podiam ser usadas contra si pela justiça.

O juiz ainda não proferiu uma decisão sobre a moção para remover a confissão da suspeita e a próxima audiência ficou marcada para 03 de fevereiro.

A bebé foi encontrada por duas pessoas quando estava a chorar e ficou sob custódia do Departamento das Crianças e Famílias do estado da Florida. O crime ocorreu em Boca Raton, uma cidade da Florida, e deu lugar a acusações em tribunal de tentativa de homicídio e maus tratos à bebé.

Segundo relatos dos jornais norte-americanos, a mulher tem dificuldades com a língua inglesa e, em maio, foi interpelada por vários detetives, tendo falado em português com um deles, que não a terá informado do direito de permanecer em silêncio. Atualmente, nas sessões de tribunal, a mulher é acompanhada por um intérprete português.

De acordo com a autoridade da Imigração e Alfândega dos EUA, citada pela Associated Press, a mulher permanece ilegal no país e já tem um mandado de detenção para ficar sob custódia e ser expulsa do país depois de terminado o caso em tribunal.

Considerando as declarações aos detetives em maio, Rafaelle Sousa deu à luz em casa, mas não ouviu a bebé chorar e após três horas, achando que a recém-nascida estava morta, enrolou-a em sacos de plástico e colocou-a num caixote de lixo. A mulher terá tentado chegar de novo à bebé para confirmar que estava morta, mas não se aproximou porque havia pessoas ao lado do caixote.

Os procuradores admitiram que os direitos não foram lidos na sua totalidade à suspeita porque no momento da confissão esta ainda não estava sob custódia.

Na audiência de segunda-feira, uma outra detetive disse que foi Rafaelle Sousa que tentou falar com os agentes que tinham aparecido no local. A arguida disse não sabia que ainda estava em liberdade quando falava com o detetive em português.

Os advogados de defesa sustentam que a brasileira proferiu as declarações porque os detetives estavam armados, tinham algemas e a tinham intercetado à porta de casa.

O companheiro de Rafaelle Sousa e pai da bebé terá direito a ficar com a bebé e disse aos jornalistas que não sabia que a mulher estava grávida, mas que os testes de ADN provaram a paternidade.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

Chega quer câmaras nas fardas e nos carros-patrulha

O Chega, liderado por André Ventura, apresentou um projeto de resolução a defender que os agentes das forças de segurança nacionais devem poder utilizar câmaras, que seriam introduzidas nas fardas e nos carros-patrulha. O partido liderado …

"Não tenho o apoio de Assunção Cristas", diz João Almeida

O candidato à liderança do CDS-PP defende que o partido deve, no imediato, fortalecer-se e depois participar numa "plataforma à direita" de alternativa ao PS, com o PSD, mas sem o Chega. "A alternativa à governação …

Campanha internacional quer salvar leões subnutridos em parque no Sudão

Várias fotografias de leões subnutridos no zoo de Al-Qureshi, no Sudão, atraíram a atenção de milhares de pessoas, que tentam agora salvar os animais. O fotógrafo Ashraf Shazly encontrou cinco leões malnutridos, enjaulados e sem …

Joacine Katar Moreira defende mais direitos para deputados não inscritos em partidos

A deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, defendeu nesta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos, durante uma reunião do grupo de trabalho para racionalizar os votos objecto de …

Nova universidade internacional de Soros pretende combater populismo e alterações climáticas

O filantropo multimilionário George Soros vai investir mil milhões de dólares (cerca de 904 milhões de euros) numa universidade internacional que terá como foco a oposição a governos autoritários e às alterações climáticas. Segundo avançou o …

"O índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual a nós", diz Bolsonaro

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse, durante um vídeo em direto em que comentava a criação do Conselho da Amazónia, que "o índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual …

Jorge Brito Pereira deixa de ser advogado de Isabel dos Santos

O advogado anunciou, esta sexta-feira, que saiu da sociedade de advogados Uría Menéndez Proença de Carvalho, suspendeu a atividade profissional e, como consequência, vai cessar "o patrocínio jurídico" à empresária angolana. "Face às informações publicadas nos …

621 milhões de euros. Ministra reconhece que redução do défice no SNS ficou aquém

A ministra da Saúde reconheceu, esta sexta-feira, que a redução do défice do SNS em 2019 para 621 milhões ficou aquém do que estava previsto, sublinhando o aumento dos custos com pessoal. A ministra da Saúde, …

Governo prevê descontos nas portagens no interior

A ministra da Coesão Territorial disse esta sexta-feira que o novo modelo de desconto das portagens para o interior do país prevê descontos para quem vive, para quem trabalha e para quem visita no …

Excesso de higiene está a tornar a nossa saúde mais frágil, aponta estudo

Um grupo de investigação do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) divulgou recentemente um estudo sobre a perda de diversidade da flora intestinal - também denominada como microbiota - e as consequências desta diminuição na nossa …