Estudo revela porque gostamos de quem nos faz mal

Para os que acreditam que os bad boys têm mais sex appeal, um estudo estudo espanhol confirma que existe, de facto, um pouco de verdade por trás da afirmação de que gostamos de pessoas que não são boas para nós.

De acordo com o estudo, publicado na Evolution and Human Behavior, quanto mais neurótica e impulsiva uma pessoa é, mais propensa é também para ter mais parceiros sexuais.

O estudo analisou diversos traços de personalidade de 959 homens e mulheres heterossexuais com idades entre 16 e 67 anos, incluindo distúrbios comportamentais, mentais e físicos extremos, variando na gravidade desde inexistentes a medicamente diagnosticáveis.

Os indivíduos responderam perguntas relativas ao seu histórico de relações, o número de filhos que tiveram, o tipo de trabalho e rendimentos, nível de escolaridade e outros fatores socioeconómicos. Os traços de neuroticismo, transtorno obsessivo-compulsivo e impulsividade, no entanto, eram de particular interesse para os investigadores.

Os resultados revelaram que mulheres e homens patologicamente imprudentes – aqueles que agem sem pensar muito ou sem ter cuidado – atraíram muito mais parceiros de curto prazo do que os participantes com personalidades “médias”, que não mostravam traços patológicos pronunciados.

“Enquanto os que arriscam mais são egoístas, quebradores de regras, imprudentes e rebeldes, também são corajosos, temerários, independentes e autossuficientes, e vivem vidas frenéticas. Isso cativa muitas pessoas“, disse Fernando Gutiérrez, do Hospital Clínico de Barcelona, que liderou a pesquisa.

Obsessivos e neuróticas

Uma diferença entre os sexos foi observada nos casos de transtorno obsessivo-compulsivo: apenas os homens com essa característica foram mais bem sucedidos em garantir parceiras de longo prazo.

Isto estava fortemente associado ao elevado rendimento que os homens obsessivo-compulsivos tendiam a ter: de acordo com os autores do estudo, estes auferiam duas vezes mais do que os colegas.

“Do ponto de vista darwiniano, dinheiro significa sobrevivência, segurança e recursos para os descendentes. Os homens obsessivos-compulsivos também são sérios, confiáveis e cautelosos”, explicou Gutiérrez à revista Scientific American.

Para a mulher, vale mais a pena ser neurótica. O estudo concluiu que as mulheres mais neuróticas tinham 34% mais companheiros de longo prazo e 73% mais filhos do que a média.

Calma

Antes de sair por aí a confirmar estereótipos e ideias de senso comum, no entanto, é importante lembrar que o estudo tem limitações: além de envolver participantes de apenas uma cidade, Barcelona, é preciso ter em conta que muitas vezes as pessoas mentem sobre o histórico sexual.

“Isto pode ser especialmente verdadeiro para indivíduos cujas características de personalidade os tornam mais propensos à desonestidade”, comenta Corinna E. Löckenhoff, psicóloga do desenvolvimento humano da Universidade de Cornell, que não estava envolvida no estudo.

Apesar disso, os investigadores observam que transtornos de personalidade podem ter evoluído nos seres humanos como uma estratégia social e sexual, e não como uma doença desvantajosa.

HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Biden quer retomar acordo nuclear com o Irão, embora reconheça que será "difícil"

O vencedor das eleições presidenciais norte-americanas, Joe Biden, pretende retomar o acordo nuclear com Irão antes mesmo de novas negociações, assumiu o democrata numa entrevista ao New York Times. Joe Biden afirmou, durante a campanha eleitoral, …

Processo de reprivaticação da Efacec atrasado devido à discussão do OE2021

Apesar de as avaliações no âmbito do processo de nacionalização e futura reprivatização da Efacec já estarem concluídas, o processo esteve condicionado pela discussão do Orçamento de Estado para 2021 (OE2021). De acordo com o Jornal …

Costa sobre vacinação: “Há uma luz ao fundo do túnel, mas o túnel é muito comprido e penoso”

O primeiro-ministro, António Costa, advertiu esta quinta-feira que o processo de vacinação terá imponderabilidades externas a Portugal, sendo também complexo ao nível interno, com as dificuldades a aumentarem quanto maior for o universo de cidadãos …

Alterações climáticas podem colapsar os sistemas de saúde, alertam especialistas

O quinto relatório anual da Lancet sobre saúde e clima revelou que todos os países enfrentam ameaças à saúde humana, "que se multiplicam e se intensificam" à medida que as alterações climáticas originam novas pandemias …

Obama, Bush e Clinton vão vacinar-se publicamente para encorajar os norte-americanos

Os ex-presidentes dos EUA Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton disseram que estão prontos para serem vacinados publicamente contra a covid-19, a fim de encorajar os seus concidadãos a fazer o mesmo. Obama disse …

Retenção na fonte mensal reduzida em cerca de 2%. Salários terão um "ligeiro aumento"

As retenções na fonte em 2021 sobre salários de trabalho dependente vão reduzir-se em cerca de 2% face às praticadas este ano e irão permitir um “ligeiro aumento” do rendimento líquido mensal, segundo simulações da …

Em março já deverá haver imunização “suficientemente grande” da população

O epidemiologista Manuel do Carmo Gomes defendeu esta quinta-feira que “se tudo correr normalmente” com a vacinação contra a covid-19, no final de março haverá uma imunização “suficientemente grande” na população para evitar “grandes aumentos …

Quatro mortos e um ferido em explosão em estação de águas residuais em Bristol

Quatro pessoas morreram e outra ficou ferida após uma grande explosão numa estação de tratamento de águas residuais de Bristol, no sul de Inglaterra,. As vítimas mortais são três funcionários e um trabalhador externo, disse o …

Ventura diz que Marcelo quer flexibilização das restrições no Natal

O líder e deputado único do Chega, André Ventura, afirmou esta quinta-feira que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou a vontade de que haja alguma flexibilização das restrições à circulação no Natal. Após …

Governo do Brasil aponta início da vacinação entre janeiro e fevereiro

O ministro da Saúde do Brasil, Eduardo Pazuello, disse que o país vai começar a receber 15 milhões de doses de vacinas para a covid-19 entre janeiro e fevereiro de 2021, com mais cem milhões …