Estados Unidos querem transformar os seus soldados em ciborgues

As forças armadas dos EUA têm planos ambiciosos de transformar os seus soldados em guerreiros ciborgues de alta tecnologia, tornando-os mais fortes, aprimorando os seus sentidos e conectando os seus cérebros a computadores.

O Departamento de Defesa acabou de desclassificar um relatório de outubro que detalha os seus planos de “fusão humano/máquina”, revelando o seu plano de dar vida à tecnologia militar conhecida no campo da ficção científica. De acordo com o Army Times, o Pentágono considera que estes ciborgues chegarão aos campos de batalha em 2050.

O resumo executivo do relatório identifica quatro principais atualizações que se espera desenvolver nas próximas três décadas. Dois incluem melhorar a visão e a audição dos soldados. Os militares também querem fortalecer os soldados, equipando-os com novos dispositivos. De acordo com o relatório, todos “oferecerão o potencial de melhorar gradualmente o desempenho além da linha de base humana normal”.

Além disso, os militares propõem o  “aprimoramento neural direto do cérebro humano para transferência de dados bidirecional”. Noutras palavras, conectar as mentes dos soldados aos computadores para que os líderes militares possam transferir instantaneamente novas informações, mas também para permitir que soldados controlem veículos sem piloto com os seus pensamentos.

No entanto, as consequências previstas no relatório são preocupantes, de acordo com o Futurism. “A introdução de seres humanos aumentados na população em geral, o pessoal ativo do Departamento de Defesa e os concorrentes mais próximos acelerarão nos anos seguintes a 2050 e levarão a desequilíbrios, desigualdades e iniquidades nas estruturas legais, de segurança e éticas.”

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Os programas militares secretos para criação de supersoldados já existem há muito tempo, só agora começam a divulgar ao público. Montauk Project e não só.

RESPONDER

Cientistas estão a atirar rochas vulcânicas para telhados (para provar que são perigosas)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Canterbury está a lançar rochas vulcânicas para telhados na Nova Zelândia na esperança de ajudar os habitantes de Auckland a entender os perigos vulcânicos. "Auckland localiza-se num campo vulcânico …

A cordilheira Kong nunca existiu, mas esteve nos mapas durante um século

A cordilheira Kong nunca existiu, mas esteve durante 100 anos em muito dos principais mapas do continente africano. Acabaria por ser um militar francês, que explorou o rio Níger, a acabar com este "fantasma da …

"Continua a pairar perigosamente". Relógio do Juízo final mantém-se a 100 segundos do Apocalipse

A Humanidade nunca esteve tão perto do Apocalipse, alertam os cientistas responsáveis pelo "Relógio do Juízo Final", que decidiram mantê-lo na mesma posição do ano passado, a 100 segundos da meia-noite. O relógio, que é uma …

A primeira bateria doméstica de hidrogénio armazena três vezes mais energia do que uma da Tesla

Para usar energia solar doméstica, é preciso gerar energia quando o Sol brilha e armazená-la quando não aparece. Para isto, as pessoas usam normalmente sistemas de bateria de lítio. Porém, a empresa australiana Lavo construiu …

Um oásis LGBTQ, Budapeste é posto à prova pelo populismo e pela pandemia

Budapeste é um oásis para a comunidade LGBTQ, mas a cena drag da capital húngara vê-se ameaçada pela pandemia de covid-19 e pelas políticas conservadoras e populistas de Viktor Orbán. Durante muitos anos, Budapeste desfrutou a …

Coreia do Sul "ressuscitou" voz de uma superestrela. Chovem preocupações éticas

Pela primeira vez em 25 anos, a distinta voz da superestrela sul-coreana Kim Kwang-seok será ouvida na televisão nacional. O famoso cantor folk morreu em 1996. De acordo com a CNN, a emissora nacional da Coreia …

Maioria dos países africanos só terá vacinação em massa a partir de 2023

A maioria dos países africanos só terá imunização em massa a partir de 2023, segundo previsão da The Economist Intelligence Unit, que admite que, com o evoluir da pandemia, muitos dos países mais frágeis possam …

Mulher que "morreu" com covid-19 aparece viva 10 dias após funeral

Uma mulher de 85 anos ficou infetada com covid-19 num lar na Galiza, em Espanha. A 13 de janeiro a família de Rogelia Blanco recebeu a informação do lar de que a mulher tinha falecido. …

Familiares de vítimas na China pressionadas a não falar com OMS

As autoridades chinesas estão a pressionar as famílias das primeiras vítimas da covid-19 para que não entrem em contacto com os investigadores da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Wuhan, segundo familiares dos falecidos. Mais de …

Falsas vacinas à venda na Internet são grande risco para a saúde

Embora milhões de pessoas tenham sido já vacinadas contra a covid-19 nos países ricos, proliferam as fraudes na Internet com fármacos falsos que representam um grande risco para a saúde, alertaram peritos das Nações Unidas. As …