Estado tem 148 milhões em paraísos fiscais que constam da lista negra das Finanças

PSD / Flickr

A ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque

Empresas do Estado português tinham aplicados, no final de Junho de 2015, 148 milhões de euros em paraísos fiscais que constam da “lista negra” do Ministério das Finanças com vista a combater a evasão fiscal.

Este fim de semana, numa reacção a perguntas do Bloco de Esquerda, o secretário de Estado Adjunto, do Tesouro e Finanças, Ricardo Mourinho Félix, disse “não ter conhecimento” de quaisquer aplicações públicas em paraísos fiscais.

No entanto, uma investigação do Expresso revela agora que as empresas públicas nacionais tinham, em Junho de 2015, aplicações financeiras de 131 milhões de euros em Jersey, uma ilha no Canal da Mancha, e de 17 milhões na Jordânia, no Golfo Pérsico.

Tanto Jersey como a Jordânia constam da portaria que define os países e territórios considerados como “paraísos fiscais ou sujeitos a regimes de tributação privilegiada”. Esta lista foi elaborada com o intuito de combater a evasão e a fraude fiscal internacionais.

O Expresso chegou a estes valores consultando a base de dados do Fundo Monetário Internacional (FMI) que refere os investimentos dos Estados em termos de acções, obrigações e outras aplicações financeiras de entidades desde a Administração Central às autarquias, regiões, empresas reclassificadas ou fundos e serviços autónomos, sublinha o semanário.

Estas informações do chamado Coordinated Portfolio Investment Survey (CPIS), com base em informações fornecidas pelos bancos centrais de cada país, remontam a 2001 e decorrem até Junho de 2015.

O Expresso descreve que entre 2001 e 2007 há referência a aplicações financeiras em diversos offshores nas Ilhas Virgens Britânicas, nas ilhas Caimão, em Jersey e nas Antilhas Holandesas – com um pico de 451 milhões de dólares em 2004 -, mas que entre 2008 e 2014 não houve registo de investimentos públicos portugueses.

Estes dados sugerem que as atuais aplicações das entidades públicas portuguesas em paraísos fiscais terão sido feitas feitas integralmente em 2015.

Em 2008, o Expresso revelou, com base nas estatísticas do CPIS, que o Estado português tinha 235 milhões de dólares investidos em paraísos fiscais no final de 2006.

As Finanças esclareceram na altura que 80% destas aplicações correspondiam a investimentos do Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social (FEFSS) em fundos geridos por gestoras britânicas com sede nas ilhas Jersey, Caimão e Virgens Britâncias, garantindo não ter havido qualquer ilegalidade.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. ** o secretário de Estado Adjunto, do Tesouro e Finanças, Ricardo Mourinho Félix, disse “não ter conhecimento” de quaisquer aplicações públicas em paraísos fiscais. **
    Ou é um grande mentiroso, ou um grande incompetente. Quando o responsável pelo Tesouro e Finanças, “não sabe” onde está o dinheiro do estado… é porque a rebaldaria é total !!

  2. Enfim entregues aos bichos como sempre, o mal é que ninguém que para lá vá quer minimamente saber dessas questões pois interessante é ter o dinheirinho ao fim do mês pago pelos contribuintes no seu bolso

  3. COMO É POSSIVEL!!!! Bom, agora quero ver os partidos da esquerda, esquerda, a reivindicar o retorno desse dinheiro..ou será que também vão ficar caladinho e mais uma vez nada se passa. ATENÇÃO estamos a ser ROUBADOS pelos nossos “governantes” que nos deviam criar condições de vida melhores!!É REVOLTANTE VER TANTA POUCA VERGONHA NA POLITICA E NENHUM DEPUTADO DA NAÇÃO QUER SABER DO POVO PORTUGUÊS.

  4. Há offshores para todos, para o menino, para a menina, para o público e para o privado, eles existem com consentimento de todos os regimes políticos do mundo portanto o resto é conversa, tal como a droga, quem é que está interessado em a combater a sério?

  5. diz que nao sabia ou tambem lhe cabe alguma coisa quando não se sabe dar contas das coisas para que são nomeados são todos um bando de ladroes

RESPONDER

Morreu El Pibe, Diego Armando Maradona

O antigo internacional argentino Diego Armando Maradona morreu esta quarta-feira aos 60 anos de idade. Foi vítima de uma paragem cardiorrespiratória, avança a imprensa argentina. O estado de saúde do ex-futebolista estava debilitado e, segundo relatos do …

Empresas deixam de estar obrigadas a pôr o código QR nas faturas

A obrigatoriedade de as empresas incorporarem nas faturas o código QR e o código único de documento “traria custos adicionais para as micro pequenas e médias empresas, particularmente na adaptação de sistemas informáticos”. A obrigatoriedade de as …

Bolieiro cita Sá Carneiro e reconhece "exigente missão"

O novo presidente do Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro, tomou esta terça-feira posse na Assembleia Legislativa Regional e, citando Sá Carneiro, reconheceu a "exigente missão" que tem pela frente. "Medimos os desafios a enfrentar e …

Escócia é o primeiro país a tornar os produtos menstruais gratuitos

Os produtos de higiene íntima feminina vão passar a ser gratuitos na Escócia. A primeira medida do género em todo o mundo entrará em vigor em janeiro e tem o objetivo de combater a “pobreza …

Fenprof diz que a falta de docentes em algumas escolas se resolvia com oferta de horários completos

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) estima que milhares de alunos continuem sem ter todas as aulas por falta de docentes, um problema que acredita que se resolvia com medidas como completar os horários vagos …

Retirado cartaz em Oeiras por "ofender" Isaltino Morais. Iniciativa Liberal já apresentou queixa

A Câmara Municipal de Oeiras retirou um cartaz da Iniciativa Liberal (IL) que questionava a gestão de Isaltino Morais. O partido liderado João Cotrim Figueiredo já apresentou queixa. De acordo com o semanário Expresso, a …

Cinco inspetores do SEF implicados na morte de Ihor Homenyuk afastados do centro de imigrantes

Cinco inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) implicados na morte de Ihor Homenyuk pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) foram afastados do centro de instalação temporária do aeroporto onde ocorreu a homicídio a …

Morreu Reinaldo Teles. Histórico dirigente do FC Porto estava internado com covid-19

Reinaldo Teles faleceu, nesta quarta-feira, aos 70 anos de idade. O histórico dirigente do FC Porto estava internado nos Cuidados Intensivos do Hospital de São João, no Porto, infectado com covid-19. Há algum tempo afastado do …

Mais 71 mortes e 5290 casos de covid-19. 517 doentes nos cuidados intensivos

Portugal regista, esta quarta-feira, mais 71 mortes e 5290 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 5290 novos casos, …

Um quarto dos italianos acredita em teorias da conspiração sobre a covid-19

Um quarto dos italianos acredita em teorias da conspiração sobre a covid-19, incluindo que o vírus foi criado em laboratório para alterar equilíbrios mundiais ou que não existe, segundo uma nova sondagem. Um em cada cinco …