/

Estado Islâmico ameaça atacar Mundial 2018 e pôr Messi a chorar sangue

3

Diego Azubel / EPA

“Estão a lutar com um estado que não tem a palavra falha no dicionário”: esta frase surge num cartaz onde figura Lionel Messi com uma lágrima de sangue atrás das grades e é a mais recente ameaçada do Estado Islâmico.

Segundo informações divulgadas pelos SITE Intel Group, citadas pelo Observador, o Estado Islâmico lançou uma campanha de ameaça ao Mundial de 2018.

Num dos cartazes divulgados pelo organismo que acompanha as atividades do Estado Islâmico na Internet, o grupo extremista usou uma imagem do argentino Lionel Messi e “colocou-o” atrás das grades, a chorar sangue.

Além disso, no cartaz pode ainda ler-se que “estão a lutar contra um estado que não tem a palavra falha no dicionário”.

Esta não é, no entanto, a primeira vez que os extremistas ameaçam a competição mundial de futebol, que acontece já no próximo ano, na Rússia.

Antes deste, já tinham sido divulgados alguns cartazes que faziam referência à competição. Num deles, aparece inclusive, um soldado a olhar para o Estádio Luzhniki, em Moscovo, na Rússia, onde se vai realizar a final do Mundial 2018.

Nesse cartaz, o grupo terrorista deixa uma promessa: “Prometo que o fogo de Mujahideen – combatente da religião Islâmica – te vai queimar. Espera só…”.

  ZAP //

3 Comments

  1. O quem? Estado quê? Têm que falar mais alto, não se ouve nada daí do fundo das fossas. E o mundial é apenas para pessoas, e não ratos.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.