Esta segunda há a mais brilhante superlua dos últimos 70 anos

A superlua esperada para o dia 14 de novembro será a mais brilhante Lua Cheia observada desde 1948.

Saia à rua nas noites de 13 ou 14 de novembro e olhe para a Lua. Não só estará praticamente Cheia como, nessas noites, o nosso satélite natural estará perto do seu perigeu – o ponto orbital mais próximo do nosso planeta (hora exata do perigeu: 11:21 de dia 14, hora portuguesa).

Isto significa que em novembro temos, novamente, uma superlua.

O termo superlua entrou, nos últimos anos, no nosso vocabulário popular. Originalmente era um termo da astrologia moderna para uma Lua Nova ou Cheia que ocorre quando esta está entre 90-100% perto do perigeu numa dada órbita, mas agora refere-se mais amplamente a uma Lua Cheia que está mais próxima da Terra do que a média.

Mas porque é que a Lua está mais próxima da Terra certas vezes, mas não noutras?

Dado que a órbita da Lua é elíptica, um lado (perigeu) está aproximadamente 50.000 km mais próximo da Terra do que o outro lado da órbita (apogeu).

Quando ocorre o perigeu e a Lua está no lado oposto da Terra, da perspetiva do Sol, temos uma lua do perigeu ou, mais famosamente, uma superlua!

Esta coincidência ocorre três vezes em 2016. Tal como no passado dia 16 de outubro, no próximo dia 14 de dezembro, a Lua tornar-se-á Cheia no mesmo dia (a menos de 24 horas) do perigeu.

Mas no dia 14 de novembro, a Lua atinge a sua fase Cheia apenas 2 horas e 31 minutos depois do perigeu – tornando-se, sem dúvida, numa extra-superlua.

A Lua Cheia de dia 14 de novembro não só é a Lua Cheia mais próxima de 2016, como também é a Lua Cheia mais próxima, até à data, do século XXI – em mais de 68 anos, para ser exato.

A Lua Cheia só chegará novamente tão perto da Terra na noite de 25 para 26 de novembro de 2034.

A superlua de 13 para 14 de dezembro é notável por uma razão diferente: o seu brilho vai obscurecer a nossa observação da chuva de meteoros das Geminídeas.

O brilhante luar vai reduzir a visibilidade dos meteoros ténues por um factor entre cinco e dez, transformando o que costuma ser uma fantástica chuva num mero rodapé astronómico.

Os observadores poderão considerar-se sortudos se provavelmente conseguirem ver, durante o pico, uma dúzia de estrelas cadentes por hora. Bem, pelo menos a Lua será notável.

Quão notável é uma superlua?

Uma superlua, ou uma Lua Cheia durante o perigeu, pode ser até 14% maior e 30% mais brilhante do que a Lua Cheia no apogeu.

No entanto, nem sempre é fácil ver a diferença. É fácil mascarar uma diferença de 30% no brilho com nuvens ou com o brilho das luzes da cidade. Além disso, não existem réguas a flutuar no céu para medir diâmetros lunares.

Pendurada bem alto, sem nenhum ponto de referência perto para fornecer uma sensação de escala, uma superlua Cheia poderá parecer-se com qualquer outra habitual.

Por outro lado, as Luas mais baixas podem criar o que se chama de “ilusão lunar”. Quando a Lua está perto do horizonte, pode parecer anormalmente grande quando observada através de árvores, edifícios ou outros objetos em primeiro plano.

O efeito é uma ilusão de ótica, mas esse facto não retira impacto à experiência.

As superluas são, inegavelmente, esplêndidas. Já tivemos uma este ano, mas ainda podemos observar a sua beleza duas vezes até ao final do ano.

Marque estas datas no seu calendário e disfrute do espetáculo astronómico. Não se esqueça – oportunidade fotográfica! E, como é normal para esta época do ano, proteja-se do frio!

CCVAlg

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

O RRS David Attenborough, navio virgem dos reinos polares, já saiu do estaleiro

O navio RRS Sir David Attenborough saiu finalmente do seu estaleiro. O já lendário navio vai agora ser sujeito a alguns testes antes de ser oficialmente entregue ao serviço, em novembro deste ano. A construção do …

Vulcões ativos produzem 30 a 50% da atmosfera de Io

Novas imagens rádio obtidas pelo ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) mostram, pela primeira vez, o efeito direto da atividade vulcânica na atmosfera da lua de Júpiter, Io. Io é a lua mais vulcanicamente ativa do nosso …

Descobertas pegadas fossilizadas com mais de 10 mil anos. São a trilha pré-histórica de uma mãe com um bebé ao colo

Uma equipa de investigadores internacional descobriu o trilho pré-histórico mais comprido do mundo no Novo México, nos Estados Unidos. O novo estudo conta a historia de uma mulher que carregou um bebé nos braços durante …

Pure Skies. Empresa desenha cabines dos aviões do pós-pandemia

Desde o início da pandemia, os especialistas têm testado diferentes maneiras de alcançar o distanciamento social em aviões, embora com pouco sucesso. Agora, há uma empresa que está a levar esta ideia até ao próximo …

OE2021. Bloco de Esquerda vota contra na generalidade

O Bloco de Esquerda vai votar contra a proposta do Orçamento do Estado para 2021 na generalidade, anunciou a coordenadora do partido, Catarina Martins. Em declarações aos jornalistas, a bloquista confirmou este domingo que o …

PS ganha eleições nos Açores sem garantia de maioria absoluta

O PS voltou a ganhar as eleições regionais dos Açores, obtendo entre 37% e 41%, o que não garante a maioria absoluta, segundo a projeção à boca das urnas realizada este domingo pela Universidade Católica …

Extinção da fauna em Madagáscar pode dever-se à presença humana (e a mudanças climáticas)

Grande parte da fauna de Madagáscar e das ilhas Mascarenhas foi eliminada durante o último milénio. Neste sentido, uma equipa de cientistas analisou um registo do clima nos últimos 8000 anos nas ilhas. O resultado …

PAN vai abster-se na generalidade. OE mais próximo da aprovação

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) vai abster-se na votação na generalidade da proposta de Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) na próxima quarta-feira, anunciou a líder parlamentar do partido, Inês Sousa Real. Com a abstenção dos três …

O passado tóxico fica para trás. Asbestos, a cidade "amianto", mudou de nome

A cidade canadiana Asbestos (que significa amianto) ganhou um novo nome, quase 11 meses após o anúncio da votação. Wuase metade dos cerca de 6 mil residentes da cidade canadiana marcaram presença numa votação organizada num …

Menino de 12 anos encontra fóssil de dinossauro com 69 milhões de anos

Nathan Hrushkin, aspirante a paleontólogo de 12 anos, encontrou o fóssil de um dinossauro enquanto passeava com o pai em Alberta, no Canadá. Depois de enviarem uma fotografia ao Museu Royal Tyrrell, ficaram a saber …