Está a nascer em Aveiro um novo mel – com perfume

Beesweet

Carla Pereira e Ana Pais, fundadoras da Beesweet

Carla Pereira e Ana Pais, fundadoras da Beesweet

Convictas de que “o mel não é só mel”, mas “pode ser muito mais do que isso”, Ana Pais e Carla Pereira, duas jovens empreendedoras da região de Aveiro, preparam-se para lançar no mercado uma nova marca, a Beesweet, que disponibilizará um mel cru aromatizado através de técnicas naturais.

“Queremos dar uma imagem de um mel diferenciado, de um mel com perfume – daí o slogan Beesweet, Honey like a parfum – no sentido de ter vários cheiros, vários gostos e vários aromas, para nos podermos dirigir a um público diferenciado”, explicou uma das promotoras do projeto em entrevista à agência Lusa.

Segundo Ana Pais, neta de um apicultor de Estarreja, mas com formação na área do turismo, a imagem do mel no mercado está atualmente “obsoleta” devido à escassez de inovação na diferenciação de sabores, à reduzida divulgação dos seus benefícios e propriedades e à embalagem “pouco apelativa e de difícil manuseamento” com que o produto chega ao mercado.

Aliás, disse, a comercialização da gama Beesweet está apenas dependente da obtenção do financiamento necessário para a compra do molde para a embalagem do novo produto, que fazem questão que tenha “uma imagem completamente diferenciadora”.

“A questão é que não temos capital, neste momento, para comprar a embalagem. Se vamos por o nosso mel dentro da embalagem de vidro que toda a gente já conhece, vai ser mais do mesmo, o que nós não queremos”, afirmou.

The Next Big Idea / Facebook

Ana Pais e Carla Pereira, as fundadoras da Beesweet

Ana Pais e Carla Pereira, as fundadoras da Beesweet

Para já, apenas em protótipo, a embalagem escolhida é de polipropileno e tem a forma de uma gota, “de esguelha, ergonómica e muito prática”, destacando-se pela cor dourada, onde sobressaem, “a transparente, para que se possa ver o mel”, o logotipo e o nome Beesweet.

Empenhadas em “arrecadar o máximo financiamento possível ” para entrar no mercado, as jovens empresárias lançaram este mês uma campanha de ‘crowdfunding’ (financiamento colaborativo) para, até final de junho, tentarem arrecadar 10 mil dos 25 a 30 mil euros necessários.

De acordo com Ana Pais, a Beesweet pretende “comercializar um mel diferente, que ainda não existe no mercado, e que acrescenta ‘flavour’ a um mel base de eucalipto ou rosmaninho, para se chegar ao um sabor mais cítrico, mais fresco ou mais intenso ou picante”.

“É um mel que continua a ter todas as caraterísticas do mel a nível da intensidade, da cor, da espessura e do cheiro, mas que tem um segredo”, disse, assegurando, contudo, que “é tudo natural”, não sendo acrescentado “nenhum aroma, essência ou químico”.

“Como é que o fazemos é um segredo de família e não o divulgamos”, acrescentou.

Além de uma gama de seis ‘flavours’, do ‘portfolio’ da Beesweet fará ainda parte um mel de mirtilo, descrito como um néctar “específico de floração” deste fruto silvestre, “100% feito pelas abelhas que vão diretamente à flor de mirtilo para fazer o mel”.

“Temos abelhas em três quintas diferentes de Sever do Vouga e já retirámos uma primeira colheita de mel”, adiantou Ana Pais, explicando que esta amostra “está a servir para realizar testes na Universidade de Aveiro, na Faculdade de Ciências de Nutrição do Porto e na Fundação Dr. Ricardo Jorge para entender se se trata, realmente, de um produto diferenciador e se, ao nível do néctar recolhido, tem 60% de mínimo de floração de mirtilo”.

Beesweet

Ana Pais, O Mel Como Perfume

Ana Pais e O Mel Como Perfume

O objetivo, salientou, é certificar o produto de forma a “garantir aos consumidores que este é, realmente, um mel de mirtilo e que tem propriedades diferenciadoras”, nomeadamente um poder antibacteriano mais forte do que os outros tipos de mel.

Em amadurecimento há cerca de um ano e meio, o projeto da Beesweet conquistou em outubro passado o 1.º prémio no programa Startup Pirates e foi apoiado com o Passaporte para o Empreendedorismo do Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (IAPMEI).

“A estratégia é colocar o mel Beesweet no retalho ‘premium’ e ‘gourmet’ e na hotelaria de luxo em Inglaterra, Bélgica, França, Noruega, Viena de Áustria e Alemanha. Vamos abordar estes mercados através de retalhistas portugueses, que serão a nossa porta de entrada”, afirmou Ana Pais.

Já na China, Médio Oriente e a América do Sul, mercados que também estão “na mira” da marca, decorrem “contactos com distribuidores que a farão chegar às lojas segmentadas”.

Certo é que o produto “não vai competir pelo preço”, uma vez que “poderá chegar às prateleiras com um preço de 13/14 euros cada 200 gramas”.

Website: www.beesweet.pt
Facebook: https://www.facebook.com/www.beesweet.pt
Campanha crowdfunding www.massivemov.com/beesweet

ZAP/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …

Morales quis dialogar. Presidente interina da Bolívia mandou-o calar-se

O ex-Presidente Evo Morales ofereceu-se para regressar à Bolívia para "ajudar a pacificar o país, não para ser candidato", mas Jeanine Añez, que assumiu a presidência interina do país, respondeu que Morales não pode participar …

Cientistas reconstruiram a cara mutilada de uma guerreira Viking

Um esqueleto encontrado num cemitério Viking em Solør, na Noruega, tinha sido identificado como sendo de uma mulher há vários anos, mas os especialistas não tinham a certeza se tinha sido verdadeiramente uma guerreira. Agora, a …