Encontrados 1.500 esqueletos do Período Edo esquecidos num cemitério do Japão

Osaka City Cultural Properties Association

Arqueólogos em Osaka, no Japão, encontraram um cemitério histórico com mais de 1.500 esqueletos que datam do Período Edo, entre 1603 e 1867.

De acordo com a Fox News, as inspeções para a escavação no bairro Kita, em Osaka, começaram em 1991. Segundo um comunicado, o projeto de quase três décadas foi um empreeendimento conjunto do conselho de educação da cidade, a Osaka Cultural Heritage Association.

“Os restos escavados, incluindo ossos humanos, estão atualmente em processo de classificação e análise”, lê-se no comunicado. “Além dos humanos, animais também estão enterrados no cemitério, com mais de quatro leitões na parte norte do cemitério e dois cavalos na parte sul. Um osso de gato contido num esqueleto também foi encontrado.”

De acordo com o Hyperallergic, o Túmulo de Umeda é um dos sete cemitérios históricos de Osaka. Situado perto da Estação de Osaka da West Japan Railway, encontrar o cemitério Umedahaka é como desenterrar um cemitério da Guerra Civil sob a Times Square em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Anunciado formalmente pela Associação de Propriedades Culturais da Cidade de Osaka, a descoberta foi feita durante os estágios recentes da reforma de Umekita, cujo esforço comercial prevê a construção de quatro arranha-céus até 2024. Porém, é improvável que o projeto seja retomado até que todos os restos sejam devidamente recolhidos e enterrados noutro lugar.

De acordo com a Archaeology, acredita-se que o cemitério Umedahaka tenha sido usado durante mais de 200 anos por quem vivia perto do Castelo de Osaka. Quanto aos próprios restos mortais, nenhum dos cemitérios na parte norte do local continha pertences pessoais.

Aqueles que foram enterrados sem objetos pessoais também foram encontrados enterrados juntamente com vários corpos em cada local. Os investigadores acreditam que essas pessoas morreram durante uma epidemia ou desastre natural, embora essa hipótese ainda não tenha sido confirmada.

Osaka City Cultural Properties Association

Os pesquisadores acreditam que os restos encontrados na secção norte pertenciam a indivíduos menos ricos e estão a usá-los para estudar a forma como os cidadãos comuns eram enterrados.

Os investigadores também descobriram um tesouro de artefactos entre os mortos mais formalmente enterrados – que eram provavelmente mais ricos – na secção sul do cemitério. As escavações renderam os restos de uma estrutura de pedra, contas, moedas de ouro, cachimbos, pratos e potes em miniatura, bonecas e uma tábua mortuária budista. No sul, os mortos foram enterrados individualmente em caixões de madeira ou cremados e mantidos em urnas.

Alguns dos mortos sofreram de sífilis e tumores ósseos.

Enterros e rituais apropriados realizados por monges budistas deverão ser realizados quando a análise terminar.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

ESA escolhe a revolucionária EnVision para missão a Vénus

A Agência Espacial Europeia ESA selecionou esta quinta-feira a sonda EnVision para uma missão a Vénus, programada para 2030, com o objetivo de entender como o planeta se tornou um inferno tóxico inabitável. A decisão surge …

Advogado avança com ação judicial para destituir Luís Filipe Vieira

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, vai ter de responder em tribunal numa ação judicial, interposta pelo advogado Jorge Mattamouros, sócio do clube, que visa a sua destituição, revelou esta quinta-feira o Expresso. Segundo o …

Dados enviados para a Rússia. Medina pediu auditoria a outras manifestações em Lisboa

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, anunciou hoje que pediu uma auditoria sobre a realização de manifestações no município nos últimos anos, no seguimento da partilha indevida de dados de ativistas russos. Em …

Um McDonald's abandonado dá comida a milhares de famílias carenciadas em França

Um antigo McDonald's foi reconvertido num banco alimentar que dá comida a milhares de família carenciadas em Marselha, França. Fati Bouarua, de ascendência argelina, cresceu nos bairros mais negligenciados de Marselha, em França. Agora, ajudou a …

Floresta fóssil no Peru guarda segredos sobre a história da América do Sul

Nas colinas fora da pequena aldeia de Sexi, Peru, uma floresta fóssil guarda segredos sobre os últimos milhões de anos da América do Sul. Quando os investigadores visitaram as árvores petrificadas pela primeira vez, há mais …

Uma famosa ilusão pode ajudar a tratar o transtorno obsessivo-compulsivo

Um famoso truque psicológico chamada "ilusão da mão de borracha" pode ser útil para tratar pacientes com transtorno obsessivo-compulsivo. O que é a "ilusão da mão de borracha"? Nesta experiência, os participantes são colocados com a …

Macron agredido com bofetada. Agressor condenado a 18 meses de prisão

Um tribunal francês condenou esta quinta-feira a uma pena de prisão de 18 meses de prisão o homem que esbofeteou o presidente da França, Emmanuel Macron, na terça-feira, durante uma viagem ao sudeste do país. Segundo …

A nova tendência em Nova Iorque? Mesas separadas para clientes vacinados

Muitos proprietários do setor da restauração estão a criar zonas especiais para pessoas que já foram vacinadas contra a covid-19. O motivo? Os clientes querem sentir que estão novamente a viver no mundo antes da …

Todos os dias, ao meio-dia, uma arma é disparada em Hong Kong

Todos os dias, ao meio-dia, uma grande arma antiga é disparada em Hong Kong. E não, não tem nada a ver com guerra, conflitos ou protestos. Tal como conta a cadeia televisiva CNN, a Jardine Noonday …

Dados de manifestantes em Lisboa enviados para a Rússia. "É muito grave"

O secretário-geral do PCP afirmou hoje, em Santarém, que, a confirmar-se, "tem gravidade" o envio, pela Câmara de Lisboa, de informação à Rússia sobre cidadãos daquele país que organizaram uma manifestação na capital portuguesa. Fernando …