Espanha tem hoje mais habitantes do que nunca (e muitos são portugueses)

São perto de 47 milhões de habitantes, o maior número de sempre de pessoas a viver em Espanha, fruto da maior subida anual da última década: mais 276 mil pessoas entraram no país em 2018, entre emigrantes espanhóis que regressaram e imigrantes, sobretudo vindos de países europeus como Itália e Portugal, mas também da América Latina e de Marrocos.

Depois de uma crise que fez que centenas de milhares de pessoas deixassem o país (entre 2012 e 2016 foram 400 mil), a recuperação de população está a fazer-se a níveis inéditos, com espanhóis e estrangeiros a escolher a grande economia europeia mais pujante do momento para viver, noticiou na terça-feira o Financial Times, citado pelo Dinheiro Vivo.

Segundo o artigo, Madrid cresceu 2,5% no último ano, no quinto ano consecutivo de progressão do PIB e acima da média europeia, tendo a segunda maior taxa de criação de emprego, logo depois de Berlim.

O ritmo de criação de postos de trabalho, que tem evoluído a uma média de 2% ao ano desde 2015, tem sido um atrativo para o regresso de espanhóis e para trabalhadores italianos e portugueses, que procuram melhores condições económicas e de trabalho.

No último ano, confirmou o Financial Times, aumentou em 10% o número de italianos em Espanha, sendo mais 3% os portugueses ali, a maior percentagem de deslocalização para o país vizinho desde a crise.

E pela primeira vez em sete anos, o número de espanhóis a voltar a casa excedeu o total dos que saíram do país, num momento em que as previsões apontam para um crescimento duas vezes superior ao esperado para a média da zona euro: 2,3% em 2019.

De acordo com as declarações de um professor da Universidade Autónoma de Madrid ao Financial Times, além das razões económicas, pesa na escolha dos vizinhos o facto de Espanha ser um país favorável à construção de uma carreira, ao mesmo tempo que partilha as vantagens de se tratar de um país mediterrânico.

A mesma publicação salientou, no entanto, que é da América Latina, sobretudo da Venezuela, que chegam cada vez mais imigrantes a Madrid, em fuga de um país em crise e à procura de meios de subsistência que já não conseguem ter no seu país de origem – o que pode vir a ser motivo de preocupação, dadas as qualificações pouco especializadas dessa onda de imigração.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …

Trump abandona conferência de imprensa após ser confrontado por jornalista com mentira que disse 150 vezes

O Presidente norte-americano abandonou uma conferência de imprensa, este sábado, depois de ter sido confrontado por uma jornalista com uma mentira que já terá dito mais de 150 vezes sobre cuidados de saúde para os …

Olavo Bilac pede desculpa por ter atuado num comício do Chega

O cantor Olavo Bilac recorreu à sua conta de Facebook para pedir desculpa aos seus fãs e aos seres pares do setor por ter atuado num comício do Chega, frisando não ter qualquer relação com …