O Espaço é muito mais denso fora do Sistema Solar (e não se sabe porquê)

(CC0/PD) myersalex216 / Pixabay

Em novembro de 2018, depois de uma épica viagem de 41 anos, a Voyager 2 cruzou a fronteira que marcava o limite da influência do Sol e espaço interestelar. Segundo os dados enviados para a Terra, à medida que a sonda se afasta do Sol, a densidade do Espaço aumenta.

Não é a primeira vez que o aumento de densidade foi detectado. A Voyager 1, que entrou no espaço interestelar em 2012, detetou um gradiente de densidade semelhante noutro local. De acordo com o ScienceAlert, os novos dados da Voyager 2 mostram que a deteção da Voyager 1 foi legítima e que o aumento na densidade pode ser uma característica em grande escala do meio interestelar local (VLIM).

A borda do Sistema Solar pode ser definida por alguns limites diferentes, mas o atravessado pelas sondas Voyager é conhecido como heliopausa e é definido pelo vento solar. Este é um vento supersónico constante de plasma ionizado que sai do Sol em todas as direções. A heliopausa é o ponto em que a pressão externa desse vento já não é suficientemente forte para empurrar o vento do espaço interestelar.

O espaço é geralmente considerado um vácuo, mas não é completamente. A densidade da matéria é extremamente baixa, mas existe.

No Sistema Solar, o vento solar tem densidade média de protões e eletrões de 3 a 10 partículas por centímetro cúbico, mas diminui à medida que nos afastamos do Sol.

A densidade média de eletrões do meio interestelar na Via Láctea, entre as estrelas, foi calculada em cerca de 0,037 partículas por centímetro cúbico. A densidade do plasma na heliosfera externa é de cerca de 0,002 elétrons por centímetro cúbico.

Conforme as sondas Voyager cruzaram além da heliopausa, os seus instrumentos Plasma Wave Science detetaram a densidade de eletrões do plasma por meio de oscilações de plasma.

A Voyager 1 cruzou a heliopausa em 25 de agosto de 2012, a uma distância de 121,6 unidades astronómicas da Terra. Quando mediu pela primeira vez as oscilações do plasma depois de cruzar a heliopausa em 23 de outubro de 2013 a uma distância de 122,6 unidades astronómicas, a Voyager 1 detetou uma densidade de plasma de 0,055 eletrões por centímetro cúbico.

A Voyager 2 cruzou a heliopausa em 5 de novembro de 2018 a uma distância de 119 unidades astronómicas e mediu as oscilações do plasma em 30 de janeiro de 2019 a uma distância de 119,7 unidades astronómicas, encontrando uma densidade plasmática de 0,039 eletrões por centímetro cúbico.

Depois de viajar outras 20 unidades astronómicas, a Voyager 1 relatou um aumento para cerca de 0,13 eletrões por centímetro cúbico. Porém, as deteções feitas pela Voyager 2 em junho de 2019 mostraram um aumento muito mais nítido na densidade para cerca de 0,12 eletrões por centímetro cúbico, a uma distância de 124,2 unidades astronómicas.

Uma teoria defende que as linhas do campo magnético interestelar se tornam mais fortes à medida que cobrem a heliopausa. Isso poderia gerar uma instabilidade ciclotrão de iões eletromagnéticos que esgota o plasma da região de cobertura.

Outra teoria é que o material soprado pelo vento interestelar deve desacelerar ao atingir a heliopausa, causando uma espécie de congestionamento.

Este estudo foi publicado em agosto na revista científica The Astrophysical Journal Letters.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Numa verdadeira cena à James Bond, homem foge do FBI numa scooter subaquática

Um americano que estava a ser procurado por um suposto envolvimento num esquema de fraude, foi preso na passada segunda-feira, dia 16, após usar uma "scooter marítima" subaquática para tentar fugir do FBI. Quem assistiu ao …

Após quase terem sido extintas, baleias azuis estão a voltar à Geórgia do Sul

A baleia azul regressou às águas em torno da ilha Geórgia do Sul, quase um século depois de este animal ter sido quase extinto pela caça industrial. A remota ilha Geórgia do Sul, perto da Antártida, era …

Manuscritos de "A Origem das Espécies" divulgados online pela primeira vez

Duas páginas originais do rascunho manuscrito de "A Origem das Espécies", de Charles Darwin, foram divulgadas online pela primeira vez. Além disso, foram ainda publicadas cartas e notas de leitura nunca antes vistas. Os documentos foram …

Os videojogos podem ser bons para o bem-estar pessoal, sugere estudo

De acordo com um novo estudo que analisou o comportamento de jogadores e dados fornecidos por empresas de videojogos, o tempo gasto a jogar pode ser bom para o bem-estar pessoal. A Electronic Arts e a …

A MINI criou uma van perfeita que foi pensada para relaxar, usufruir e conviver

A marca de automóveis MINI apresentou o projeto do Vision Urbanaut. Este veículo é uma van completamente moderna e sustentável, pois oferece mais espaço interior e versatilidade, e ainda deixa uma pegada ecológica mínima. Esta van …

Covid-19. Angela Merkel alerta sobre plano de vacinação para países mais pobres

A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou os líderes dos países mais desenvolvidos que o progresso no desenvolvimento de um sistema de distribuição de vacinas para nações mais necessitadas tem sido lento e que essa questão …

Explosão em Beirute. Danos segurados rondam mil milhões

As vítimas da explosão que destruiu o porto de Beirute e área circundante, em agosto, apresentaram um total de 14.921 reclamações de seguro, totalizando danos segurados estimados em perto de 1,62 biliões de libras libanesas …

Centenas de pessoas que morreram de covid-19 em Nova Iorque continuam em camiões frigoríficos

Muitos destes cadáveres, que continuam em camiões frigoríficos, são de pessoas cujas famílias não puderam ser localizadas ou que não podem cobrir os custos do enterro. De acordo com o The Wall Street Journal, cerca de …

Bolsonaro responsabiliza estados e municípios por não usarem testes

Mais de 6,8 milhões de testes RT-PCR, adquiridos pelo Ministério da Saúde brasileiro, perderão a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, direcionou para estados e municípios a responsabilidade …

Médico presente na sala de emergência revela detalhes da morte de John F. Kennedy

Um médico que estava presente na emergência do Parkland Memorial Hospital, para onde John F. Kennedy (1917-1963) foi transferido depois de ser baleado numa visita política ao estado do Texas, revelou novos detalhes sobre a …